História The Bet - Capítulo 6


Escrita por: ~

Visualizações 53
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Saga

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!!!

Capítulo 6 - Capítulo Cinco


A mulher obviamente estava louca e procurando problema. Quem joga isso na cara de alguém? Claro que ele não sabia o que fazer com a língua! Ele tinha 12 anos! Qualquer cara teria ficado atrapalhado, ainda mais sendo Ariana a parceira de beijo!

Eram as tranças dela. Meu Deus, ela tinha as tranças mais longas que as de qualquer garota que ele já tinha visto. Naturalmente, ele as puxava sempre que tinha oportunidade e, depois, num surto de desespero, jogou pedras nela quando ela não o perseguia mais.

Obviamente em busca de atenção, ele tentou um beijo e ficou agradavelmente surpreso quando a boca de Ariana se abriu em um grito para ele parar, e a língua dele entrou.

Ele gostava de pensar que tinha sido puramente instintivo, mas Ariana estragou esse pensamento no instante em que começou a zombar dele.

Como se pudesse culpar alguém, a garota estava literalmente cortando toda a circulação do braço esquerdo dele.

— Ariana, você acha que vai conseguir? — perguntou ele, tentando arrancar o aperto mortal de seu braço. Ele ainda segurava a outra mão dela e sabia que era idiotice soltá-la.

Principalmente porque segurar a mão dela era bom.

E ele não estava mentindo sobre ela ter mãos bonitas.

Ele seria um tolo se a deixasse ir embora.

De novo.

Droga, ele precisava de sexo. No ritmo que estava indo, eles estariam casados quando o fim de semana terminasse. O Justin sentimental e bobão precisava de um soco na cara.

— Quarenta e cinco minutos — cantarolou Ariana. — Apenas 45 minutos! — Uma risada maníaca saiu de seus lábios. — Quero dizer, posso fazer qualquer coisa durante 45 minutos, né? Né?

Aparentemente, não era uma pergunta retórica.

— Hum, é. Tenho certeza que você aguenta, Ari.

— Se ele pedir um drinque, eu me acalmo. — Ela fez que sim com a cabeça quando o avião começou a decolar.

Dizendo adeus não só à sanidade, mas também a todo o sangue que Ariana atualmente estava drenando de seu braço, Justin estremeceu e tentou entender qual era a bobagem que ela estava tagarelando desta vez.

— Se quem pedir um drinque?

— O cara que está conversando com o casaco. Se ele pedir um drinque, não é um terrorista, e se não pedir, você tem que salvar o avião se ele cair.

— Existem tantas coisas erradas nessa frase. Primeiro, como é que beber álcool prova alguma coisa? Segundo, por que eu teria que salvar o avião?

Ariana revirou os olhos, finalmente diminuindo o aperto no braço dele. Graças a Deus.

— Pelo que eu sei, ele vai querer estar sóbrio se tiver que usar uma arma. — Ah, que ótimo, não apenas Ariana disse a palavra terrorista num avião, mas a palavra arma. Droga. Se houvesse policiais no avião, ele ia entregá-la. Sem hesitar.

— E quanto a eu ter que salvar todo mundo? — Justin rezou para a comissária de bordo acelerar o serviço de bebidas. No ritmo que ele estava indo, estaria totalmente bêbado quando o avião pousasse.

Ariana lhe deu um olhar de pura estupidez.

— Você é homem. É isso que os homens fazem.

— Salvar estranhos? — Ele acenou para a comissária de bordo. Sério, por que motivo ela estava demorando tanto?

— É, bem, não. Quero dizer... — Ariana soltou completamente o braço dele. — ... é o que você faz. Você conserta as coisas.

— Nem tudo. — A frase ficou solta no ar, fazendo Justin se sentir ainda mais tenso, se é que isso era possível.

Depois de alguns minutos de silêncio, nos quais Justin refletiu sobre a ideia de ele mesmo tomar o avião se isso fizesse Ariana falar de novo, a comissária de bordo empurrou o carrinho pelo corredor.

— O que vocês dois desejam? — Ela deu guardanapos a Justin e aos dois um pacote de biscoitos.

Ariana abriu a boca para falar, mas Justin colocou a mão sobre ela antes de ela poder emitir uma palavra.

— Gostaríamos de duas garrafinhas de vodca. — Ariana mordeu a mão dele. — Na verdade, quatro. Obrigado.

Ariana revirou os olhos depois que ele colocou o copo de gelo na frente dela e serviu duas garrafas.

— Bebe isso.

— Não preciso de álcool. Estou ótima!

— Diz a menina que acabou de acusar um membro da igreja de ser terrorista. — Justin apontou para o homem que ela estava acusando. Agora sem o casaco, um colarinho de clérigo muito visível aparecia, mostrando sua profissão.

Ariana xingou.

— Então! — Justin lhe deu um cutucão com o cotovelo. — Estamos na presença de Deus. Agora bebe.

— Você percebe que usou Deus e bebida na mesma frase, certo? — resmungou Ariana, engolindo o líquido transparente. — Caramba! Isso tem gosto de me...

— Melado! — interrompeu Justin com uma risada e uma tosse. O clérigo olhou para trás e lhes deu um olhar peculiar antes de voltar a olhar para sua revista.

— Acho que não acredito mais em você. — Justin bebeu a vodca tão rápido quanto um ser humano poderia.

— O que quer dizer? — grasnou Ariana.

— Você não pode fazer qualquer coisa por 45 minutos. Só se passaram dez e estou pronto para saltar dessa coisa de paraquedas.

— Agradeça por não ser meu noivo de verdade. — Ariana piscou e recostou a cabeça na cadeira.

— Ah, pode acreditar que estou agradecendo. — O tom de Justin era meio maldoso, mas era o único jeito de manter essas ideias longe da mente dela. Ele precisava ficar o mais longe possível de Ariana, e o único jeito de fazer isso era ser um babaca completo. Pelo menos assim seu coração não estaria correndo o perigo de se perder pela segunda vez, e ele tinha esperanças de conseguir manter o dela intacto.


Notas Finais


Continua...
Não sei se a fic ta realmente legal, não tem muitos favoritos.. acho que vou da uma parada nela


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...