História The cold heart - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Jackson
Personagens Michael Jackson, Personagens Originais
Visualizações 47
Palavras 1.028
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E aí, meninas? Tudo bem?

Boa leitura...

Capítulo 19 - Goodbye


Fanfic / Fanfiction The cold heart - Capítulo 19 - Goodbye

Aquele sorriso irônico estava me dando medo. Sentia minhas pernas tremerem por debaixo da mesa. Minhas mãos já estavam começando a suar, e eu podia constatar que já estava em estado de medo e pânico. O que eu iria dizer a ele, se caso ele realmente tiver visto o teste? O que eu iria fazer?…

— Não, eu estou bem. Não preciso ir no médico. — dei um gole no suco de laranja. Bem, espere, Michael sempre tomava vinhos durante o jantar. Por que justo hoje, ele teria mandado Lucy fazer suco de laranja?

— Bem, eu achava bom você ir até o médico...

— Michael, o que você tem?… — perguntei com medo da resposta. Ele estava sendo irônico o tempo todo. Com certeza, ele já sabia de tudo.

— Eu? Eu não tenho nada… — se fez de cínico.

— Sim, Michael, você! — disse revirando os olhos.

— Eu estou bem. Na verdade, estou ótimo! — deu um sorriso de felicidade a mim.

— E… por quê?! — perguntei receosa.

— Porque irei ser pai! — agora ele disse em alto e bom som. — Quando você pretendia me contar, Kristen?

Eu estava espantada. Tudo o que eu não queria que acontecesse, aconteceu... ele tinha descoberto tudo!

— Eu…eu…Michael, precisamos conversar... — disse sem conseguir pensar muito bem.

— Sim, claro. Vamos até o meu quarto. — ele disse todo risonho. Aquela felicidade toda iria acabar, assim que eu fosse conversar com ele.

[…]

— Michael, eu peço que você se acalme. O que tenho pra dizer não é algo muito bom… — eu disse andando de um lado para o outro no quarto, enquanto ele estava atento a mim sentado na cama.

— Você quer me pedir calma, quando descubro que irei ser pai?! — ele disse se animando novamente. — Eu nem te dei um beijo e um abraço ainda!

Assim que ele disse isso, ele me agarrou como nunca. Me deu um beijo apaixonado e feliz. Eu o retribui mesmo que com muita vontade de chorar. Eu iria acabar com um sonho dele… iria fazê-lo sofrer.

— Eu te amo! — ele disse abraçando-me.

— Eu também te amo. — disse forçando um sorriso.

— Bem, agora me diga. O que você quer falar? — ele disse se sentando na cama novamente.

— É que… eu ainda não sinto que é a hora. — disse prendendo minhas mãos umas nas outras de tamanho o nervoso.

— Que é a hora de que, Kristen? — ele perguntou já receoso.

— De ter um bebê. Eu não me sinto preparada para ser mãe. Eu ainda sou jovem e tenho muito o que curtir ainda. Eu nunca quis ser mãe, essa é a verdade. — disse, e não me aguentei. Chorei ali mesmo.

Sua expressão era indecifrável. Seus olhos já tomados pelas lágrimas, denunciavam o quanto aquelas palavras haviam o afetado. Afinal, era do sonho dele que estávamos falando...

— E você pretende fazer o quê?

— Abortar o bebê. — disse com um certo medo. Seu olhar era mortífero.

— VOCÊ NÃO VAI FAZER ISSO! ESTE FILHO É MEU TAMBÉM. — ele disse se alterando. Aquilo o havia irritado profundamente.

— O filho pode até ser seu, mas sou eu quem vai carregar ele aqui durante nove longos meses. Se você quer ter um filho, então que adote um, pois eu não vou ficar com uma criança dentro de mim! Não vou. — disse isso com uma certa raiva por dentro.

— Se você fazer qualquer coisa com esta criança, saiba que irei fazer de tudo para prejudicar a sua vida! — ele disse em um tom ameaçador.

— Espere… você está me ameaçando? — eu disse o afrontando.

— Só estou te alertando. Você vai ter esse bebê. Este é o meu sonho.

— É o SEU sonho. Não meu. — disse aquilo e sai do quarto sem dar qualquer satisfação.

Entrei num dos quartos que eu costumava ficar e deitei-me em minha cama. Me coloquei a chorar…

[…]

"Sei que pode não ser o melhor momento e nem a melhor hora para te dizer isso... mas me perdoe, Michael. Você sabe mais do que ninguém o tanto que lhe amo. Você é meu mundo e meu céu. Você é tudo o que tenho… eu não sinto-me preparada para ter este filho. Estamos falando da vida de uma criança, não de uma boneca. Não quero ser o tipo de mãe que teve um filho para agradar o pai. Se um dia for para ser mãe, quero ser o melhor possível. Não irei aguentar ser pressionada por todos aqui, e, é por isso que lhe digo: Adeus!…

Obrigada por tudo o que você me deu, inclusive o seu mais sincero e puro amor. Obrigada pela hospedagem da casa. Obrigada por tudo. Saiba, que aqui foi o melhor lugar onde eu pude ter escolhido para morar, para ficar e para aprender. Foi aqui que ganhei uma segunda mãe e um segundo pai. Foi aqui que conheci o amor da minha vida. Mesmo quando você era frio, você era doce. Mesmo quando era ruim, era bom. Mesmo quando me dava patadas ou quando me respondia grosseiro, você — mesmo que lá no fundo, estava sendo carinhoso… é Michael, você realmente foi o melhor que me aconteceu. Você foi a minha luz quando eu estava na vasta escuridão. Você foi o meu príncipe. É duro dizer-lhe adeus, mas precisarei desse tempo. Precisarei ficar sozinha. Não irei deixar aqui para onde irei ir, mas posso informar-lhe que usarei o dinheiro — uma pequena parte dele, para seguir ao meu destino. Te agradeço mais uma vez por tudo. Agradeço por todo o seu amor. Agradeço por amar-me… mas agora é a hora de partir, e te deixar seguir com alguém que te dê o que você mais quer: filhos. Talvez, eu não seja boa o suficiente para isso. Talvez, eu não tenha sido feita para ser mãe. Talvez, eu é que tenha o coração mais frio do mundo, o mais cruel e o mais sem compaixão. Talvez seja eu, que não te mereça. Adeus!"

De: Kristen Miller

Para: Michael Jackson

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...