História The Kid ( SasuSaku ) - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Fugaku Uchiha, Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Karin, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Tsunade Senju
Tags Naruto, Romance, Sakura Haruno, Sasuke Uchiba, Sasusaku
Visualizações 130
Palavras 1.352
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem qualquer erro ou outra coisa qualquer.
Espero que gostem!

BOA LEITURA❤📖

Capítulo 19 - Compromissos marcados


Fanfic / Fanfiction The Kid ( SasuSaku ) - Capítulo 19 - Compromissos marcados

                                Sasuke On

- O que estavas a falar com a tua mãe? - digo já dentro do carro e chamo atenção da rosada

- Convidei-a para passar algum tempo em nossa casa. - já vou ter a minha querida sogra analisar-me. Puta que pariu, me fodi

- E-e quando ela vem? - pergunto meio preocupado

- Ela disse que irá dizer alguma coisa amanhã. Tenho a certeza que ela não vem dizer que não. - sorri

- Já se resolveram? - pergunto contente pela minha amada

- Sim, acho eu. É difícil de explicar. - fala um pouco confusa

- O que interessa é que a vovó materna vai para aqui. Assim tenho as duas comigo. - fala e eu sorrio aleatóriamente

- Tens razão. Só espero que a minha sogra goste de mim. - passo as mãos nos meus fios de cabelo

- A minha mãe não é de descriminar as pessoas. Não te preocupes. E não te esqueças ela não pode ir contra nós. - sorri vitoriosa

- Pois, mas é normal ter medo! E eu estou com muito, porra!

- Acalmas os cavalos. Ela só vai dizer amanhã.

- É verdade...

- O quê?

- Amanhã, temos que ir para uma festa de empresa. E como já deves prever eu não vou levar o Taro. - a mesma concorda e o Taro também - Mas o foco como deves saber somos nós, estará lá jornalistas e seremos entrevistados.

- Isso é algo que eu já não gosto tanto, mas fazer o quê? Eu irei contigo. E o Taro? - chama a atenção do mais novo

- Os meus pais irão ficar com ele. Pois não vão á festa. Então estará em segurança. - sorrio. Ai daquele demónio ruivo que toque na minha família

- Yes, ficarei com a vovó paterna. - olho surpreso para ele. Desde quando ele fala Yes?

Vejo a Sakura a rir. O menino burro, ele teve nos EUA. É normal que ele saiba falar inglês. Preciso voltar para a escola, o meu raciocínio anda muito lento ultimamente.

Levo os dois até casa  deixando-oa lá. Voltando para o trabalho completamente sozinho. Notando a diferença... Estar acompanhado é muito melhor. Pensando bem, será que hoje posso... 😏... Transar, estou louco para entrar dentro da Sakura. 

Juntos com os meus pensamentos, sinto o meu membro inferior acordar. É só pensar nela, mas que merda.

- Tsc... Eu realmente preciso de tê-la hoje. - falo alto no carro, pois ninguem estava a ouvir

Estaciono o carro no parque da empresa. Subo até o meu andar. E encontro a minha secretária já sentada nos seus aposentos com a agenda na mão.

- Bom dia. - falo seco

- Bom dia Sr.Uchiha. Hoje terá uma reunião com o Sr.Itachi. Sobre as restantes ações. - fala educadamente, mas mostrando os seus peitos

Eu sei perfeitamente que queres saltar para cima de mim. Mas eu já tenho dona. E estou muito bem com ela.

- Muito bem. Dou-lhe uma oportunidade para se despedir - vejo-a arregalar os olhos e a engolir a seco - Nunca me terá!

Fecho a porta do meu escritório com força e ouço uns xingamentos da parte de fora. Acho que devia empregar uma velhota, porque tá difícil...

- Ora bem, as ações da empresa estão completamente bem. Pensando bem poderão ficar melhor se as duas empresa se fornecessem. - falo pensando na empresa Empire

Isso é um assunto que depois preciso tratar seriamente com a Sakura e os seus pais.

- Eita! - ouço a voz do meu irmão

- Nem um "bom dia". E eu a pensar que era eu o mal educado. - falo debochando

- Não, é que tu tavas tão pensativo. Que eu pensei que estavas morto. - sorri, sacana

- E tu és tão feio. Que eu não sei dizer se viemos do mesmo útero. - vejo o seu sorriso murchar. Toma lá que já almoçaste!

- Eu tenho um irmão mais novo tão fofinho... Mas agora me explica, o que aconteceu á tua secretária? Ela estava com cara de pouco amigos, ou seja, parecia que iria me matar. - fala um pouco assustado

- Ela queria me dar, mas eu não quis e ponto final. - falo me levantando, donde estava sentado

- Oferecidas, temos que colocar aqui uma velhota. Que não deia em cima de ti. 

- Era isso que eu estava a pensar. Mas tu não vieste aqui para falar disso pois não? - o mesmo volta ao assunto da reunião depois da minha pergunta nada amigável

O dia passou extremamente rápido,  a reunião foi tranquila e a secretária não se despediu como eu tinha pensado. Ela é das fortes, não desiste quando quer uma pessoa. 

Mas ela que não pense que sou dos fracos. Eu sou homem e a minha carne não é fraca, só é fraca quando a Sakura está incluída.

Vou no carro tranquilo, quando vejo um ruivo exatamente igual ao Sasori, atrevessar a rua. A minha raiva sobe no máximo, e vou para carregar no acelarador, quando a imagem do Taro vem-me á mente.

Por vezes os humanos, não pensam como tais.

Vou o resto do caminho pensando no erro que poderia ter cometido. Mas esse pensamento desaparece quando vejo a Sakura á minha espera no nosso quarto.

- O Taro está a dormir. - diz uma simples frase, dando-me permissão para ir com tudo

Sorrio e a mesma retribui. Chego na mesma e começo a beija-la selvagemente. Eu preciso da boca dela.

Tiro o meu colete e desaboto os botões da minha camisa, deixando o meu tronco lindo e defenido á mostra. 

Vejo a Sakura a engolir a seco com a minha ação um pouco inesperada. E sem pensar duas vezes tiro a sua camisola, deixando o seu sutiã branco exposto. 

Começo a massager os seus peitos lentamente. E logo de seguida arranco o sutiã que estava no meu lindo e prefeito caminho.

- S-sasuke... - ouço-a gemer o meu nome baixinho, mas audível

Esse gemido estimula-me e começo a chupar um dos seus peitos. Acaricio o outro, deixando-a ofegante e desesperada por cada vez mais.

Sinto já o meu membro inferior a pulsar. Mas eu tinha que me aguentar. Pois fazia tempo que a Sakura não fazia sexo. 

Retiro a calça dela e começo a lamber a sua intimidade, ainda escondida por sua calsinha também branca. 

- Só espero que o Taro não acorde. - dou um sorriso fraco e a mesma concorda com um simples aceno

Tiro a sua calcinha, pois estava a ficar molhada. Começo por penetrar 1 dedo, que coube facilmente.

- S-sasuke-kun! - quando ela me chama desse jeito

Enfio mais dois dedos, estando no total três dedos meus dentro dela. Vejo-a contorcer-se com o prazer que os mesmo lhe dão.

Não consigo mais aguentar e beijo-a ferozmente, enquanto retiro a minha cueca, o que faz com que o meu membro pulse para fora.

- Sakura vou colocar. - vejo a mesma concordar com um sorriso malicioso

Envio devagar e deixo-me estar um pouco. Mas a rosada logo reclama por mais movimento. E eu acato, começo a mecher-me dando estocadas fundas e excitantes. Deixando o som das nossa intimidades chocando-se, no quarto. 

- SA.... Aha!... Nnh... Ah! Sasuke-kun... Me faça enlouquecer. - pede a Sakura, totalmente excitada

- A seu pedido é uma ordem princesa. - sorrio 

Estoco cada vez mais forte e mais rápido. Sinto as paredes da vagina dela a contrair-se cada vez mais. Dando o aviso que ela iria se soltar. Mas eu também não aguentaria muito mais.

- Vou gozar. - aviso e a mesma geme 

- Goza! - diz Sakura, como se fosse um ordem

Gozo dentro dela e caio para o lado. Totalmente satisfeito pela hora incrível que tive.

- Fazia tempo que eu não me sentia assim tão bem, Sasuke-kun. - fala a rosada, ainda ofegante

- Agora o nosso quarto vai cheirar a sexo. - sorrio maliciosamente e a mesma retribui

Ela dá sinal de cansaço, pois ela esta grávida, e precisa de descansar. Não demorou muito e lá estava ela a dormir tranquilamente no meu peito. 

A verdade é que o homem com raiva ou ciúmes, pode cometer uma atrocidade horrível. Mas um homem com amor, pode fazer coisa incríveis. Como ser pai digamos, ou surpresas românticas.


Os pais de Sakura são amigáveis, mas irão com a cara de Sasuke?

E como se irá resolver a ameaça do demónio Sasori? 



Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...