História The love is Real. - Mitw - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias TazerCraft
Personagens Personagens Originais
Tags Cellbit, Cellps, Drama, Felps, Ficção, Mitw, Romance, Tazercraft
Visualizações 59
Palavras 1.114
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Preste atenção!!

Vai haver mais um Efeito Borboleta, lembrando que, no efeito borboleta não há escolhas ruins e boas, isso depende de cada um.

Cuidado com o que vc escolhe!!

Capítulo 12 - 12. Effect Butterfly 2


 

*Cellbit*

 

Acordo de manhã, com uma puta dor no quadril. Lembro de ontem a noite e fico envergonhado, se minha mãe tiver escutado os... gemidos de ontem, eu tô fudido. 

Olho pro lado a procura do Felps e do meu celular, resultado não acho nenhum. Mas em compensação encontro uma bandeija com um maravilhoso café da manhã, torradas, café (do jeito que eu gosto) bolo e frutas. Tô me sentindo a rainha Elizabeth. 

Vejo um bilhete escrito:

Bom Dia Amor! Desculpe por não estar do seu lado, Mike me chamou e parecia urgente. Mas em compensação, esse café da manhã. Pac te ligou, sou muito curioso e olhei seu celular, também parecia urgente.

Como o café com uma pressa, e pego meu celular  são: 9:30 da manhã perdi aula, mas não ligo fiz coisas mais interessantes. Ligo pro Pac, mas ninguém atende, ele deve ter ido à escola.

 

*Pac*

Acordo atrasado e corro, me olho no espelho e vejo que estou horrível. Não consegui dormir, até faltaria mas minha tia tá na minha cola, e as provas já estão começando. Tomo um banho rápido, coloco qualquer roupa e moletom e vou sem comer, pois não tenho tempo.

Vou andando até a escola, e chego 5 minutos atrasado. Olho pra classe e vejo Mikhael, bom ele parece estar melhor do que eu. Vejo cochichar algo pro Felps e Batista, droga Cellbit não veio, sento no fundo e o professor começa a aula. Tento o máximo me concentrar, numa falha tentativa.

Olho para Rezende, que está com um sorriso de vitória no rosto. Vejo que recebi uma mensagem do idiota do Pedro: " Acho que alguém teve o que merece, bom agora que sua amizade acabou, você vai ver o inferno com seus próprios olhos...E depois, que sua patética vida acabar, todos esquecerão de você, e o meu segredo será guardado pra sempre. Aliás, soube que você também guarda segredos. Amigos compartilham segredos, Pac, é o que os mantém unidos, o Mike nunca irá te perdoar, por algo que eu fiz. "

Olho pra ele que continua com aquele sorriso sínico e fico com vontade de chorar. Se ele me conhecesse bem, saberia que eu nunca contaria segredo de ninguém, pois é pessoal. Me sinto mal até hoje quando o ameaçei, foi muito baixo, eu estava com raiva. 

Peço pro professor para eu ir no banheiro, e ele deixa. Percebo Pedro rindo e Felps e Jv me olhando preocupado. Eu sei muito bem que Felps já sabe de tudo, e Batista também, por serem os melhores amigos do Mike, e ele estava me olhando percebo isso....

Entro em uma cabine e recebo mais uma mensagem do Babaca: " O que você vai fazer no banheiro é mais um segredinho?? Aposto que Mike não sabe. Você é fraco Pacgnam e sempre será, ainda não sei como têm amigos, mas não por muito tempo. Quando menos esperar estarão todos contra você. Até pediria pra você se matar, mas acabaria com a diversão. "

Acabo de ler acabado, as pessoas dizem na internet que se você ignorar passa. Mas essas palavras machucam, quando menos espero já estou me cortando, coloco um pano na boca pra abafar o choro. Limpo tudo, até meu rosto vermelho, bate o sinal e Jv corre em minha direção. Eu tô muito tonto.

"Onde você estava Pac e porquê demorou?" - João Victor, pergunta e eu apenas abraço ele, que retribui quando me vê chorando. - "Aconteceu alguma coisa?" - Eu não digo nada, ele é uma pessoa legal. Não vou contaminá-lo com minhas histórias depressivas. 

Sem perceber nos entramos na sala abraçados pelo menos alguém se importa comigo, e eu ainda estou chorando. Vejo Mike e Batista me olharem feio, Batista gosta do Jv, saio do abraço na hora não quero causar mais confusão, vou pra meu lugar no fundão e cubro minha cara. 

Fico pensando o motivo de Mike ficar bravo, mas acabo me iludindo mais, até parece que ele gosta de mim. Ele tem namorada, ele não é gay, e qualquer um é melhor que eu. Tô ficando louco, mas qual é a razão dele ficar bravo??

 

*Mike*

Chego na escola e conto tudo para o Felps e pro Batista, que ficam falando que eu peguei muito pesado. Mas ficam do meu lado, Felps ia me dizer algo sobre ontem, mas como eu estou triste ele não falou... Isso que é um bom amigo.

Subo para classe e 5 minutos depois vejo ele, sua aparência é de uma pessoa que não dormiu, um pouco de olheiras e rosto inchado, de chorar imagino. Me deu dó, mas eu tenho que dar o troco. No meio da aula olho pra ele, e percebo que Rezende está mexendo no celular com um sorrisinho. 

Depois de 15 minutos faz um barulho de que alguém recebeu mensagem, o professor não escuta, é a maioria das pessoas estão ouvindo música com o fone escondido. Olho pro Pac e vejo que é no celular dele, ele fica mais triste. Que droga!! Faria de tudo pra saber o que está escrito na mensagem.

Depois ele vai no banheiro e não volta, eu estou preocupado com alguém que me feriu e deve estar apenas fazendo teatrinho na frente de todos. O pior é quando bate o sinal, Felps e Batista fazem de tudo pra me alegrar. Jv sai da sala correndo, procurando o Pac... Podia ser eu, mas... Que droga, Mike!! Para de ter esses pensamentos. Sem perceber, a porta abre revelando Jv e Pac se abraçando, Tarik estava chorando.

Quem ele pensa que é, para ficar abraçado com o Pac, nem amigos eles são... Se o Tarik têm amigos, o Cell It só fica com ele por dó certeza. Esse pensamento foi meio maldoso, mas é a verdade. Olho pra Batista que também não vê a cena como bom grado, Tarik percebe e se desfaz do abraço.

Rezende está rindo, algo de errado não está certo. Pedro, eu preciso perguntar se Tarik já o ameaçou. Mesmo que algo não esteja cheirando muito bem no meio dessa história.

 

*Pac*

Digo para o professor que meu cachorro morreu e que eu estou passando mal, ele me autoriza sair. Mas antes percebi Mike falando:

- Seu cachorro morreu duas vezes?? - Ouso um comentário do Mike, meu coração acelera e eu sorrio, como estou de frente pro professor ninguém viu. Com sorte o professor não escuta e me libera.

Vou andando devagar até a diretoria para me liberarem, e vejo a namorada do Mike agarrando outro menino. Eu fecho os olhos, abro de novo pra conferir se é realmente ela, porquê isso só acontece comigo??

 

E agora, eu falo ou não para ele??


Notas Finais


Effect Butterfly:

1- Pac conta pro Mike sobre a traição.
2- Pac não conta para ninguém, e finge que nada aconteceu.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...