História The Magic World - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Liih3108

Postado
Categorias Originais
Visualizações 10
Palavras 1.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OLAAAA PESSOINHAS!!
Tudo bem?
Aqui é a liih3108, estou postando pelo The_writer_soul. Este é um projeto novo que nós dois estamos escrevendo.
Esperamos que vocês gostem.

Beijinhos de Luz e boa leitura....

Capítulo 1 - Prólogo


O mundo magico, um lugar que os Humanos normais não sabem que existem.

Formado por quatro grandes clãs, quatro clãs menores, os espíritos domináveis e indomináveis e os seres mitológicos. 

Os quatro grandes clãs são: os dos Magos; seres que dominavam todo o conhecimento do universo e seus poderes. Os Feiticeiros; pessoas que mantinham um forte vínculo com o mundo mágico e os seres que o habitam. As Bruxas; são consideradas a escória deste mundo, meras trapaceiras que usam truques baratos para, e afins, seu próprio bem. E a Elite; conhecidos como Caçadores, eles são temidos por todos aqueles que praticam as artes das trevas, mas pouco se sabe como eles surgiram e adquiriram suas habilidades.

Os quatros clãs menores: as Ninfas; são seres conhecidos como a divindade que habita os elementos e parte do universo, são leves, delicadas e a personificação da graça criativa. Fadas; são seres que mexem com o misticismo podendo tornar o sonho ou o pesadelo de uma pessoa em realidade. Os Dragões; seres dotados de grande poder mágico, mas considerados um clã extinto e amaldiçoado não podendo usar todo o seu poder, seres que possuem a capacidade de fazer a metamorfose de dragão para humano e vice e versa. E também os Semideuses; seres arrogantes e convencidos, pois são filhos de deuses que morreram na grande guerra entre os clãs.

Nossa história se passa neste mundo misterioso e cruel, onde há guerras e discórdia para o poder. Onde os destinos de três pessoas distintas se entrelaçam para decidir o futuro deste mundo e seus habitantes, sendo humano ou um ser mágico.

Se preparem, pois, o que está por vir poderá mudar a forma como você vê o mundo e tudo ao seu redor.

_______________________________________________________________

Pov Jayden

Finalmente em Amsterdã.

Olho em todos os lados e vejo que alguém me espera com uma placa escrita o meu nome.

Simmons – Jayden? Maria disse que você vinha, vou lhe auxiliar em seus novos estudos. – O tom de sua voz era tão patética, deduzo que ele era o motorista ou algo do tipo.   Ele estava vestindo um terno, tinha cabelos pretos ralos e olhos castanhos, aparentava ter o dobro de minha idade.

J – Valeu cara, mas não precisa. – Dou um tapa em seu ombro e vou andando sem dar bola.

S – Primeiro erro, seu bruxinho de merda, não me subestime. – O tom de sua voz muda de algo patético para algo mais frio e aterrorizante, ele era, aparentemente,um bruxo, e tinha a capacidade de me matar e fazer parecer acidente. – Meu nome é Simmons, serei seu mestre nas artes das trevas, mas você ainda terá que ir para a escola apenas para não levantar suspeita, alguém vindo do internato Lunkz levanta muitas suspeitas.

J – Mas que saco, se eu tenho um mestre, para que ir para a escola? – Aquela ideia não me agradava. Ter um mestre? Beleza. Mas ir para escola, não cara, isso é uma droga.

S – Olha aqui seu merdinha, você não quer ir para a escola e eu não quero te treinar, então cala a porra da boca e viva com isso.

Eu não tinha a escolha de discutir, irmã Maria já havia me avisado que teria que ir para a escola, e que eu não deveria chamar atenção desnecessária.

Estávamos no carro e eu estava bem entediado, então decido perguntar sobre o colégio.

J – Simmons, o que esse colégio de bosta tem a oferecer para um cara como eu?

S – Continue com esse ar de superior, que eu te mato de mil formas diferentes. – Ele continuava usando um tom frio e intimidador.

J – Magia de intimidação não funciona comigo, sou especialista em magia de ilusão.

S – Não se esqueça, magias de ilusão são feitos apenas por bruxos das trevas, não a use na escola. Ok, vamos as regras. Esse colégio tem divisão de salas conforme o clã, você vai estudar para ser mago, vai ficar com os magos. Qualquer aluno que for pego estudando, ou praticando as artes das trevas serão mortos, caçadores estarão liberados para fazer tais atos, o mesmo vale para os professores. Eu sou especialista nas artes das trevas como mago, no colégio ensino a defesa contra as trevas, como seu mestre vou lhe treinar para ser um mago das trevas.

J – É isso? Não parece ser grande coisa. – E realmente não tinha me impressionado, parecia apenas mais um colégio normal.

S – Já lhe disse, não subestime, é um colégio de primeira, temos uma ninfa que domina uma Fênix, não é algo fácil de se dominar.

Ok, uma Fênix era algo que me impressionava, mas eu tinha o yokai do vento, a marca ainda doía depois de tanto tempo.

Pov. Charlotte

Eu sinceramente não sei porque esse tipo de coisa acontece comigo...

Por que eu? Será que meus antepassados mexiam com artes das trevas e Zeus puniu eles, fazendo minha vida ser uma completa merda?

Estou agora deitada no chão, toda suja e suada, porque o Ethan me derrubou com facilidade. Estou começando a achar que não sirvo para isso, eu nunca consigo acertar uma magia, estou duvidando que sou uma ninfa mesmo.

Ethan - Vamos levanta! Como uma ninfa das estrelas pode ser tão fraca? - Ethan diz em tom de deboche.

Charlotte- Escuta, caso você não saiba, eu comecei a aprender agora, eu descobri tudo isso agora. Então não fica me pressionando! – Digo com raiva em minha voz.

Ethan apenas revira os olhos – Então tá, para de drama e vamos tentar de novo. — Ele me dá a mão para me ajudar a levantar, eu apenas dou um tapa na mão dele e me levanto sozinha.

C – Ok, agora eu vou conseguir!

Pov. Ethan

Charli era teimosa e persistente, era uma de suas qualidades, mesmo não sabendo nada sobre o seu lado Ninfa, ela continuava a tentar.

E – Ok, dessa vez vou pegar leve contigo.

C – Não, se você pegar leve comigo eu nunca vou aprender. – Ela falava toda estressada, como de costume.

Dou um longo suspiro antes de falar.  – Beleza, mas vamos continuar a luta corpo a corpo, consegue?

C – Mas é claro que consigo - Ela estava toda corajosa, dou um sorriso de canto e me preparo para voltar a lutar com ela.

Avanço contra ela dando um soco, ela desvia e tenta me dar um chute, mas eu desvio também, ela se afasta um pouco com a respiração ofegante.

E – Você aguenta mais um pouco ou quer descansar? Nós estamos treinando faz duas horas sem nenhum descanso – pergunto para Charli.

C – Não, se eu ficar descansando nunca vou conseguir melhorar – Charli responde teimosa.

E – Charlotte Jones chega, você vai descansar agora. Olha para você, quase nem se aguenta em pé, vai! Você tem meia hora de descanso, depois vamos pegar mais firme ainda. – digo de forma autoritária e fria, porque só assim ela me escuta.


Notas Finais


Gostaram? Se sim comentem...
Se não, comentem do mesmo jeito.
Até o próximo capítulo.

Beijinhos de Luz...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...