História The other side - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 3
Palavras 500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - -M


Um dia depois,as exatas quatro e quinze da tarde,nós três nos encontrávamos no cemitério.

-Você não acha uma puta de uma hipocrisia, você estar aqui,meu querido amigo John? -Diz o platinado com um sorrisinho de lado.

-Me sinto meio ruim , sabe, consciência meio pesada...?

-Só meio,haha?-Digo brincando.

-Érr...por isso,estou aqui para poder tentar me redimir e tals, sei lá.

-Ata,não era porquê você não queria de maneira alguma deixar a Alanna sozinha?-Diz Matteo.

-N-não mesmo.-Responde o loiro andando um pouco mais na frente do trio.

-Sabe,eu me sinto meio mal também,desconfiei muito dele,e acabou que foi uma desconfiança atoa.

-Desconfiar muito é uma doença piscologica ,vai se tratar, princesa.

-Falou o cara platinado estudante de piscologia.-Digo.

-Estou querendo estudar mesmo,mas é só pra poder entender sua mente,princesa.

-Isso era pra ser uma cantada?

-Era,mas deu errado que nem eu tentando passar na minha faculdade.

Nós começamos a rir e todo mundo que estava presente estava olhando para a nossa direção, com uma cara de quem acordou todo cagado.

-Só vocês mesmo para rir em um cemitério,  belo exemplo de como ser educado,dois retardados.

-Awn,obrigada pelo elogio!-Digo piscando e mandando beijinhos.

Ele revira os olhos e vai para outro canto.

-Você sensualiza tão bem que ele até saiu de perto.

-Vai se ferrar,Matteo.

Quando acabou o vélorio do Nyan, John diz estar passando mal e foi sozinho para sua casa.

-Ele não estava assim antes,você não acha estranho,Alanna?

-Tudo aqui é estranho,seria ainda mais anormal você dizer que algo não está estra...nho.

-Alanna?-Ele me chama mas eu presto atenção em quem estava do outro lado da rua.

Eu posso jurar que eu vi o Ethan acenando enquanto sorria pra mim.

-Alanna?!-Diz pegando no meu braço.

-Er...desculpa.

-Mas que caralhos deu em você?

-Nasceu um,mas só tem uns dois centímetros,pode chamar de clitoris também.

-Eu não estou brincando agora,poxa,eu to preoucupado com você.

-Deve ser o frio,vê?Estou congelando,he he.

-O frio?

-É ué.

Realmente,nesta tardizinha estava super frio,porém não chega a justificar a minha "esquizofrenia".

Chegando em casa,eu entro e dou apenas um tchauzinho para o platinado.

A morte de Nyan conseguiu me ajudar em algo,agora eu posso tira-ló da lista dos meus suspeitos.

E pensando na lista de suspeitos,procuro a mesma entre os meus livros dentro do armário ,onde eu havia deixado da última vez.

Ao invés de conseguir acha-lá , acabei achando outra coisa,tipo um bilhete.

"Bom trabalho Alanna,recomendo reler o livro digital que você comprou,você deixou uma pista importante de fora.

 E não se assuste,pode se dizer que eu estou do seu lado mesmo não realmente estando.

De: -M"

Não faço ideia de quem seje,mas por via das duvidas irei reler,é melhor tentar e fracassar,do que ser uma inutil sem ao menos tentar.

No final do livro eu acho algo que não me lembro estar antes.

Dizia que ele não pode se manifestar nessa dimenção nossa por muito tempo ,e por isto ele  geralmente usa um hospedeiro,e como uma consequencia ou condição,ele fica com parte das emoçãos e sentimentos da pessoa usada como sua "casca".

Além disso,eu achei mais uma coisa,ele precisa da energia das pessoas,e também da dor delas, então pode ficar com a mesma pessoa ,torturando-a por meses,ou até mesmo,por varios anos,até ela não aguentar mais e morrer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...