História The Sea - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Suga, V
Tags Jin, Seokjin, Sin, Suga, Taehyung, Yoongi, Yoonjin
Visualizações 29
Palavras 2.389
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente, essa é a primeira fic que eu posto, então espero que gostem.

Leiam as notas finais, vou deixar o link do video em que me inspirei.

Boa Leitura! -Tai

Capítulo 1 - Capítulo Único - Gravidade


Yoongi POV

Não era fácil lidar com tudo aquilo que estava acontecendo em minha vida, eu sentia como se meus pulmões estivessem lotados de água o tempo inteiro, sempre me afogando com meus próprios pensamentos. Por que aquilo teve que acontecer? Por que ele teve que aparecer em minha vida?

-------------------------------------------------------------------

Eu estava no mar, como de costume, admirando o horizonte enquanto compunha uma música, ou pelo menos tentava compor. Minha mente estava cheia de ideias das quais eu não conseguia organizar em um papel e fazer algo bom. Estava irritado com isso, mas o mar sempre me acalmava. O quebrar das ondas, o aroma típico da praia, o por do sol, tudo aquilo era perfeito e me passava uma paz, e com isso poderia reorganizar minhas ideias e compor finalmente algo descente.

Fiquei distraído com os meus pensamentos até que alguém sentou ao meu lado na areia da praia, mas eu não olhei de imediato, ainda estava concentrado em escrever alguma coisa, até que a pessoa se direcionou a mim.

-O que está fazendo? – era um garoto muito curioso.

-Hm, compondo? – respondi um pouco envergonhado, ainda não havia direcionado meu olhar a ele.

-Que legal! –disse ele empolgado- Se quiser, posso cantar pra você – e quando ele falou isso eu olhei pra ele.

Eu nunca pensei que algo tão natural como olhar para alguém que esta falando com você ia mudar completamente a minha vida.

Ele era lindo. Como um anjo. Ele tinha olhos grandes, como seus lábios, seus cabelos castanhos eram lisos e macios, mesmo sem toca-los era perceptível, sorridente e com uma aparência nova. Inocente. Puro. Perfeito.

-Claro que pode – o respondi sorrindo, nervoso, sentindo meu coração acelerado.

 Passamos o resto da tarde juntos, ele me ajudou a compor e gravamos um vídeo perto do mar, o nome dele era Seokjin, ele ria como uma criança e aquilo me fazia rir também, ele me disse que queria começar uma grande amizade comigo, e eu ansiava a mesma coisa, eu só queria ter ele perto de mim pelo resto da minha vida, estranhei completamente esse sentimento, mas era um sentimento que tomou conta de mim, e era bom.

 

...

 

Nós demos nosso primeiro beijo em uma festa, com nossos amigos ao redor.

Era aniversário de Jungkook e ele fez uma grande festa no quintal de sua casa, que era enorme. Eu e Seokjin nos tornamos muito próximo, ele passou a dividir o quarto comigo e cada vez mais eu sentia a necessidade de viver toda a minha vida perto dele.

-Yoongi, você é tão lindo – ele disse isso enquanto todos estavam dançando, olhando fixamente em meus olhos.

-Obrigado – disse sem jeito, meu coração batia descompassado e ele segurou a minha mão, me deixando cada vez mais nervoso.

-Você está gelado – ele sorriu. Ele sempre estava sorrindo, aquele sorriso que mexia comigo sempre que eu o via.

-Por que você está fazendo isso? – minha voz estava tremula, eu sentia a adrenalina correr pelo meu sangue.

Ele foi se aproximando de mim e sussurrou em meu ouvido:

“Porque eu gosto de você.”

Então, ele me beijou. Um beijo que ninguém nunca havia me dado e duvido que alguém fosse capaz de me dar. Só ele.

Todos gritaram ao nosso redor

“VIVA O CASAL.”

Jungkook bateu palmas e se aproximou de nós, dando tapinhas no Jin.

-Finalmente hyung, achei que você nunca iria fazer isso.

-Agora só falta ele me dar um fora – Jin fez bico.

Eu realmente estava sem reação, eu não acreditava que aquilo havia acontecido. Ele gostava de mim. O cara perfeito, gentil, carinhoso, engraçado e inocente gostava de Min Yoongi.

-Eu nunca te daria um fora porque eu amo você – não sei como consegui coragem para falar isso, mas o fiz.

E nos beijamos novamente.

 

...

 

Eu e Jin nos tonarmos melhores amigos há dois anos e estávamos namorando fazia oito meses. Eu me apaixonei por ele de uma forma que nenhum ser vivo poderia explicar. Tudo o que ele fazia me encantava, e tudo o que eu fazia parecia o encantar também.

Tornamos-nos os companheiros de quarto que sempre compartilhavam os medos e sentimentos mais íntimos.

Hoje tínhamos o lançamento de um filme no qual um amigo nosso participou.

-Vamos Yoongi-chi, estamos atrasados – ele entrava no quarto me chamando com um sorriso em seu rosto, aquele sorriso poderia salvar vidas.

-Estou indo, hyung – tentei devolver o sorriso mas acabei espirrando, o que me deixou com uma cara aparentemente muito esquisita e fez Seokjin cair na gargalhada.

-Aish, pare. –falei irritado

-Desculpa amor, você fica muito engraçado quando espirra – ele se aproximou e beijou sutilmente meu nariz– Não adoeça, por favor – fez bico

-Vou tentar o meu melhor – sorri, agora sem espirros, e selei seu bico – Eu amo você, sabia?

-Sabia não, mas eu sempre soube que eu te amo muito - ele me abraçou e me beijou com intensidade, nos separamos apenas quando ficamos sem ar.

 – Quando eu te vi lá sozinho, a beira do mar, escrevendo sua música com aqueles cabelos tingidos de verde – ele falava enquanto acariciava os meus cabelos – Eu já sabia que eu te amava, eu já sabia que você iria mudar minha vida, eu sentei perto de você porque eu precisava te ter perto de mim.

Ele nunca havia dito isso pra mim. Jin sempre foi carinhoso, companheiro, mas ele nunca havia admitido isso. Sempre pensei que com o passar do tempo que ele havia gostado de mim, e que eu tinha me apaixonado desde o começo. Senti algumas lagrimas teimosas rolarem pelo meu rosto e tentei afasta-las rapidamente, mas ele percebeu.

-Não precisa esconder seus sentimentos – ele selou meus lábios novamente – eu adoro ver você do jeito que você é.

-Eu te amo e eu vou te amar pra sempre – disse segurando a mão dele – Eu me apaixonei por você desde o primeiro olhar que eu dirigi a você, e eu não me arrependo, e se algum dia eu me arrepender, me bata e diga que eu estou louco, porque você é e sempre será a melhor coisa que me aconteceu.

Enquanto estávamos como dois bobos nos beijando e chorando, nosso amigo Taehyung nos ligou desesperado.

“Onde estão vocês? A pré-estreia vai começar.”

“Já estamos indo, tchau apressadinho.”

-Acho melhor irmos – disse para Jin, enquanto enxugava suas lágrimas.

-Eu to chamando você faz é tempo para isso, seu idiota – ele me bateu enquanto eu ria.

 

...

Aquele era definitivamente o pior dia de toda a minha vida. Eu só queria morrer.

Seokjin e eu fazíamos dois anos de namoro e eu estava planejando pedi-lo em casamento. Ele estava em viagem gravando um dorama, no qual ele queria muito o papel e finalmente havia conseguido, e voltava nessa noite.

A noite que era pra ser a melhor de nossas vidas se tornou a pior.

Estava um temporal enorme e eu estava preocupado, Jin não atendia minhas ligações e havia apenas deixando um recado para mim.

“Amor, desculpa não atender, está um temporal horrível e não quero arriscar, quando eu chegar vou te encher de amor, não duvide. Estou com muita saudade. Te amo e sempre irei te amar, Yoongi-chi.”

Fazia três horas que ele havia me mandado a mensagem, a viagem durava uma hora e meia.

Até que me ligaram.

E falaram a pior coisa que eu podia ter ouvido em toda a minha vida.

“Senhor Min Yoongi, você é próximo de Kim Seokjin? É o último contato com quem ele falou. Infelizmente informamos a você que ele sofreu um acidente de carro devido ao temporal e que ele não resistiu. A equipe de resgate não chegou a tempo. Kim Seokjin faleceu.”

 

Kim Seokjin faleceu, e minha alma morreu junto com ele.

 

--------------------------------------------------------------

A sensação de água em meus pulmões durava semanas desde a morte dele, noticiários não paravam de anunciar a tragédia, e eu não parava de assistir. Não conseguia me libertar do sentimento de dor que corroia meu ser, não atendia o telefonema de nenhum amigo. Eu só queria chorar, eu só o queria de volta.

Ele nunca voltará para mim, ele nunca irá ouvir a música que eu compus pra ele, enquanto viajava, sobre o dia em que nos conhecemos, ele nunca irá se casar, ele nunca irá ter filhos. Mas ele nunca irá deixar de ser meu.

Ouvi alguém bater em minha porta, que não estava trancada, e logo em seguida abri-la. Era Taehyung, a principio triste, mas logo em seguida assustado.

-O que faz aqui? –perguntei inexpressivo, enquanto mais um noticiário anunciava a morte de Jin.

-Hyung, ele ainda está aqui – disse Taehyung, pálido.

-Isso é algum tipo de brincadeira? – eu estava fraco demais para sentir qualquer raiva, qualquer coisa.

-Hyung, eu estou falando sério. – ele realmente parecia estar sério – Seokjinie hyung esta aqui, e ele esta chorando.

Quando Taehyung disse isso ele caiu de joelhos, chorando desesperadamente, e eu não sabia o que fazer.

Eu não acreditava em coisas paranormais e sobrenaturais, mas Tae não brincaria com algo tão sério, e se fosse para alucinar seria mais fácil eu estar alucinando do que ele.

Mas por que ele está aparecendo apenas para Taehyung? Perguntei isso para ele.

-Eu não sei – ele respondia em prantos – Ele está ali – apontou para o lado oposta da cama na qual eu estava sentado.

Meu coração acelerou e eu senti uma brisa leve, eu senti o toque dele.

-Jin...

Tae parou de chorar e falou.

-Estou aqui e não consigo me libertar – eu estava confuso e ele esclareceu – Seokjin hyung esta se comunicando com você, irei apenas falar o que ele quer dizer.

Lagrimas apareceram e meu rosto e eu o senti enxugando-as.

-Eu sinto a sua falta.

“Me perdoe.”

-Pelo o que? Você não tem culpa de ter partido, você nunca teve culpa de nada.

“Não tente aliviar tudo de errado que eu já fiz. Eu tenho várias culpas, eu sei que já fiz você chorar, como estou fazendo agora. Eu parti seu coração ao morrer. Eu estou partindo seu coração te deixando sem o seu amor, sem a família que você queria construir.” Taehyung disse que ele estava chorando muito. “Você já precisou de ajuda em situações e eu não pude oferecer por não entender. Eu peço perdão por tudo de errado que eu te fiz.”

-Eu nunca te culpei por nada e sempre compreendi. –Tentei falar calmo, mas as lagrimas embaçavam a minha visão. – O que eu nunca vou compreender é o porquê da sua morte, o porquê de terem tirado você de mim.

“Nem eu, Yoongi-chi. Mas saiba, eu só ficarei em paz quando você estiver bem, enquanto seu coração estiver destruído eu nunca vou descansar. Eu te amo.”

-Eu sempre vou te amar, Seokjin – então eu abracei o vazio. Aquilo era ridiculamente estranho e bizarro, mas era bom. Eu o sentia, sentia seu toque, sentia seu amor. Pela última vez.

-Hyung – Tae havia parado de falar o que Seokjin falava para me fazer um pedido – Para onde você quer leva-lo?

A principio eu não havia entendido a pergunta, eu queria ficar com ele para sempre, mesmo sabendo que não podia, mesmo sabendo que se eu me prendesse a essa dor apenas para ele ficar, ele iria ficar perdido e sem descanso, e aquilo seria egoísta de minha parte. Eu o amava demais para prendê-lo a mim, eu quero a felicidade dele. Mas então eu entendi o que Taehyung quis dizer. Ele precisava ir, e Tae queria que ficássemos juntos uma última vez.

-Para a praia onde nos conhecemos – falei, e Taehyung sorriu.

-Ele esta sorrindo – disse Tae.

E então fomos.

Ao chegarmos lá, eu sentei exatamente no mesmo lugar onde estava sentado quando nos conhecemos e lembrei de tudo o que havíamos passado juntos. Olhei para trás onde provavelmente ele estava, já que Tae estava do lado, e sorri como não sorria há semanas.

-Eu te amo Seokjin, obrigado por me tornar quem eu sou hoje. Por me tornar uma pessoa melhor, uma pessoa que sabe o que é o amor, por fazer desses anos os melhores da minha vida – eu estava chorando novamente, mas estava sorrindo. Eu me sentia bem.

Taehyung disse que Jin estava me filmando metaforicamente, para ter sempre minha imagem guardada com ele, para ele sempre se lembrar de mim.

-Hyung – falou Taehyung e eu achava que era comigo até ele se dirigir ao invisível Seokjin – Eu irei cuidar do Suga hyung pra você – ele sorriu com o seu sorriso mais puro e inocente – Você não pode ficar aqui para sempre sofrendo, então irei garantir que o hyung sempre esteja feliz e sorrindo, mas claro, que ele nunca se esqueça de você.

Pela reação de Taehyung, Seokjin havia dado mais um daqueles sorrisos perfeitos dele.

-Não precisa fazer que eu nunca me esqueça ele, eu realmente nunca irei esquecer. – falei rindo. – Eu irei sentir sua falta, Jinnie, mas você precisa ir.

“Fique bem. Por mim. Eu posso estar indo embora, mas sempre estarei aqui do seu lado.”

Senti seus lábios invisíveis encostarem na minha testa e seu dedo, que ele sempre achou feio mas eu sempre amei, enxugando a lágrima teimosa que insistia em escorrer de meus olhos.

O sol estava se pondo como quando gravamos o nosso primeiro vídeo juntos, quando ele riu como uma criança enquanto falava “wow, o mar” e eu repeti e ri junto, pela tamanha preciosidade que vinha daquele homem.

Um vento forte fazia as ondas ficarem um pouco violentas, mas repentinamente tudo ficou calmo. Ele havia ido embora, dessa vez para sempre.

Mas eu sempre o terei em meu coração. As lembranças e tudo o que ele causou em minha vida. Kim Seokjin é único, nunca haverá alguém como ele. Porém agora me sinto feliz, e a minha felicidade faz com que Jin fique em paz. Taehyung fez eu me mudar para morar com os meninos e sempre está cuidando de mim, como prometeu a seu hyung.

As coisas que têm o brilho mais forte não duram para sempre. Você irá se acostumar com isso ao passar do tempo. Até mesmo as coisas que voam alto ou as coisas que permanecem calmas, não duram pra sempre.

Eu o conheci no mar, e no mar foi onde eu o deixei partir. Porém, ele sempre estará ao meu lado, não importa o quanto o tempo passe nem o que aconteça. Ele sempre será a minha gravidade.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Me inspirei nesse vídeo pra fazer essa fic, então créditos a essa edit maravilhosa: https://www.youtube.com/watch?v=01GdEsRFbh4&feature=youtu.be


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...