História The Second Chance - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Álvaro Morata, Francisco "Isco" Suárez, Marco Asensio
Personagens Álvaro Morata, Francisco Román Alarcón Suárez, Marco Asensio
Visualizações 112
Palavras 1.441
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


A família da Laura e do Isco não gostaram nada nada de saber que o camisa 22 tem outra garota, e mesmo não sabendo o quão maravilhosa ela é; eles vão implicar. E agora Isco, o que você vai fazer?

Capítulo 21 - Agora todos sabem.


Madrid, Espanha. - Capítulo 21.

Cá estou eu a poucos metros do Bernabeu prestes a mais um jogo do Real Madrid, dessa vez contra o Barcelona e eu sei que é um jogo bastante pegado mas estou torcendo para que tudo dê certo para os meus meninos. A camisa do Isco ficou perfeita em mim e hoje eu estou com ela para dar sorte, e entrando nesse estádio eu me lembro da primeira vez que pisei aqui com o Junior onde o Isco marcou gol e depois do jogo me vestiu uma camisa sua.

Sentei-me bem pertinho do banco de reservas e assim que os times entraram pro aquecimento eu pude vê-lo e ele sorriu largamente por ver que eu estava aqui, ontem eu lhe comprei um livro e nós ficamos conversando no quarto dele — depois que eu tive uma pequena conversa com Asensio também — já que ele é meu amigo e eu não queria magoá-lo de maneira alguma.

O jogo se iniciou e eu não conseguia desfocar os olhos dos meninos — e mais ainda do Isco — que joga tão bem, ele é rápido e rouba a bola dos jogadores do Barcelona com a maior facilidade e essa é a parte que eu tenho mais orgulho dele: seu talento. Meu nervosismo cessou um pouco quando o gol marcado pelo time adversário foi anulado por conta de um tal de impedimento e eu senti olhando pra Isco que ele também ficou aliviado e o jogo seguiu dando fim ao primeiro tempo do jogo sem gols.

No segundo tempo já foi mais empolgante porque aos 8' minutos Cristiano Ronaldo fez seu gol com direito a um passe de Isco e isso já me fez comemorar, mal sabendo eu que aos 26' Isco marcaria o seu de cabeça num lance que parecia ser impossível gavetar. Ele correu para onde eu estava e junto aos gritos da torcida ele fez um coração, me olhou nos olhos com um lindo sorriso nos lábios e me beijou na frente de um estádio lotado me pegando totalmente de surpresa.

Meu sorriso se alargou de uma maneira que eu não podia acreditar que aquilo estava mesmo acontecendo, ele voltou pro campo e eu vi Morata e Asensio mandando beijos no ar pra mim e prontamente eu os devolvi ainda sorrindo feito boba. Os jogadores do Barcelona pareciam irritados com os dois gols sofridos e começaram a apelar com faltas duras e carrinhos desnecessários e um deles acertou o Isco, sua expressão de dor quando foi ao chão — devido a um pisão no joelho — me deixou aterrorizada porque dava pra ver em seus olhos que ele estava sentindo dor. Rapidamente pararam a partida e o carregaram do campo para atender do lado de fora, não foi perto de mim então de longe eu assistia dois rapazes 'examinando' o joelho esquerdo dele...ele olhou pra mim sussurrando que estava bem e dois minutos depois ele voltou a campo — mancando um pouco, mas voltou —.

Nos acréscimos faltava 1 minuto para o jogo se encerrar e o placar estava 2x1 e num passe extremamente bonito de Marcelo, Isco fechou a conta marcando o seu segundo de hoje e aquilo levou a torcida a loucura sem chance nenhuma do Barcelona virar. 3x1 com direito a dois gols do meu melhor amigo e eu estava explodindo de felicidade e ainda abalada pelo beijo que ele me deu, e ao final do jogo eu estava descendo para afim de encontrá-lo e o primeiro rosto conhecido que vi foi o de Morata.

- Vocês arrasaram! - eu disse quando ele me abraçou.

- Obrigada trevo. - ele sorriu. O apelido pegou mesmo.

- Valeeee! - Clarice surgiu me puxando para um abraço.

- Oi Clarice! - a apertei no abraço completamente animada.

- Aí vem o seu príncipe...- Morata me cutucou quando Isco surgiu no corredor conversando com o Cristiano Ronaldo.

- Eu disse que ela me dava sorte. - ele sorriu ao me ver.

- Acho que pode aparecer em todos os jogos do Real na Champions League, você dá sorte mesmo. - Cristiano sorriu e me abraçou.

- É uma ideia inegável. - sorri também.

- Com licença português, essa já é minha. - Isco brincou me puxando pela cintura e eu sorri boba enquanto deitava a cabeça em seu ombro.

Eu não sei como lidar com esse jeito dele de falar de mim com tanta propriedade agora, os abraços e sorrisos estão diferentes dos de antes e eu ainda não sei ao certo o que o fez mudar tudo em relação a mim. Ele me apresentou aos outros jogadores do time que eu não conhecia ainda e todos pareciam bem amigáveis, esperei um tempo enquanto ele terminava de se arrumar e estávamos saindo do estádio em direção ao carro de Isco quando papparazzis vieram em nossa direção nos cercando em uma rodinha com suas câmeras e microfones fazendo mil e uma perguntas; fiquei nervosa e meu coração começou a bater muito rápido e forte, eu não conseguia assimilar o que eles falavam e Isco parecia também não saber como agir...de repente Asensio surgiu nos puxando para perto do carro e Isco abriu a porta me colocando para dentro.

- Vamos sair daqui. - Morata disse quando Asensio entrou no carro.

- O que aconteceu ali? - perguntei assustada.

- O beijo. - Isco disse sério.

- Como assim? - Morata perguntou.

- O jogador do acidente trágico acaba de beijar uma nova garota na frente de um estádio lotado, as câmeras pegaram isso. - Asensio explicou e eu fechei os olhos.

- Droga! - Isco resmungou sem tirar os olhos da estrada.

- Vai ficar tudo bem quando chegarmos em casa. - Asensio disse tentando acalmar o amigo.

- Me leva pra casa, por favor. - pedi.

- Nós vamos te levar para...- Morata começou a dizer mas eu interrompi.

- Para a minha casa, me deixa lá, por favor. - pedi novamente.

Eu estava chateada demais pra ir pro apartamento deles e assim que Isco atendeu ao meu pedido eu me despedi deles com um simples aceno e desci do carro indo em direção ao meu prédio mas pude sentir Isco vindo atrás, peguei o elevador antes que ele pudesse entrar mas ao chegar no meu andar lá estava ele e eu deduzi que ele havia subido pelas escadas.

- Está brava comigo? - perguntou.

- Não. - respondi.

- E essa carinha? - perguntou enquanto eu enfiava as chaves na porta.

- Estou chateada porque vai sair em todos os lugares a foto do estádio, e isso não é bom pra você. - expliquei.

- Tá tudo bem, Vale. - ele disse entrando junto comigo.

- Vai ficar tudo bem, pode ir. - eu disse.

- Está me expulsando, Valentina? - perguntou rindo.

- Não. - neguei.

- Não fica chateada, eu vou resolver isso e esses paparazzis não vão mais encher o saco. - ele disse segurando meu rosto em suas mãos.

- Não quero prejudicar sua vida. - eu disse e ele sorriu.

- Você é um prejuízo para a minha sanidade. - ele disse beijando meu pescoço.

- Isco...- sussurrei fechando os olhos.

- Nenhum papparazzi idiota vai estragar nada entre a gente. - ele disse apertando a minha cintura de leve.

- Eu sei que os seus amigos amavam você com a Laura, e que ver você comigo pode ser estranho pra eles ou constrangedor pra você...por isso eu também fiquei chateada. - desabafei.

- Eu te beijei na frente de todo o Bernabéu, acha que isso me constrange? Eu estou levando a sério nós dois, e eu não vou deixar uma coisa boba como essa atrapalhar. - ele disse e eu assenti sorri.

- Eu gosto de você, muito até. - sorriu me dando um selinho, mas seu celular atrapalhou ao tocar.

- Oi mãe. - ele atendeu enquanto colocava meu cabelo para trás da orelha.

- O que você está fazendo com a sua vida? Quem é a garota que você está saindo? Eu vi a foto, Francisco! - eu podia ouvir seus gritos.

- Mãe, eu...- ele tentou falar mas foi interrompido.

- A mãe da Laura acabou de me ligar porque viu a foto, você está louco? Você é casado com a filha dela ainda e essa garota nova eu nem sei quem é, deve ser mais uma dessas que você pega na balada. - ela gritou e meus olhos marejaram.

Aquilo foi o suficiente pra estragar meus minutos felizes com o Isco, a mãe dele não me aceitaria nunca porque pra todo mundo ele ainda pertence a Laura. E sempre vai ser assim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...