História The Walking Dead - O Medo dos Mortos-Vivos (Segunda Versão) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrew Lincoln, Norman Reedus, The Walking Dead
Personagens Aaron, Carl Grimes, Carol Peletier, Daryl Dixon, Enid, Eugene Porter, Gabriel Stokes, Maggie Greene, Michonne, Morgan Jones, Negan, Paul "Jesus" Monroe, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Tara Chambler
Tags Aaric, Carnid, Família, Richonne, Thewalkingdead, Zumbi
Visualizações 11
Palavras 1.610
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Ficção Científica, Luta, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Mutilação, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - Situação Desconfortavél


*Rick Grimes P.OV*

Eu estava muito preoculpado com Alicia, por isso resolvi ir para Hilltop ver com ela está, Rosita disse que queria ir, ele queria ver Helena, ela sentia falta dela, todos sentiamos falta dela.

Assim que chegamos, recebemos um má notícia, Maggie disse que Alicia havia morrido, eu não estava conseguindo acreditar que Alicia havia falecido.

-A Helena sumiu.- disse Maggie.-Ninguém sabe para onde ela foi.- continuou Maggie.

Eu franzi o cenho confuso sem entender o que a Maggie havia acabado de me dizer.

-Como assim sumiu?- perguntei com as mãos na cintura.

-Depois que Carson deu a notícia da morte da irmã, ela sumiu.- disse Maggie.

-Ela não deve ter ido muito longe.- falei.

-Eu não sei, estou muito preoculpada com ela, ela esta sozinha com esses mortos.- disse Maggie.

Pedi para que Maggie me leva-se até o túmulo de Alicia, ele fez o quê pedi, ela me levou até o túmulo de Alicia, no túmulo havia um lenço vermelho, um lenço que via algumas vezes na cabeça de Alicia.

-Helena gostava muito da irmã.- falei olhando para o túmulo de Alicia.

-Eu sei, eu entendo ela.- disse Maggie.

-Para onde ela de ter ido?- perguntei.

Eu fiquei de cabeça baixa por alguns seguindo, eu queria saber para onde ela havia ido, estava torcendo para que ela estivesse bem.

-Talvez ela deve ter ido para Alexandria.- disse Maggie.

-Não, eu já estaria sabendo.- falei.-Ela pode ter ido para O Reino, para outro lugar ou ela deve ter encontrado com os Salvadores.- continuei olhando para a Maggie.

-Ela estava namorando com Carson, depois que ela soube da morte de Alicia, terminou com ele.- disse Maggie.

Depois de ter ouvido, eu me levantei.

-Ela estava namorando com Carson?- perguntei.

-Sim, Carson me contou.- disse Maggie.

Carson surgiu, ele veio em nossa direção.

-Eu trouxe isso para você ler.- disse Carson me entregando um papel.

Eu peguei o papel e começei a ler, eu entendia a dor dela, mais ela não poderia ter feito isso, em vez dela ter terminado com Carson, ela poderia ter procurado consolo.

"Você é um bom homem, mais eu sinto que eu não sou uma mulher suficiente para você. Desculpe por estar ferindo os seus sentimetos, mais eu não vejo outra saida. Desculpe, Carson, mais não dá para continuar com esse namoro, pesso mil desculpas pelo mal que estou lhe causando neste momento, mais esse namoro não pode continuar, eu estou mal por estar fazendo isso com você, mal por ter perdido a minha irmã, apesar disso, espero que você me entenda e me compreenda. Te Amo!

              Com todo amor, Helena."

Assim que terminei de ler, entreguei a carta para Carson, ela não deveria ter feito isso, mesmo não querendo ferir os semtimentos dele, ela acabou ferindo, isso fere os sentimento de qualquer um, eu compreendia que ela não queria que ninguém tivesse pena dela, mais tem outras maneira de evitar isso.

             ~~~~~§~~~~~

Não fazia muito tempo que iniciamos uma busca, mais foi o suficiente para eu começar a pensar o pior, Daryl não queria parar e que iria procurar por ela sozinho, mais depois da Maggie ter falado com ele, ele desistiu de procurar ela sozinha, ele esperou a gente, mais depois de alguns segundos voltamos a procurar por ela, vimos alguns zumbis, mais como era pouco, preferimos usar as nossas facas.

Daryl me entregou um garrafa d'água, eu peguei e bebi a água, depois entreguei para Daryl, ele bebeu o resto de água que havia na garrafa.

-Não pode dormir aqui, os mortos podem nós achar, a noite eles ficam mais desiquietos.- falei enquanto andavamos.

Daryl andava do meu lado,Maggie, Michonne, Carl, Enid, Jesus e Rosita, andavam atrás da gente. Helena e Rosita estava começando a demonstrar que entre elas existem um elo, durante todos esses tempo que elas ficaram juntas em Charming Cheat, uma cumplicidade surgiu entre elas.

-Ela não deve ter ido muito longe.- disse Rosita.

-Talvez ela estava mais perto que imaginamos.- disse Maggie.

-Rastros de pneus.- disse Daryl.

Todos nós olhamos para o chão, eu agachei, os rastros iam em linha reta, eu segui os rastro do pneu com o olhar, eu olhei o rastro.

-Poderiamos seguir os rastros.- sugeriu Carl.

-Pode ser arriscado.- disse Daryl.

Descidimos seguir os rastros, começamos a andar, eu ouvia o papo de Maggie e Rosita, eu quase não ouvia a voz de Enid e nem de Jesus. De longe eu pude ver um caminhão, os rastros eram dele, eu olhei para o outro lado e vi uma casinha simples.

-Vamos embora, seguimos o rastro errado.- disse Jesus.

-Não.- disse Daryl.

Eu começei a me aproximar da casa, vi um homem, parecia que ele estava conversando com alguém, logo em seguida ele saiu da casa simples que que ele morava, supostamente sozinho. Ele começou a andar em nossa direção, ele estava com um sorriso no rosto.

-Desejam alguma coisa?- perguntou o homem idoso que se aproxiamava.

-Sim, estamos procurando uma pessoa que se perdeu do nosso grupo. Você viu alguém sozinho ou sozinha?- perguntei.

-Não, ninguém passou por aqui, eu não recebo visita nem de estranhos.- disse o homem idoso.

Eu olhei para casa, eu sentia que havia algo de estranho nesse lugar, eu olhei para o caminhão preto e logo em seguida para a humilde casa, isso me causava uma certa desconfiança. Eu olhei para o homem idoso, sua expressão havia mudado.

-E melhor vocês irem embora, não quero vocês no meu quintal.- disse o homem idoso.

Quando eu abri a boca para dizer algo, eu desisti, ele podia ter algum problema de coração por causa de sua idade avançada.

-Calma aí, não queremos briga e nem atormentar o seu descanço, só estamos procurando um pessoa do nosso grupo.- disse Daryl.

-Somem daqui, vão embora.- gritou o homem idoso.

Quando eu fui tentar pedir para ele se acalmar, ele me deu soco no rosto, fazendo com que eu caísse no chão, eu tentava me defender, mais ele não dava espaço para que isso acontecesse, ele batia cada vez mais forte. Daryl, Jesus e Carl tentaram me ajudar, mais o homem idoso atingiu o nariz de Daryl fazendo com ele cambalea-se para tráz,ele bateu em Jesus, quando ele foi bater no Carl, eu fui em direção dele e  derrubei ele no chão, não ia deixar que ele feri-se o Carl.

O homem idoso me derrubou e voltou a me bater , eu tentava me defernder, mais era quase impossivél, ele estava forte para sua idade, vi a porta se abrindo e logo em seguida Helena saindo da casa. Então la estava aqui o tempo todo? Ela veio em nossa direção, Helena foi pra cima dele e  cravou um faca em suas costa, ele gemeu de dor, ele caiu em cima de mim, eu joguei ele para um lado e me levantei.

Me levantei com um pouco de dificuldade, Helena olhou para mim e depois para o homem, ele estava agonizando e logo em seguida faleceu, , eu fiquei olhando para ela sem acreditar no que ela havia acabado de fazer.

-Obrigado.- falei.

Ela não disse nada apenas sorriu, Helena me olhava, logo em seguida Maggie surgio e lhe deu um abraço, Helena retribiu, eu olhei para Daryl seu nariz estava sangrando.

-Precisa dar um jeito em seu nariz.- falei.

Ele não disse nada, eu olhei para Maggie e para Helena, Maggie abraçava Helena com força, era com se Maggie sentisse muita falta de Helena.

               ~~~~~§~~~~~

Rosita estava cuidando do ferimento que David havia feito no nariz de Daryl, enquanto isso eu estava conversando com Helena e com a Maggie, enquanto isso os outros vasculhavam a casa em busca algo.

-Você deixou todos preoculpados, mais o importante e que você está bem.- disse Maggie.

Ela sorriu  para Maggie, eu ainda  não havia dito nada sobre o que eu havia feito por mim, eu apenas fiquei falando sobre ela ter saido de Hilltop.

-Você deveria ter ficado em Hilltop ou ter ido para Alexandria.- falei.

Todos estavamos em uma situação desconfortavél, tinhamos que ficar mais um pouco para que pudesse cuidar do ferimento que o homem chamado David havia feito no nariz de Daryl.

-O quê você fez lá fora por mim, eu não tenho palavras para lhe agradecer.-falei.

-Eu sinto muito pela Topázio.- disse Helena, eu e Maggie ficaramos sem entender o que ela havia acabado de dizer, ficamos nos olhando o depois olharamos para Helena. Aquele homem tinha uma filha?

-Quem é Topázio?- pergunteo.

-A cadelina do David, ele está sozinha agora.- disse Helena.

-Você pode levar ela para Alexandria, se quiser.- falei.

Ela abriu um sorriso e depois me abraço, depois foi atrás da Topázio, eu suspirei aliviado quando fiquei sabendo que Topázio não era a filha do David, Helena demorou um pouco, Rosita já havia feito o curativo em Daryl, os outros voltaram com alguns suplementes que encontraram, o que dava para passarmos alguns dias, logo em seguida sairmos da casa, eu andava ao lado de Michonne, vimos David, ele havia se transformado em um morto, Daryl foi até ele e matou ele, pelo modo que Daryl matou o David, parecia que ele estava com muita raiva de David.

-Velho nojento.- disse Daryl depos que David zumbificado caiu no chão morto.

Eu estava feliz em ver que estava tudo bem com e Helena, eu não via a hora de chegar em Alexandria e ver a Judith, eu havia deixado ela aos cuidados de Tara.

Helena me falou sobre o caminhão que havia encontrado, ela me disse que na frente so tinha espaço para dois, e que os tinham que ir atrás, eu concordei , iriamos chegar mais rápido em nosso destino e não teriamos que enfrentar os mortos para poder chegar em casa são e salvo, eu foi na frente com Daryl. Rosita, Carl, Maggie, Michonne, Enid, Jesus e Helena foram atrás, Daryl se manteve calado a viagem quase toda, as vezes eu olhava para ele, ele acabava olhando para mim. Eu estava feliz por termos achado Helena viva, eu estava contente pelo grupo estar completo novamente.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...