História The Weekend - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~heyjureguii

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Camren G!p
Visualizações 74
Palavras 1.955
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Ficção, Ficção Científica, Orange, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bem... Sei lá hehehe é a minha "primeira" fanfic mas espero que gostem

Capítulo 1 - Chapter 1


Fanfic / Fanfiction The Weekend - Capítulo 1 - Chapter 1

Pov Camila

Abro meus olhos, sinto uma claridade bater nos meus e eu os fecho automaticamente, gemendo em frustração, merda para que eu fui beber noite passada, ainda bem que hoje é domingo, não preciso me preocupar com a escola. Levanto da cama e olho em volta do quarto e... Onde eu tô? Caralho, só faço merda, olho para cama e vejo uma garota deitada de bruços e com o cobertor até o meio das costas, vou até ela e balanço ela.

-"Não, me deixa dormir". Ela fala com a voz meio fina, faço careta, desde quando eu pego criança?.

-"Foi mal mas você tem que acordar, não sei onde eu tô e eu tenho que ir para casa". Falo botando a mesma roupa de ontem, pego meu celular, que graças a Deus, está carregado, ligo a localização e mando para o Alfredo, motorista do meu pai, reviro os olhos ao ver a garota dormindo de novo, forço a mente para lembrar do nome dela, Ariele, Ariel, Ariana, isso Ariana.

-"Até qualquer dia, Ariana". Falo saindo do quarto dela, olho em volta e havia uma escada próxima a porta do quarto de Ariana, olho para ver se tem alguém e corro em direção da porta, saio de lá e vejo um portão gigante, abro ele lentamente e quando saio o carro de Alfredo para na minha frente, olho para trás e vejo escrito "FAMÍLIA GRANDE BUTERA", rio disso antes de entrar no carro.

-"Bom dia, senhorita Camila". Alfredo fala e eu sorrio para ele, o mesmo me entrega dois comprimidos e uma garrafinha de água.

-"Al? Tu comprou rosquinhas?". Pergunto sentindo uma fome de 400 mendigos.

-"Sim, sempre compro dona Camila". Ele liga o carro, me estende a caixa de rosquinhas com recheios, pego uma e ele dá partida, o caminho todo eu fiquei quieta e verificava as mensagens dos meus amigos.

-"KARLA CAMILA CABELLO ESTRABÃO ONDE VOCÊ ESTAVA MOCINHA?". Escuto minha mãe gritar e tranco logo cú por que lá vem um sermão de 300 anos.

-"Oi mama, foi mal, esqueci de te avisar que ia dormir fora". Falo chegando perto dela e a abraçando, sinto minha nuca arder e uma parte da cabeça doer.-"Ouch, mama". Falo passando a mão aonde ela deu um tapa.

-"Isso foi por ter me deixada preocupada com você, sua peste". Minha mãe fala e eu rio, abraço ela de novo e beijo sua bochecha.

-"Desculpa, não foi por querer". Falo me afastando, ela me empurra em direção às escadas e manda eu ir tomar um banho, faço exatamente o que minha mãe manda e após terminar tudo, deito na cama e faço a minha tão querida maratona de Harry Potter e Toy Story.

Minha maratona foi interrompida por meu pai invadindo meu quarto e me obrigando a eu ir tomar outro banho e falava coisas desconexas, o que me parecia um jantar com um colega de trabalho, que obviamente marcou em cima da hora ou foi eu que soube depois? Ah sei lá.

-"Camila, vá botar um vestido, estamos quase atrasados". Reviro os olhos e ando lentamente até meu armário, pego um vestido tubete, que deixa minhas curvas visíveis, preto e meu salto de 10 cm preto com a sola vermelha, passo um pouco de maquiagem e saio do quarto com o celular em mãos.

-"Me apressou tanto.. Por que não me avisaram mais cedo?". Pergunto aos meus pais que já estavam de pé perto da porta, minha irmã Sofia, sentada no sofá, com cara de cú.

-"Mama, eu não quero ir, não vai ter nenhuma criança para eu brincar". Sofia fala com um bico do tamanho do mundo, rio dela e chamo ela com o dedo.

-"A Kaki deixa você mexer no celular se você for com a gente". Falo estendendo muito celular para ela que pega de imediato e corre pagar fora de casa.-"De nada". Falo revirando os olhos e indo atrás de Sofia, entro no carro e vejo ela jogando um joguinho.

Depois de um tempo dirigindo, meu pai finalmente parou de frente a uma bela casa e grande demais, meu pai e minha ame descem primeiro e Sofia vai atrás deles, eu fico um pouco para trás, pego meu fone no bolso do short de Sofia.

-"Mike, como vai meu amigo?". Escuto meu pai falar.

-"Vou bem Ale e você?". Mike pergunta e logo começa as apresentações, meu olhar se focar em uma garota de pele branca e com a tonalidade dos cabelos negros, olhos verdes, ela estava abraçada a cintura de uma garota tatuada e com os cabelos azuis, reviro os olhos e comprimento os Jauregui's.

Passei o jantar todo calada, além que a minha garganta doía, acho que gemi muito noite passada, Sofia largou meu celular e foi brincar com a Jauregui menor, a Taylor, fiquei conversando com o Shawn e escutando uns áudios que ele mandava, eu ria meio alto as vezes, Ahhh o Shawn é gay e namora, então não pensem que ele é mais um dos meus peguetes.

Áudio do Shawn: CARALHO MILA, TINHA QUE VER, O CAMERON ME FUDEU TANTO MAIS TANTO, QUE EU VOU TER QUE ANDAR DE CADEIRA DE RODAS, SE EU NÃO FOR PARA ESCOLA AMANHÃ É QUE EU FIQUEI ALEGADO.

Rio alto demais, atraindo a atenção dos Jauregui, a garota de cabelos azuis e dos meus pais, faço uma careta e tampo minha boca, vejo meu pai rir e minha mãe fizer uma cara de brava.

-"Desculpa, foi mal". Falo ainda fazendo a careta.

-"Devia ser algo m uito engraçado para você rir desse jeito". A Garota dos cabelos azuis fala sendo irônica,  Halsey se eu não me engano

-"Ah se foi engraçado". Rio lembrando as palavras do Shawn, que foram gritos.

-"Shawn ou Dinah?". Meu pai pergunta, eu olho para ele sorrindo.

-"Shawn, ele tá me falando da primeira vez dele". Falo rindo baixo, Mike e Clara me olham curiosos.

-"Quem seria Shawn?". Mike pergunta, retiro meu fone, aperto na foto de perfil do Shawn, seu nome de contato no meu celular é Shawny com um coração, entrego meu celular na mão de Mike e ele e Clara se entre olham com sorrisos engraçados.

-"Ele é seu namorado? Vocês formam um casal bastante fofo". Clara fala e meu pai gargalha alto, e eu acompanho ele, respiro fundo e pego meu celular.

-"Dona Clara, o Shawn é a pessoa mais gay desse mundo, sem chance da gente namorar". Falo limpado as lágrimas nas laterais dos meus olhos.

-"Então é solteira?". A Garota de pele branca pergunta com um sorriso discreto.

-"Sim, sou solteira". Forço minha mente tentando lembrar o nome dela.-"Pera aí.. Qual o seu nome mesmo? Sou péssima com nomes". Fala sendo totalmente sincera, meu celular vibra indicando mais uma mensagem de Shawn, olho para as garotas abraçadas.

-"Lauren". Ela fala sorrindo abertamente e a Halsey revira os olhos e abraça mais a namorada, reviro os olhos depois dela.

.-"Pergunta respondida então.. Lauren". Falo o nome dela lentamente, como se estivesse saboreando seu nome em minha boca.

-"Lauren, mostre a casa para Camila, a Halsey já está a indo embora mesmo". Sorrio para Mike e Halsey bufa levantando e puxa Lauren pelo braço até a porta de entrada.

-"Uh, vocês não gostam da Halsey não é?". Pergunto curioso e falo o mais baixo possível.

-"Ela traiu bastante a Lauren e sempre fui uma idiota com Lauren, elas estão juntas a quase um ano e Lauren faz o máximo para manter o relacionamento". clara fala suspirando e assim que termina de falar Lauren entra na sala e me olha sorrindo.

-"Então..  Vamos, Camila?". Lauren pergunta e eu apenas ascenti antes de levantar.

Ela me mostrou toda a casa e fomos para perto da psicina, é uma parte da casa onde ninguém vai, tirando ela, foi o que Lauren disse.

-"Então.. Quantos anos você tem, Camila?" Ela perguntou sentando no puff, que tinha ali, estávamos em um tipo de casa improvisada.

-"19, ainda tô na escola por que eu repito o nono ano, e você?". Fico de pé olhando em volta.

-"Tenho 20, senta aí, você em pé tá me incomodando já". Lauren fala e me puxa pela mão, me fazendo sentar no puff a sua frente, praticamente entre suas pernas.-"Você namora?". Lauren pergunta me olhando de cima a baixo, mordendo o canto da boca e sinto com meu rosto esquentar.

-"Não, namorar não é comigo". Falo sincera e ela me olha com um sorriso maliciosa, sinto os pelos da minha nuca levantarem e estremeço um pouco.

-"Só por curiosidade, você ficaria comigo?". Lauren bota a mão sobre o meu joelho e acariciou, okay.. Essa pergunta me pegou de surpresa.

Pensa comigo, você sai de casa contra sua vontade, teus pais te levam para um jantar chato para cacete, quando você percebe tá sentada de frente para uma deusa e a namorada dela e logo depois vocês estão a sós e ela literalmente te pede para ficarem.. okay, eu não tô conseguindo raciocinar direito.

-"Você me pegou de surpresa agora". Falo meio que em choque, ela aperta meu joelho e sobe mais a mão.

-"Então, você ficaria comigo? Melhor.. que tal, quer ficar comigo agora?". Lauren fala e eu penso "Fudeu.. Não posso negar, nem aceitar, fudeu ahh".

-"Você não namora?". Falo desesperada.

-"Sim mas ela não precisa saber disso". Lauren fala tirando uma mecha de cabelo que caia no meu rosto.-"Eu te quero nesse momento". Ela beija minha bochecha

-"Você diz que tem namorada mas como me quer?". Não termino de falar e ela me interrompe.

-"Você é linda, gostosa, é inteligente..". Fala contando nos dedos, era minha vez de interromper.

-"Como me quer sendo que você tem namorada?". Pergunto baixo, quando percebo já estavamos com os rostos colocados, prestes a se a colar nossos lábios.

-"Simplesmente te quero, só isso". Lauren fala sorrindo mas seu sorriso sai do seu rosto e cola nossas bocas.

Merda eu não deveria fazer isso, é errado mas é tão bom, por que ela é egoísta e não pensa na namorada dela e me deixa menos confusa do que já sou? Esse sentimento é bom e é ruim por que é bom... merda.

-"Tem algo de errado?". Lauren pergunta separando nossas bocas do breve colar de bocas, que ocorreu.

-"NÃO quer dizer sim, você namora". Eu falo nervosa, passo a língua nos lábios, humidecendo os mesmo, sinto um gosto de menta e uma refrescancia tomou minha boca.

-"Oh.. É isso? Então não tem problema, esquece a Halsey, finge que ela nunca existiu". Lauren fala passando a sua boca pelo meu pescoço.

-"Só.. esquecer?". Pergunto me entregando aos poucos nos seus braços, merda.. Ela consegue isso sempre? Bem provável.

-"Esquece ela baby, eu só sou dela de 9 horas da manhã as 17 horas da tarde, e de segunda a sexta sou dela, o resto a partir de agora sou sua, fora desse tempo". Lauren beijava meu pescoço e mordia de vezes em quando.

-"Você é uma cachorra". Falo sentando ela morder mais forte meu pescoço.

-"Sou cachorra mesmo". Lauren fala e chupa meu ponto pulso e segura me nuca, me puxando para um beijo feroz.

Que caralho de beijo bom, se o beijo é bom.. imagina a foda, cacete. Ela me deixou molhada com um beijo, um beijo, tem que ser muito pica para isso.

*Tempo paralelo*

-"Então foi assim que você e a vovó se conhecesseram?". Meu neto mais novo pergunta abraçando seu ursinho.

-"Sim querido, começamos errado mas no final tudo deu certo". Beijo a testa dele, minha esposa entra no quarto segurando um copo de água em mãos e bota em cima do criado mudo.

-"Boa noite, pequeno Luigi". Lauren fala e beija a testa dele.

Saimos do quarto de mãos dadas, essa mania permanece depois de mais de 35 anos juntas, Lauren sempre sendo fofa e cavaleira.

-"Contou novamente nossa história para o Luigi?". Lauren se senta no sofá, seu traços envelhecidos eram evidentes mas continuará linda como sempre foi.

-"Sim, ele parece gostar, óbvio que oculto as partes mais quentes". Digo rindo levemente, boto minha cabeça no seu ombro e fecho os olhos aproveitando o carinho que ela me deva.

Continua....


Notas Finais


A fanfic é baseada em flashback, futuro e vai correr muito rápido as coisas pq eu quero encerrar essa com no mínimo 20 capítulos, não quero segurar uma fanfic por muito tempo, tenderam?! Espero que gostem e se apaixonem como eu me apaixonei por essa idéia


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...