História Theory of Iron Girl - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bimmbinha
Visualizações 5
Palavras 419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


PLÁGIO É CRIME, essa história é meu xodó, todos os personagens e o enredo me pertencem! Postada também no Nyah Fanfiction! Essa fic foi inspirada em The Big Bang Theory.

Capítulo 1 - Se Masturbou? Apanhou!


Dizem que existe uma correlação entre generosidade e culpa, mas se tem dinheiro… deve fazer acontecer” Guerra Civil

Basicamente, pensou ela, era uma nova maneira de dizer que os fins justificam os meios.  Tamborilou os dedos impacientemente em cima do balcão brevemente, até seus olhos recaírem mais para o sul, no fundo da loja. Inspirando fundo ela apertou o botão de pause do filme, levantando-se da cadeira – que para ela equivalia a uma poltrona reclinável daquelas chiquérrimas que sabia perfeitamente que haviam dentro de grandes empresas – inclinou-se por alguns segundos, tempo suficiente para pegar o seu taco de baseball e deslocar-se, a passos rápidos, em direção ao sujeito mais do que altamente suspeito que estava na seção das HQs das heroínas. Aquela era uma das partes chatas de ser dona de um estabelecimento voltado “exclusivamente” para o público masculino, (como alguns seres repulsivos e cheios de gel nos cabelos, gostavam de lembrá-la) ter de lidar com os pervertidos que sequer tinham visto uma garota nua em sua vida, e fantasiavam em tocar os seios da mulher maravilha.

Quando seu amigo, Steve, disse a ela que precisava de uma escolta masculina, como a boa valentona que era, Natasha negou prontamente, avisando a ele que não precisava ser defendida por um babaca só porque tinha o fator biológico ao seu favor, mas, agora, vendo por outro ângulo, não seria nada mal encarregar outra pessoa daquela missão pavorosa que era escorraçar aquelas criaturas sinistras para fora da sua loja.

—Jordan. — bradou, aproximando-se do adolescente de dezessete anos que tinha alguns tiques nervosos em seu olho direito e sempre transpirava quando ficava excessivamente perto de uma mulher bonita. — Largue imediatamente esse quadrinho e coloca as mãos para cima. — seu tom, falsamente compassivo era apenas um sinal para que o maldito adolescente a obedecesse. Do contrário, ela não seria misericordiosa.

Nervoso, o garoto começou a inspirar e respirar nervosamente, soltando imediatamente o quadrinho e erguendo as mãos para o alto. Ela franziu o cenho, com nojo, ao notar que a braguilha da calça dele estava, de fato, aberta como imaginava.

—Acredite, isso vai doer mais em você do que em mim... Oh, a frase não deveria ter saído assim, mas você me entendeu! — e ao dizer isso, ela o acertou em cheio nos testículos. Urrando de dor, com as pupilas dilatadas, o pervertido caiu de joelhos no chão.

Era a boa e velha política do “Se masturbou, Apanhou” inventada justamente por ela, para manter a ordem e a decência em seu local de trabalho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...