História They don't know about us - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags Drama, Harry, Larry, Louis, Romance, Truelove
Visualizações 49
Palavras 2.786
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Louis aparece em Holmes Chapel, apenas para tumultuar as coisas...

Capítulo 5 - You and I


Fanfic / Fanfiction They don't know about us - Capítulo 5 - You and I

 

Harry e Evelyn estavam deitados na cama, ouvindo música e trocando caricias. Estavam no quarto dele, preguiçosos demais para sair de casa.

__ Gemma me perguntou se estamos namorando. – ele brincava com uma mecha do cabelo dela.

__ E estamos? – ela sorriu, curiosa.

__ Eu prefiro não rotular isso.

__ Eu concordo. – ela o beijou de leve – concordamos em apenas aproveitar nosso tempo juntos e deixar rolar.

__ Tem funcionado pra você?

__ Perfeitamente! – Evelyn rolou o corpo, ficando sobre ele – tenho aproveitado muito desse seu corpinho sexy!

__ Menina malvada! –  deu um tapa no bumbum dela – não devia me provocar assim. Minha irmã deve estar na sala agora.

__ Basta você não gritar quando gozar! – ela o provocava – e Gemma nem imagina que estou aqui, afinal entrei pela janela.

__ Ei, eu não grito quando tenho um orgasmo! – ele corou.

__ Certo... – e ela o imitou – oh yes...oooooh yeees!!!!

__ Eu não faço isso!! – ele riu da cara dela e a garota levantou uma sobrancelha em desafio  – talvez eu faça... só um pouquinho...

__ Eu acho sexy!

Evelyn sorriu sapeca e deslizou as mãos pelo abdômen  dele, levantando sua camiseta. Harry fechou os olhos quando ela enfiou a mão de sua calça e o tocou intimamente.

__ Pronto! – ele gemeu – agora estou com tesão!

__ Essa era a intenção, seu bobo!

Harry rolou sobre ela e a beijou com paixão, se atrapalhando com os fones de ouvido que compartilhavam. Os dois riram juntos e jogaram os fones longe.

Voltaram a se beijar, enquanto Harry tirava a blusa dela e revelava os seios perfeitos, que ele tanto adorava. Evelyn gemia abafado quando ele deslizou a boca para os mamilos dela. Era uma sensação extraordinária.

O rapaz tirou a própria camiseta e a abraçou, pele contra pele, enquanto voltava a beijar sua boca. Em pouco tempo, ambos estavam nus e as coisas esquentando...

__ Mas que diabos está acontecendo aqui?

A porta do quarto foi aberta de repente. Harry quase caiu da cama ao se deparar com Louis parado lá, petrificado!

Cobriu-se da melhor maneira que pode e Evelyn puxou o lençol sobre seu corpo. Sentiu-se como uma bruxa, que iria para a fogueira da inquisição, diante do olhar de Louis. Era ódio puro!

Olhou Harry em busca de alguma proteção, mas ele não seria de grande ajuda naquele momento. Estava parado como uma estatua, olhos arregalados, rosto vermelho, em uma mistura de surpresa, embaraço e fúria.

__ O que está fazendo aqui?  - Harry encarou o garoto furioso parado na porta - Quem pensa que é para entrar no meu quarto desse jeito?

__ O que VOCÊ pensa que está fazendo com...com...essa ai! – Louis apontou Evelyn, que se encolheu.

__ Não lhe devo satisfações Lou! – Harry vestiu a cueca – e o nome dela é Evelyn. Mostre respeito, por favor.

__ Talvez seja melhor eu sair e deixar vocês conversarem. – Evelyn começou a se levantar.

__ Boa ideia, querida! – Louis disse, com cinismo.

__ Você fica Eve! – Harry disse, autoritário.

__ Mas...

__ Você não vai a lugar nenhum! – ele a olhou nos olhos e isso a desarmou – Louis é quem vai sair. AGORA!

Evelyn entendeu o pedido de socorro nos olhos de Harry. Estava lá, corpo ereto, cheio de fúria e ao mesmo tempo orgulhoso e cheio de dignidade. Apenas Harry Styles mostraria tanta confiança mesmo estando apenas de cuecas! O que, aliás, era uma bela visão!

Voltou seu olhar para Louis. Também furioso por algum motivo e, totalmente desconcentrado, pela semi nudez de Harry! Seria cômico se não fosse trágico!

__ Por que isso agora Hazza? – Louis disse de maneira branda.

__ Não me chame assim! – Harry disse, entre dentes.

__ Está furioso comigo por causa da Brianna, eu entendo isso – Louis falou devagar – e está fazendo isso por vingança? Pra me mostrar que também pode foder com uma garota?

__ Ei, eu ainda estou aqui! – Evelyn reclamou.

__ Você realmente se acha, não é? – Harry estava alterado agora – minha vida não gira em torno de você. Achei que havia deixado isso bem claro.

__ Harry... – Louis tentou se aproximar.

__ Não toque em mim... – ele deu um passo atrás – saia do meu quarto agora. Saia da minha vida, pelo amor de Deus!

__ Não saio enquanto não me ouvir.

__ Que gritaria é essa.? – Gemma entrou no quarto – Harry o que está... oh...me desculpe, eu...ahn...oi Lou!

Evelyn fechou os olhos e desejou ter o poder de desaparecer. Não podia ficar mais esquisito do que isso. Ela nua na cama, sob o olhar interrogativo de Gemma, assistindo Harry e Louis discutindo a relação...novamente pensou que seria cômico se não fosse dramático!

Gemma olhava de Harry para Louis e dos dois para Evelyn, que se esforçava para esconder a nudez sob os lençóis. Estava claro pra ela, que seu irmão estava na cama com Evelyn quando Louis apareceu. Talvez isso explicasse o fato de Evelyn parecer tão embaraçada e Harry estar apenas de cuecas e, aparentemente furioso, além da ereção indisfarçável ali. Jesus, ela ia para o inferno por presenciar isso.

__ O que está acontecendo aqui? – questionou para ninguém em especial.

Os três se olharam, uma mistura conflitante de sentimentos tomou conta do ambiente. Harry deixou escapar um palavrão e caminhou até a janela.

__ Não tem nada acontecendo Gemma – ele virou as costas – Louis já estava de saída.

__ Não estou não! – Louis nem se mexeu.

__ Então eu estou! – Evelyn saiu da cama. – essa palhaçada já foi longe demais.

__ Eve... – Harry a olhou, triste – me perdoe por isso.

__ Está tudo bem Harry – ela vestiu-se e ficou na ponta dos pés para beijá-lo – vocês precisam resolver isso. Conversamos depois, ok?

Harry a manteve em seus braços por mais algum tempo e a beijou longamente. Louis se encolheu, não podendo presenciar aquilo. Gemma estava boquiaberta e ainda sem entender coisa alguma.

__ Pega leve com ele Lou... – Evelyn sussurrou ao passar por Louis.

Deixados sozinhos, o silencio  encheu o quarto. Harry estava com a testa encostada na janela, aparentemente tentando se controlar. Não estava preparado para encarar Louis e jamais imaginaria que se encontrariam dessa forma. Queria mata-lo e ao mesmo tempo, queria se jogar em seus braços, beijá-lo e acabar com aquela saudade doentia.

Louis estava parado no mesmo lugar, tentando encontrar as palavras certas. Observava o belo corpo de Harry, as curvas de suas costas e  a maneira como ele respirava, ofegante. Foi tomado pelo desejo de esquecer tudo e cair em seus braços. Caminhou até ele e tocou suas costas...

__ Harry...

__ Eu disse para não tocar em mim! – Harry virou-se furioso.

Louis fez careta de dor quando Harry retirou sua mão com violência. Agora estavam frente a frente. Olhos nos olhos. Não conseguia desviar os olhos da boca de Harry...beijou-o então e, por um tempo, o outro permitiu o beijo. E então deu um soco na cara de Louis.

__ EU AVISEI PARA NÃO ME TOCAR! – gritou, mal podendo respirar.

__ Ficou maluco? – Louis caiu sentado no meio do quarto – por que diabos fez isso?

__ Mandei ficar longe de mim! – apontou o dedo para o menor.

__ Por que negar o que nós dois queremos?

__ Acredite, nós dois queremos coisas muito diferentes. – Harry foi irônico.

__ Vai me dizer que o que quer  é essa garota?

__ Não ouse meter Evelyn nessa historia!

__ Mas ela estava metida na sua cama! – Louis estava se exaltando – e você estava metido no meio das pernas dela.

__ E o que isso te importa? – Harry o encarou, ainda furioso –  O que te importa onde eu meta meu pau? Eu não reclamo dos lugares onde anda metendo o seu. Minha vida amorosa não te diz respeito, não mais...

__ Vida amorosa? É uma piada? – Louis riu – isso é apenas sexo Harry!

__ Não se atreva! – Harry ameaçou.

__ Hazza,me escute...

__ Nunca mais me chame assim! – Harry disse triste – você não tem esse direito. Não pode brincar com meus sentimentos dessa forma Lou.

__ Você não pode lutar contra o que sentimos um pelo outro Harry! – Louis o olhou com carinho – eu sei que eu não posso. Eu amo você!

__ Não diga isso! – Harry desviou o olhar – não é justo fazer isso comigo. Apenas me deixe em paz. Me deixa seguir minha vida, me deixe curar meu coração.

Louis ficou sem palavras diante da dor que viu nos olhos de Harry. Odiava vê-lo tão magoado. Mas ele próprio sentia seu coração sangrando. A saudade era difícil demais de aguentar.

 __ Ainda não me disse, o que diabos veio fazer aqui! – Harry secou as lágrimas com raiva – além, é claro, de arruinar minha vida e roubar minha paz!

__ Vim confirmar um boato que está rolando na internet.

__ O que foi dessa vez?

Harry pareceu se der conta que ainda estava seminu e podia captar o olhar de cobiça de Louis. Vestiu uma camiseta e sentou-se no parapeito da janela.

__ O que seria tão importante a ponto de fazer você largar tudo e vir aqui invadir meu quarto? – Harry disse sarcástico – aliás, parabéns pelo “timing” perfeito.

__ O que me trouxe aqui, entre outras coisas...foi a foto de você beijando uma misteriosa ruiva. – Louis mostrou a foto do twitter – um recorde de visualizações.

__ Está dizendo que veio até aqui por causa de uma foto minha com Evelyn? Isso é serio? Inacreditável! – Harry o encarou – o que esperava Lou?

__ Definitivamente , não planejava encontrar você na cama com ela!

__ Como pode ser tão hipócrita e egoísta? – Harry novamente furioso – esperava que eu me enfiasse em algum buraco escuro e chorasse até morrer? Você estaria lá, com sua vidinha perfeita, seu filho recém-nascido, sua namorada. E o que restaria pra mim?

__ Você sabe que não é bem assim...já houve outras garotas entre nós antes...nunca foi motivo para tanto drama!

__ Nunca houve um filho entre nós antes! – Harry disse magoado – uma criança é para sempre Lou. Vai ter esse laço com Brianna para sempre. Entende isso?

__ Sempre estivemos com outras garotas e isso nunca incomodou você antes...

__ É isso que pensa? – Harry o encarou – tem alguma ideia de como eu odiava isso? De como eu morria um pouco cada vez que você estava “namorando” alguém? Ou quando eu precisava esconder meus sentimentos em publico, porque nossos empresários determinaram isso?

__ Eu me sentia da mesma forma em relação a você Harry!

__ Isso é doentio Lou...não traz benefícios para ninguém! – Harry lamentou – eu amo o que faço, realmente amo estar no palco, mas o preço se tornou alto demais. Realmente não tenho mais estrutura pra isso.

__E o que isso quer dizer? Está dizendo que vai desistir da musica e de tudo que conquistou até agora? – Louis o olhou alarmado – vai largar a banda?

__ Não!! A minha musica é a única coisa que me restou. A única coisa que ninguém pode me tirar. Não posso viver sem isso.

__ Então o que?

__ Vou desistir de algo igualmente precioso, vou desistir do meu coração. Vou desistir de você! – uma lagrima rolou por seu rosto – eu quero namorar  alguém com quem eu possa andar de mãos dadas pela rua. Alguém que eu possa abraçar e beijar publicamente. Alguém que eu não precise esconder... alguém que seja 100% meu!

__  Harry...não pode se esconder de você mesmo! – Louis sentou-se ao lado dele e secou suas lágrimas – acha que pode ter isso com Evelyn?

__ Eu não sei...o que sei é que não posso ter isso com você! – ele admitiu – esses dias com ela tem sido ótimos, mas eu sei que em Londres as coisas podem ser diferentes.

__ Vai mesmo desistir de mim? – Louis afastou uma mecha do cabelo dele – vai realmente me expulsar da sua vida?

__ Louis, não... – Harry fechou os olhos com o toque.

__ Harry...não quero viver sem você!! – Louis sussurrou muito próximo aos lábios do outro - Simplesmente não posso viver sem você!

Harry sentiu quando suas defesas desabaram. Abriu os olhos devagar e o encarou. Aqueles lindos olhos azuis, aquela boca tão próxima da sua. Estava mesmo perdido.

Louis percebeu a hesitação e o beijou. Primeiro suavemente, dando a ele a chance de se afastar. Mas gemeu quando Harry segurou seu rosto com as duas mãos e o beijou profundamente.

 

Na sala, Gemma e Evelyn conversavam.

__ O que foi aquilo? – Gemma estava curiosa – e como você entrou no quarto de Harry sem que eu visse você?

__ Pela janela. – deu de ombros.

__ Como nos velhos tempos, certo? – Gemma riu maliciosa.

__ Você sabia? – Evelyn estava corada.

__ Claro! – Gemma riu – e você e Harry são muito barulhentos.

__ Oh Deus! Que vergonha...

__ Não se preocupe com isso Eve! – Gemma garantiu – Você faz bem ao meu irmão e sou grata por isso. Tem meu total apoio.

__ É uma batalha desleal contra Louis!

__ Eu sei...esses dois são complicados.

__ Como sua família lida com isso? Quero dizer, todos sabem? E para constar, seu irmão nem parece ser gay, digo isso por experiência própria.

__ Aparentemente todo o mundo sabe das preferencias sexuais do meu irmão. – Gemma riu – Harry é sempre Harry! Esse cara maluco e desbocado  que não se envergonha de demonstrar seu afeto, todos o amam por ser assim. Ele realmente não é bom em esconder seus sentimentos, nunca ficou confortável com isso e acho que nunca ficará!

__ Deve ser horrível pra ele, não poder viver esse amor com Lou.

__ Houve períodos bem ruins sabe? Harry era o mesmo diante das câmeras, mas sozinho chorava o tempo todo, se isolava. – Gemma lamentou – os empresários criaram um monte de regras quando eles estavam ficando muito carinhosos em publico. Era doloroso para ele estar tão perto e ao mesmo tempo tão distante de Lou...

__ Harry é completamente apaixonado por Louis. – Evelyn disse – e acho que o mesmo acontece com Lou.

__ E como você lida com isso Eve? – a garota a encarou.

__ Não me incomoda muito, de verdade. Eu tenho uma parte de Harry, que milhares de garotas no mundo todo, desejam ter. Seu irmão é um ser humano único Gemma!

__ Oh meu Deus! Você realmente o ama!

__ Como não amar Harry Styles?- Evelyn riu desconfortável – Harry foi meu primeiro amor. Ele foi meu primeiro...em muitas coisas...

__ Pare! Não preciso dessa imagem do meu irmão na cabeça!  -ela riu – só espero que não seja também o primeiro a partir seu coração Eve!

__ É um risco que estou disposta a correr, Gemma!  - a garota admitiu - Só desejo que ele seja feliz!

__ Eu também. – Gemma olhou em direção as escadas – por que estão demorando tanto?

__ Podem estar juntos na cama nesse momento!

__ Argh...como pode dizer isso?

__ Pelo menos pararam de gritar... – Evelyn deu de ombros.

__ Isso nem sempre é bom sinal Eve!

__ Gemma! – a outra riu.

__ Você é...compreensiva demais! – Gemma acusou – vamos sair daqui.

__ E vamos pra onde?

__ Qualquer lugar longe desses tarados! – Gemma a puxou pelo braço – se eu tiver que ver Harry pelado novamente, nunca mais vou me recuperar do trauma.. Vamos!

__ Oh santo Deus...pare de dizer essas coisas!

As duas deixaram a casa rindo.

 

De volta ao quarto de Harry...

Harry rolou para ao lado e tentou acalmar a respiração. Estava novamente nu, suado, após uma transa intensa com Louis. Olhou pro lado e lá estava ele, com aquele sorriso estampado na cara. Amava esse menino. Mas estar com ele, era como ir ao paraíso e ao inferno ao mesmo tempo.

__ Não devíamos ter feito isso! – Harry se levantou e caminhou para o banheiro – eu não devia...

__ Hazza, pare de fugir!- Louis o seguiu – e não venha me dizer que não gostou do que acabamos de fazer. Eu ouvi cada um de seus gemidos roucos contra minha pele.

__ Você é malvado e perigoso! – apontou o dedo pra ele.

__ E você me ama por isso! – Louis sorriu.

__ Talvez esteja certo... – Harry resmungou e entrou embaixo do chuveiro – depois de tanto tempo, você ainda continua me manipulando...

__ Eu não manipulo você! – Louis entrou no chuveiro também.

__ O que pensa que está fazendo?    

__ Tomando banho com você! – disse inocente.

__ Uma boa transa não muda nada entre nós Lou.

__ Vai ter que me convencer disso!

Louis ignorou os protestos de Harry e o beijou. Seus corpos se uniram debaixo da ducha morna. Harry simplesmente não tinha forças para lutar contra o que sentia e, passaram-se longas horas antes que Louis deixasse aquele quarto e voltasse para Londres!

      

Nada consegue ficar entre você e eu

Nem mesmo os deuses acima podem nos separar

Não, nada pode ficar entre você e eu!!


Notas Finais


Leiam também
https://spiritfanfics.com/historia/where-the-broken-hearts-go-hs-10657812

e agora?
Como ficam as coisas entre Hazz e Eve?
Comentem e deixem essa autora feliz...
love always


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...