História TMNT astralsoul - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Tartarugas Ninja
Personagens Donatello, Leonardo, Michelangelo, Raphael
Tags Tmnt
Visualizações 17
Palavras 2.039
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capitulo super fofinho, e pra quem gosta de M e D, espero que curtam tanto quanto eu curti escrever ^^

Capítulo 8 - Laços fraternos parte 1


Fanfic / Fanfiction TMNT astralsoul - Capítulo 8 - Laços fraternos parte 1

Uma semana tinha passado desde o incidente e Mikey já estava estável, ele não precisava de nenhuma maquinaria a não ser o IV, pois ele ainda estava de coma. Seus irmãos ficaram se alternando pra ficar de olho nele, ele ainda continuava no laboratório, achavam mais seguro caso houvesse algum tipo de imprevisto. Eles atualizaram Casey e April do que tinha acontecido depois que eles desesperaram e ligaram um monte de vezes após dois dias sem retorno das tartarugas. A viagem ocorreu bem e eles deveriam chegar em 3 dias.

O livro foi deixado na prateleira de Donnie, eles acharam melhor deixar guardado lá para questão de segurança já que não sabiam se realmente tinham eliminado sombra. Eles decidiram não fazer patrulhas, já que eles ainda estavam se recuperando dos ferimentos, além de que eles temiam que algo acontecesse com Mikey caso se ausentassem por muito tempo, então decidiram adiar ate Casey e April voltarem ao menos. Tanto Leo quanto Raph estavam preocupados com Donnie, desde o incidente ele não dormia nem comia direito, a não ser que forçassem ele tomar medicamentos, estava tendo muitos pesadelos e acordava muitas vezes gritando pra depois entrar em uma crise de choro, as olheiras já estavam bem aparentes mesmo com a máscara, ele se recusava a sair do lado de Mikey e trouxe um colchão para dormir perto dele, eles já não sabiam o que fazer só esperavam que Mikey acordasse logo.

(Pensamento Mikey) Isso... realmente...é...muito...dificil...mais...ja...estou....chegando ...me...esperem...Leo....Raph...e Donnie...a...estrada...esta....no....fim...

Enquanto isso no laboratório Donnie estava sozinho com Mikey, era o seu turno, estava sentado em uma cadeira segurando a mão de Mikey e na outra lendo um livro, ele estava muito cansado, mais sempre que ele dormia ele estava no pesadelo novamente, naquele que ele atingia o irmão com a arma e só via sangue escorrendo dos olhos, da boca e do pescoço depois ele caia em cima de Donnie derrame seu sangue em cima dele e em pé na frente dele estava Mikeyshadow com a pelo negra e os olhos vermelhos de demônio dizendo “vc me matou Donnie, agora minha alma esta contaminada para sempre pelo Shadowkami” então ele segurava uma foice negra e o atingia, depois disso ele acordava gritando.

Donnie: Mikey, quanto tempo mais vc vai me fazer esperar? É minha culpa vc esta assim, eu só preciso ouvir vc novamente, por favor irmãozinho volte, não suporto mais ficar sem vc.

Depois disso Donnie soltou a mão de Mikey, cobrindo o rosto e começou a chorar novamente.

Mikey:Donnie? Porque esta chorando?

Donnie assustado deu um pulo na cadeira, ele não podia acreditar no que estava vendo, após 1 semana de tristeza e desespero finalmente ele ouviu a voz que tanto estava esperando, e não apenas isso, viu também os olhos azuis celeste que ele tanto amava, sempre o lembrava o céu e liberdade, algo que sempre descreveu bem seu irmãozinho. Mikey olhava pra ele preocupado, ele se forçou a levantar mais se sentiu cansado e ia cair da cama se Donnie não tivesse segurando-o.

Donnie: calma Mikey vc ainda deve estar cansado do que aconteceu

Mikey: vc esta bem Donnie?

Donnie: melhor agora que vc acordou

Mikey deu um grande sorriso e Donnie sorriu em resposta, ele amava aquele sorriso, achou que nunca mais fosse ve-lo, seu coração que estava apertado finalmente afrouxou, em um ímpeto ele o abraçou forte como se dessa forma pudesse afastar seus medos e ter certeza que agora ele finalmente estava bem. Mikey não sabia porque Donnie estava agindo assim, ele sentia que tinha algo errado, mais abraçou Donnie de volta, seja la o que fosse ele iria descobrir o que era.

Mikey: vcs estão bem? Eu não me lembro de tudo exatamente desde que o sombra me possuiu, mais eu sei que eu machuquei vcs

Mikey feliz uma cara muito triste, Donnie sabia que seu irmão não gostava de machucar os outros, principalmente sua família, ele sempre preferia fazer uma brincadeira.

Donnie: não se preocupe Mikey, estamos bem, os ferimentos estão quase totalmente cicatrizados, so mais alguns dias e estaremos novinhos em folha

Mikey: quanto tempo passou? E o sombra?

Donnie: passou uma semana, o sombra, bem... não temos certeza mais acreditamos que ele tenha sido destruído, vc sente alguma coisa?

Mikey: me sinto cansado, mesmo depois de passada uma semana

Donnie: hum... talvez seja pq o sombra estava usando sua energia e forçando muito o seu corpo, tem alguma dor?

Mikey: nenhuma, apenas cansaço mesmo

Donnie: isso é bom, deixe-me chama-los, LEO, RAPH O MIKEY ACORDOU VENHAM AQUI

Leo/Raph: MIKEY!!!

Mikey: oi pessoal, como vcs estão?

Raph: meu deus Mikey, nunca mais me assuste assim, achei que ia ter um ataque do coração

Leo: digo o mesmo, vc esta bem? Esta sentindo alguma coisa?

Mikey: o Donnie já me perguntou, não sinto nenhuma dor, apenas cansaço

Raph: bem vc so precisa descansar e logo vc vai se sentir bem novamente

Leo: nossa Mikey achamos que tínhamos te perdido dessa vez

Mikey: na verdade... foi muito perto, mais o sensei me ajudou

Tartarugas: VC VIU O SENSEI???

Mikey: uhum, o sensei me ajudou a voltar, ele disse que era muito cedo pra eu morrer

Raph: minha nossa então foi realmenteee muito perto

Mikey: aham, mais ao menos acabou, e fico feliz que as coisas não foram piores

Leo: eu também irmãozinho, bem já esta tarde vc acha que consegue dormir no seu quarto?

Mikey: hum... acho que sim, mais acho que seria melhor eu ficar com o Donnie pra qualquer coisa, tudo bem D?

Donnie: não vejo problemas, tb não acho bom vc ficar sozinho sendo que ainda esta fraco, deixe-me tirar esse IV

Leo: vou pegar algo pra vc comer, depois de todo esse tempo deve estar com fome

Mikey: pode apostar que sim bro

Raph: venha Mikey vou te levar

Como ele ainda se sentia fraco, não achava que conseguiria andar ate o andar de cima, então deixou ser levado em estilo de noiva pelo irmão, parecia que Raph não estava tendo problema o levando, ele quis dormir com o Donnie porque estava preocupado com ele, tinha algo errado, e ele ia descobrir o que era. Raph entrou no quarto de Donnie e o colocou na cama encostado na pared. Donnie entrou em seguida e sentou do lado de Mikey na cama.

Mikey: obrigado Raph

Raph: nada irmãozinho, descanse bem

Leo entrou no quarto segurando uma bandeja com suco e algo fumegante em um prato

Leo: bem como vc ficou muito tempo dormindo vc vai comer uma coisa mais leve, tome essa é uma sopa de legumes

Mikey: sopa de legumes? Quem fez?

Leo: bem... eu, não sei se esta muito boa, cozinhar é meio...complicado

Raph: podemos dizer que é comestível, embora não se compare a sua comida

Leo olhou pra Raph com raiva que desviou o olhar Mikey depois observou que o Leo e o Raph tinham curativos em ambas mãos, ele sorriu imaginando a dificuldade que devem ter tido sem ele pra cozinhar, seus irmãos nunca tiveram habilidade pra cozinhar, sempre deixaram a cargo de Mikey. Mikey pegou a colher soprou e observou, os legumes estavam mal cortados, alguns tinham cascas e os tamanhos eram irregulares, o caldo tinha uma coloração verde suspeita, mais seria errado não comer sendo que os irmãos sempre comiam sua comida, então com coragem ele provou. Os legumes não tinham sido cozidos os suficiente, estavam duros, o caldo estava com o gosto picante, provavelmente eles devem ter tentado usar um dos molhos pra temperar, mais exageraram na quantidade, tinha outras coisas dentro que pareciam que eram pedaços de carne mais estavam com um gosto estranho.

Leo:...entao?

Mikey não queria deprimir o irmão, mais a sopa estava horrível, mais de qualquer forma ele tomou tudo apressadamente já que ele realmente estava com fome, e pra não magoar o irmão que deve ter tido muito trabalho preparando isso pra ele.

Mikey: bem... diria que vc tem que praticar, mais não se preocupe eu pretendo dar algumas aulas básicas de cozinha pra vcs e vou voltar a cozinhar o quanto antes

Donnie: vc não sabe como isso mês deixa feliz, esses dois decidiram se revezar na hora de cozinhar e posso dizer que foi um desastre

Os dois fecharam a cara pra Donnie, mais não podiam negar, mesmo as comidas experimentais de Mikey pareciam o paraiso da culinária se comparado com o que eles cozinharam esses tempos, comidas muito doces, ou salgadas, picantes, ou queimadas, cruas ou cozidas demais, a maioria das preparações não eram comestíveis então ficaram a base de comidas prontas como ramen ou sopas ou pizzas. Mesmo que reclamassem da comida de Mikey, eles realmente sentiram falta nessa semana, nunca mais iriam reclamar dela após sabrem como era difícil cozinhar.

Raph/Leo: realmente esta uma porcaria, aguardamos sua comida Mikey

Mikey: pode deixar bros

Depois de ambos darem abraço nele, eles saíram do quarto e fecharam a porta.

Donnie: bem Mikey é bom vc descansar agora, vou ficar ao seu lado não se preocupe

Mikey: não estou preocupado com isso, estou preocupado com vc D

Donnie: comigo?

Mikey: sim, vc não dormiu

Donnie: eu geralmente não durmo muito

Mikey: D, não minta pra mim, posso ver sua olheiras, o que houve?

Donnie: não é nada Mikey, só estava preocupado com vc, por isso não dormi direito

Ele não queria falar do pesadelo, o machucava muito ficar relembrando aquela imagem e saber que ele foi a causa do irmão quase ter morrido definitivamente.

(Pensamento Mikey) parece que ele esta dizendo a verdade, mais eu sinto que não é tudo, tem algo mais, sera que eu deveria força-lo? Ele me parece tenso agora que toquei no assunto, parece que é algo que ele não quer me falar... bem azar não vai escapar tao fácil de mim Donnie

Mikey pegou o rosto de Donnie com as mãos e o segurou na frente de seu rosto para que ele não pudesse fugir, ele olhou diretamente nos olhos castanhos avermelhados do irmão.

Mikey: Donnie me diga tudo, eu te conheço sei que tem algo te incomodando e não vou te deixar em paz ate vc me dizer o que é, vc sabe o quanto sou persistente

Donnie não queria falar, mais Mikey segurava fortemente sua cabeça, e aqueles olhos azuis o encarando de forma determinada estava quebrando suas defesas, tanto quanto ele conhecia Mikey bem o oposto também era verdade, não tinha jeito.

Donni: desde que vc ficou em coma eu estive tendo pesadelos terríveis onde vc estava coberto de sangue e morria nos meus braços, depois aparecia o sombra e dizia que eu o tinha matado e sua alma estaria corrompida para sempre, o pior disso é que o pesadelo e a realidade estavam muito próximos, eu acordo de noite vendo minhas mãos cheias de sangue e sempre que eu olhava pra vc parecia que a qualquer momento seu coração ia parar de bater, foi terrível.

Donnie confessou e começou a chorar novamente, ele estava reprimindo o máximo que podia esses sentimentos mais agora ele já não podia mais conte-los, Mikey soltou o rosto de Donnie e o abraçou, Donnie soluçava mais ainda e segurou Mikey como se fosse uma linha de vida, Mikey ficou acariciando o casco de forma a fim de tranquiliza-lo.

Mikey: eu sei o quanto deve ter sido terrível Donnie, mais não se preocupe, isso passou, estou acordado e de volta com vcs, o seu pesadelo não se tornou realidade eu vivo aqui é prova disso

Donnie: Mikey eu...

Donnie não sabia o que fazer com seus sentimentos, ele precisa tirar a prova do que sentia antes de tomar alguma atitude, mais por enquanto ele já estava feliz o suficiente de estar do lado do seu irmãozinho, e depois de chorar durante o que pareceu horas ele finalmente estava cansado, Mikey deixou ligado apenas o abajur do lado da cama e o puxou pra perto dele o deitando na cama, ele não soltou sua mao a ultima coisa que ele fez antes de Donnie apagar foi tirar sua mascara e beijar sua testa. No limiar de sua consciência ele ouviu Mikey dizer: te amo Donnie, ele sorriu depois disso e foi pra um sono sem sonhos em total tranquilidade, parecia que tinham voltado a ser crianças.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...