História Traiçoeiro coração - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~LuciMorningstar

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Bellatrix Lestrange, Lílian Evans, Lucius Malfoy, Narcissa Black Malfoy, Pedro Pettigrew, Remo Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter, Tom Riddle Jr., Yaxley
Tags Arte Das Trevas, Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 31
Palavras 879
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Desmoronar de um coração


Fanfic / Fanfiction Traiçoeiro coração - Capítulo 4 - Desmoronar de um coração


Ventava forte naquela noite quando Snape levantou de sua cama e desceu para o salão comunal da Sonserina, Lucius e Bellatrix o esperavam, eles o apresentariam a passagem secreta para fora do castelo e naquela mesma noite Snape cumpriria sua missao para o lorde das trevas. O grupo de Sonserinos caminhou apressadamente até a estátua do antigo diretor de Hogwarts e saíram por uma porta secreta que se escondia por detrás da estátua. Foram caminhando com as varinhas acessas pelo corredor escuro, fétido e úmido , Lucius os guiava e Bellatrix ia logo atrás de Snape. Passado um tempo chegaram em hogsmead nos fundos do cabeça de javali. Do cabeça de javali, eles foram até Londres voando, foram até um subúrbio trouxa, um que Snape conhecia bem, a vontade de fazer parte dos servos do Lord das trevas era tanta que não prestará atenção onde entrará, Lucius e Bellatrix ficaram do lado de fora, Severus subirá as escadas bem devagar para não fazer barulho, foi direto para o quarto do casal, e sem pestanejar falou.

- Avada Kedavra!

Com a varinha apontada para o homem, um feixe de luz verde saiu da ponta da varinha e atingiu o homem no peito, a mulher acordará com o feixe de luz, Severus mais que depressa apontou a varinha para ela, porém dessa vez ele resolveu brincar um pouco. 

- Crucio.

Brandou o bruxo, e a mulher a sua frente começou a se contorcer de dor.

- Implore trouxa!

Disse baixo, lá de baixo se ouvia os gritos da mulher, a mulher era mais forte do que nunca, então disse.

- Pare, por favor, pare.

Ao ouvir a voz da mulher a raiva lhe subiu a cabeça, a voz era tão parecida com a de Lilian, então finalmente percebeu que era a família da ruiva e sem pensar duas vezes matou a mulher. Bellatrix que estava do lado de fora ria com os gritos que ouvia e Snape logo chegou lá em baixo. Estava uma mescla de arrasado com orgulhoso pelo seu ato . Mas o que o garoto misterioso pensaria ao descobrir que se tornará um assassino? ?
-Vamos, antes que chamem a polícia. 

Lucius brandou rápido, iriam os três ao encontro de Tom, essa seria a noite em que Severus ganharia a sua marca.Voaram novamente até Hogsmead, foi uma viagem cansativa tanto físico quanto emocionalmente, Severus pensou em como Lílian ficaria arrasada ao saber que os pais morreram ... chegaram em Hogsmead pela madrugada e antes de voltarem para o Castelo fizeram uma parada na casa dos gritos . Voldemort estava sentado em uma poltrona na sala principal , Lucius e Bellatrix o reverenciaram.

- Matei os pais da sangue ruim milorde
- Ora, muito bem Severus, como se sentiu?

Tom olhava para o sonserino com atenção.

- Me senti poderoso, orgulhoso e realizado. 

Severus sussurrou e desviou o olhar. Tom bateu palmas e se levantou em direção ao bruxo .
- De-me seu braço direito Severus . Esta noite você será recompensado com a minha marca , uma honra para poucos. Severus estendeu o braço direito, quando a varinha de Tom tocou seu braço o mesmo começou a arder e doer, mas Severus não demonstrou sentir nada, seu pensamento estava no garoto misterioso e em como seria a relação deles de agora em diante, pois essa escolha não teria mais volta. Quando olhou para seu braço havia uma serpente saindo de dentro de um crânio, Voldemort abaixou a varinha e disse secamente.
- Sempre que a marca arder estarei lhes convocando , quando você a tocar eu aparecerei .... mas lembre-se Severus, nenhum comensal da morte deve chamar o seu lorde sem motivo . Severus apenas assentiu, e junto com Malfoy e Black, Sevrrus voltará para o castelo, estava destruído, foi para o ponto de encontro, mas o garoto ainda não tinha chego, ficou ali olhando para a parede.
- Severus?
Sussurrou uma voz masculina, voz está que Severus conhecia muito bem, era o garoto misterioso era tudo que Snape precisava para esquecer o que aconteceu naquela noite.

Severus seguiu a voz até alcançar o garoto, tirou a capa dele, nisso chegou silenciosamente outro garoto, porém não falará nada, até que ouviu o amigo falar. 

- Severus, você está perturbado, o que aconteceu? 

O garoto que estava observando riu, não podia acreditar que Sirius saia escondido todos os dias para encontrar o sonserino.

Mais que depressa os dois garotos se soltaram, assim como Sirius, Severus reconhecerá o riso na hora.

- O que faz aqui Potter?

Snape brandou bravo.

- Eu devia saber, só podia ser você Black, e isso não passa de uma peladinha de vocês.- Não Snape, não é o que você está pensando .... 
Sirius respondeu com um certo desespero na voz e olhou para Thiago 
- Saia daqui Thiago , me deixe a sós com ele ...

Thiago caiu no chão de tanto rir , não podia acreditar no que estava vendo.
- você e o ranhoso tem um caso?? Não acredito Sirius , meu melhor amigo e o ranhoso. Snape furioso empunhou a varinha e a ergueu contra o Potter
- Saíam daqui ....
Estava desmoronando emocionalmente, além de ter se tornado um assassino seu amor era um dos marotos.
- Severus, por favor...
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...