História Um Amor Por Escrito


Escrita por: ~


Sinopse:
A vida é inesperada, sempre se pode cair para se erguer de novo. Namjoon escrevia sobre isso, mas já não acreditava mais. Trabalhando em uma empresa que não combinava nada consigo e estudando numa faculdade que detestava, ele já havia aceito que a vida simplesmente não era feita de sonhos.

Mesmo suas escritas se mostravam desaparecendo e ele quase não se lembrava do que era ter inspiração. Isso até aparecer um homem qualquer.

Um homem que trabalhava numa confeitaria certamente não teria nada de especial. Mas Namjoon ainda não sabia que a melhor das histórias de amor não seria uma das escritas, e sim, uma real.

Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 2.999
Favoritos 134
Comentários 73
Listas de Leitura 22
Palavras 34.056
Terminada Não
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jin, Lemon, Namjin, Namjoon, Vmin, Yaoi, Yoonseok

Fanfic / Fanfiction Um Amor Por Escrito
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Poesias, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Primeira visita à confeitaria
2
307
1.110
 
2.
Seria uma noite horrível, se...
2
268
2.404
 
3.
Esse pequeno pássaro voando
6
228
1.401
 
4.
Ele não havia quebrado nada...
4
217
2.181
 
5.
Um fim de semana jogado fora
4
206
1.442
 
6.
Os Kim's
3
192
3.181
 
7.
Sobre Sonhar
5
202
2.261
 
8.
Um Domingo de Mensagens
4
201
1.781
 
9.
Um Flerte Por Escrito?
4
187
1.977
 
10.
Seu Melhor Texto
6
203
3.058
 
11.
Um Príncipe e Seu Súdito
8
199
5.485
 
12.
Especial Yoonseok: Para Ser Suficiente
6
227
2.192
 
13.
Entre Queimar e Eletrocutar
12
208
2.514
 
14.
Despertar
7
154
3.069

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~Oppa_Addicted
Capítulo 11 - Um Príncipe e Seu Súdito
Usuário: ~Oppa_Addicted
Usuário
Eles dizem que não se deve começar um texto falando sobre o clima, mas
1-) Que bom que você começou.
2-) Eu vou também.

Aparentemente, está frio. Meu gato dorme em cima do aparelho que libera calor e minha mãe é só um amontoado de cobertores aos meus olhos. Eu mesma sou só uma cabeça dentro do meu penhoar e mãos digitando freneticamente.
Mas, por alguns minutos (que passaram muito mais rápido do que eu queria), eu fui uma brisa, eu fui uma lenha queimando, eu fui o gelo e o fogo misturados na mente e corpo do Namjoon. Eu fui uma parte da cena e eu vibrei em todas as cores.
E eu me apaixonei por essa sensação, mesmo tão efêmera.

E em outras palavras:
VAI ESCREVER MAIS, SUA PUTA.

*caham*

Você sempre me impressiona com os seus textos, mds. Esse capítulo inteiro, eu realmente não vejo ele como um amontoado de palavras bem organizadas em pensamentos e descrições e palavras bonitas e ações. Não, cara.
A humanidade fez filmes 3D, 4D, 5D, 6D (mesmo que nada consiga fisicamente passar de 3D), ela fez simuladores, ela fez a realidade virtual, mas, francamente? Lendo esse capítulo, eu percebi que talvez todos esses progressos de ciência com foco em lazer foram perda de tempo ou uma forma de congelar ele.
Esse capítulo é a realidade mais efêmera de todas.
Atenção à palavra "realidade". Eu não acredito que eu não sou o Namjoon e se eu vier falando em coreano na escola amanhã, pode ter certeza que você é a culpada.
É só que
É tudo tão real, entende?
As "borboletas" no estômago, o rubor nas bochechas, a ansiedade e a calmaria.
Isso não é uma história, cara. É arte.

Eu nunca shippei Namjin tanto na minha vida. Sério. O jeito como o Jin é especialmente bonito aos olhos do Joon às vezes, eu tô morta, sacas? Estirada no chão, no teto, na rua, na vida. Eu tô sem palavras???
Eu só gostei muito, muito, desse capítulo.
MDS, como eu gostei.
Até me machuca saber o capítulo que sucede esse, porque, meu cosmo amado, como eu queria viver mais na cena desse casal, nas ruas dessa história e me apaixonar por olhares que eu nunca vi. Amém ter aprendido a ler, cara. QUE PUTA DIA PRA SABER LER, PQP.

Eu realmente não tenho muitas palavras.
Eu amei.
É tipo o Joon depois de ouvir o Jin. Exatamente, na verdade.
"Jin, eu amei".
"Mare, eu amei."

É. Mare, eu amei.

Só para tornar esse review um pouco maior e porque eu quero muito comentar essas partes, vou citar o que eu mais amei nesse cap fora todas as cenas na casa do Jin:

- Vida, se você não me deixar ser o Namjoon ou o Jin, me deixa ser o Tae pra pelo menos ver eles se pegando de perto.
- "Me perdoe, mas você é apenas um cliente. Se ainda não decidiu o que vai comer, peço licença". EU NUNCA, NA MINHA VIDA, GOSTEI TANTO DO JOON COM ATITUDE DA HOPE.
- "Se ele voltar, não vou cuspir no café dele. Vou cuspir nele." EU TE AJUDO, MOZÃO
- "Desejou então que caísse uma tempestade: a maior tempestade que poderia cair. Uma tão grande que nNamjoon teria de voltar para casa de barco. E seokjin não tinha um barco. Então só restaria dormir com ele. E ops, Jin não tinha uma cama extra. Que bom que sua cama é de casal, não é mesmo?"
Se eu pudesse, eu tatuava essa parte. Ah, como tatuava. Como. Tatuava.

Eu ainda tô meio abobada por gostar tanto, então só vou deixar umas referências do seu cap em tom de ordem
"Mare, já que eu sou a Legislação e você é minha cidadã, você tem que obedecer. Então, eu digo: nunca, nunca desista dessa porra dessa obra de arte, sua vadia."

Kissus e, como sempre, continue escrevendo. O mundo precisa disso.