História Um canalha de primeira - Long Imagine · Jimin · BTS - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jeongguk, Jhope, Jimin, Jiminnie, Parkjimin, Rapmon, Rapmonster, Sehun, Suga
Visualizações 228
Palavras 493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá! Como vai? Espero que bem.

Boa leitura~💕

Capítulo 32 - Medo


Fanfic / Fanfiction Um canalha de primeira - Long Imagine · Jimin · BTS - Capítulo 32 - Medo

JM- S/n!!


S/n- Não se preocupa,foi só um tiro no alto. Alguém aqui não lida muito bem com a raiva.


??- Eu apenas quero meu dinheiro,então arrumem um jeito. Ou-


S/n- A S/n morre. - imitei sua voz - É,nós já sabemos.


??- Que bom,então. Manila,vamos deixar esses dois resolverem isso.


MN- Sim. - fez uma longa e curvada reverência.


S/n- Pronto,Jimin,estamos "sozinhos".


JM- Deve haver outra maneira,certo? Algum PIN,senha escrita,sei lá.


S/n- Não,Jimin,você não dará o dinheiro da empresa pra quem quer que seja essa pessoa.


JM- Eu sou adulto,e já posso tomar minhas próprias decisões.


S/n- Você NUNCA irá fazer o que eu digo,não é? Nunca.


JM- O quê? - disse confuso por eu ter dado ênfase no "nunca".


S/n- Você sempre faz o contrário do que eu digo. Apenas siga o meu plano,certo?


JM- Que plano?


S/n- É bem simples,traga dinheiro falso,e entregue,diga que foi da conta de todos os 7 e do seu tio.


JM- É seguro você falar o plano sendo que essa conversa pode estar sendo gravada ou algo do gênero.


S/n- Pelos poucos minutos que eu passei aqui,acordada pelo menos,eu notei que inteligência não é o forte de quem comandou o meu sequestro.


JM- Vou confiar em você. E na polícia também.


S/n- Nada de armas.


JM- Mas-


S/n- Jimin... - o repreendi.


JM- Tudo bem.


S/n- Já estão voltando,tenho que desligar. Tchau,Jimin.


JM- Tchau,S/n. Tenta ficar bem,mesmo que seja difícil,ok? E lembre-se,eu te amo.


S/n- Vou tentar. - dei um longo suspiro - E eu também te amo. - sorri de lado.


??- Vocês seriam um lindo casal,se não me causassem náuseas.


S/n- Que bom saber que isso é recíproco.


??- Leva ela pro quarto. - direcionou sua fala à Manila.


MN- Me desculpe por isso. - sussurrou em meu ouvido,me segurando pelos braços e me levando até uma porta que se localiza abaixo de uma escada.

A porta foi aberta pela garota,que me empurrou ali dentro,fechando-a.


A pequena sala era empoeirada,havia um fino colchão e uma janela que trazia pouquíssima iluminação ao local. Uma abertura na porta foi revelada,e pude ver Manila.


MN- Você terá uma refeição por dia,mas tentarei trazer mais comida quando "você sabe quem" não estiver presente. Sempre que precisar ir no banheiro,é só me avisar.


S/n- Você tem mesmo que trabalhar pra alguém tão idiota assim?


MN- Acredite,se eu tivesse escolha não estaria aqui.


Encerramos o breve diálogo e o silêncio me fez companhia.


Desde que cheguei aqui,apenas agora senti medo. Me assusta estar longe do Park. 

De alguma forma,depois de tantos anos após ter sido traída,eu tinha medo de me envolver com alguém,me apaixonar. Mas com Jimin,esse medo desapareceu magicamente. 

Ele me deixa tranquila nos piores momentos,sempre está ao meu lado me ajudando nos momentos que o universo parece estar contra mim. É como se qualquer um pudesse me fazer mal quando ele não está por perto.


Talvez seja apenas mais uma de minhas paranóias,mas meu coração apertado diz que algo de ruim vai acontecer.


Notas Finais


Me desculpem pelo capítulo ruim,mas eu realmente estava querendo escrever. Acabou que deu nisso,mas prometo tentar fazer o próximo capítulo melhor.
sz


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...