História Um Nerd e suas Pervertidas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Natsu Dragneel
Tags Harem, Hentai, Natsu Nerd
Visualizações 672
Palavras 1.415
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Festa, Harem, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu sei glr que eu tenho muitas outras fics para atualizar , porém , essa ideia tava martelando na minha cabeça e eu precisava tirar essa ideia da minha cabeça

Capítulo 1 - Primeiro dia


Magnólia , 6:15 da manhã

Pov Natsu e Autor On

Natsu - Wuah - Bocejo , sento na cama e me estico todo , ah , esqueci de me apresentar , sou Natsu Dragneel , um nerd de dezessete anos , mas não pense que eu igual aqueles nerd , eu tenho um corpo definido e sou bom nos esportes , tenho cabelos rosas , antigamente eles eram negros , mas alguns idiotas pintaram ele de rosa  , também eu sou muito idiota e tímido , eu estou no terceiro ano do ensino médio e nunca beijei uma garota , eu sei é vergonhoso , mas fazer o que ? Nenhuma delas gosta de mim , preferem aquele Bad Boys sem conteúdo no cérebro .

Me levanto eu vou ao banheiro tomar um banho , hoje seria meu primeiro dia na minha nova escola , minha mãe me falou que é uma escola inteiramente composta por mulheres , menos o diretor que é homem . Entro no box tiro minhas roupas , ligo a válvula do chuveiro e deixo a água gelada escorrer pelo meu corpo , as vezes água gelada é boa para acordar de manhã ou para relaxamento muscular . Demoro uns poucos minutos no banho , pego minha toalha num gancho preso a parede e me seco , depois saio do banheiro pelado , quando entro saio dele percebo que minha mãe entra no quarto .

??? - Natsu ! - Ela tampa os olhos e se vira de costas , quando ela se vira de costas percebo que está com uma calcinha fio dental e um baby doll transparente , sinto meu pau querer começar a se levantar , droga Natsu , ela é sua mãe .

Natsu - Mãe ! Não entre assim sem bater - Falo com ela , pois ela sempre faz isso , rapidamente vou para cama e me visto - Já pode se virar - Ela se vira para mim , vejo seus peitos enormes e seus bicos rosados acesos , droga ! Droga ! Droga ! Pare com isso Natsu ! 

??? - Eu vim te avisar que o café está pronto - Ela fala com o rosto ruborizado .

Natsu - H-hai - Eu falo sentindo minhas bochechas esquentarem e desvio meu olhar dos peitos dela .

Depois disso , nós descemos para tomar café , era apenas eu e minha mãe , meu pai morreu a uns quatro anos , minha mãe ficou muito abalada com a morte dele , passou dois dias sem comer , e no primeiro ano ela chorou todas as noites , ela até se recuperou da morte dela , mas nunca mais foi a mesma , só queria fazer alguma coisa para alegrar o humor dela ( Coitado , mal sabe que vai alegrar o humor dela e de muitas outras mamães ) .

??? - Natsu , sua prima Erza vai passar aqui para te levar na escola , fiquei sabendo que ela é presidente do conselho estudantil da escola - Minha mãe me falou , fiquei surpreso , por Erza ser presidente do conselho estudantil , com certeza ela transformou aquilo numa ditadura , do jeito que ela é mandona ...

Natsu - Haha , deve ser bem engraçado ver ela dando ordens a outras alunos , ela sempre faz esse abuso de poder - Falei divertido , minha mãe acabou rindo também , essa fui uma das poucas vezes que ela sorriu desde a morte de meu pai - Você devia sorrir mais - Falei para ela que me olhou curiosa , sorrindo ainda .

??? - Aé ? Por quê ? - Ela perguntou sorrindo ainda .

Natsu - Você fica linda sorrindo - Falei sentindo minhas bochechas corarem , ela também corou .

??? - Awn , que fofo - Ela me puxou para entre seus enormes seios , me abraçando fortemente .

Ding Dong

Ouça a campainha tocar e minha mãe me se levantar . 

Natsu - Ei ! Deixe que eu vou , não quero nenhum homem olhando para o corpo de minha mãe - Falei ciumento , então me levantei e fui até a porta e a abri - Tia Irene ! - Exclamo surpreso , ela é a mãe de Erza , ambas são ruivas e lindas , elas tem um corpo de dar inveja a qualquer mulher , a Tia Irene é empresária e muita rica , meu pai era dono das empresas Dragneel , então a Tia Irene está cuidando dela até eu chegar aos dezoito . Desvio meu olhar para baixo e vejo que ela estava com uma sai acima do joelho , meia calça , salto alto e uma blusa social com uns botões abertos , criando um decote enorme , para seus enormes seios .

Irene - Que saudade que eu estava de você , meu querido sobrinho - Ela me puxa para um abraço me enterrando entre seus seios , ela ficava se mexendo , fazendo meu rosto ficar se esfregando nos seus seios .

??? - Ei ! Eu também tava com saudade - Ao que parece essa é a voz de Erza , ela me puxa para entre seus seios também e me dá um forte abraço , a diferença que sua blusa estava todo fechada .

Natsu - Eu também estava com saudades de vocês , falei sorrindo para ela - O que Natsu não notou , é que seu belo sorriso fez com que o coração tanto de Erza e Irene , falhasse em uma batida e voltasse a bater fortemente .

??? - Quem está ai Natsu ? - Chegou a mãe dele por trás e ela se surpreendeu - Irene ! - As duas correram para se abraçar , um sorriso apareceu no rosto de Natsu , feliz pela mãe estar sorrindo de novo - Como vai Erza ? - Perguntou a mãe carinhosamente para a sobrinha , que também só tinha sua mãe , já que seu pai traiu ela com outra mulher . Eu ( Natsu ) me pergunto como um idiota pode trair a tia Irene , ela é linda , inteligente , forte e engraçada .

Erza - Vou bem tia Sayuri - Disse Erza dando um belo sorriso , confesso que se ela não fosse minha prima , eu tentaria namorar com ela ( Relaxa que você vai ) - Vamos Natsu ? - Ela me perguntou estendendo a mão para irmos de mãos dadas , como sempre fazíamos quando eramos menores .

Natsu - Vamos - Respondi dando as mãos a ela .

Pov Natsu Off / Erza On

Desde de pequena eu sinto um carinho especial por Natsu , sonhava em me casar com ele e ter filhos , mas era coisa de criança , hoje em dia  esse carinho veio aumentando , eu acho que estou apaixonada por ele , quando estou perto dele sinto minhas mãos suarem , minhas bochechas esquentarem e meu coração acelerar , quando ele viajou para outra cidade eu havia ficado muito triste , fiquei mais ainda quando o tio Igneel morreu  Natsu ficou muito abalado e ainda sofria bullying na escola , eu não podia fazer nada para ajuda-lo .

Depois de alguns minutos chegamos na escola , passamos pelo portão e muitas d meninas nos olharam começaram a cochichar , até que uma de minhas amigas .

??? - Oi Erza - Falou minha rival e melhor amiga .

Erza - Oi Mira - Falei dando um abraço nela , soltando da mão de Natsu .

Mira - Quem é esse ? Seu namorado ? - Ela me perguntou com um sorriso malicioso , senti minhas bochechas esquentarem .

Erza - N-não - Mas eu queria que fosse - Este é Natsu , meu primo - Apresentei ele à ela , Natsu estava muito envergonhado , ele é sempre tímido com as meninas .

Mira - Oi - Essa vaca , abraçou ele e ficou esfregando seus peitos nele .

Natsu - O-oi Mi-Mira-san - Ele falou envergonhado , não cai nos encantos dessa vaca Natsu ! 

Mira - Você é um fofo - Ela disse apertando a bochecha do MEU Natsu .

Trim ! Trim ! ( Tentativa ser o sinal , para entrar na aula ) 

Erza - Chega , vamos para a aula - Separei os dois e fui carregando Natsu até nossa aula .

CONTINUA

LEIAM AS NOTAS

 


Notas Finais


E aí o que acharam ? Comentem por favor , eu sei que é errado eu pedi , mas , é muito importante vocês comentarem nesse primeiro capítulo .


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...