História Um trauma em minha vida - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 323
Palavras 688
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 5 - Inimiga


Sai correndo o mais rápido que pude,com aquela cena dele a abraçando na cabeça.Mas somos apenas amigos,por quê eu me encomodaria tanto assim?
Nem me lembro de como fui capaz de chegar em casa e subir para o meu quarto.Eu precisava esfriar a cabeça,e iria fazer isso no banho.
Enquanto a água caía em meu rosto,aquela imagem veio a cabeça e uma dor no peito também.O que era aquilo?Que dor era aquela?Do nada,percebi que a água que escorria em meu rosto ja não era mais do chuveiro,e sim de mim mesma.
Por fim,depois daquele banho depressivo,resolvi dormir,apesar de ser de tarde ainda,às vezes descansar os nervos da cabeça faz bem,né?
                         ☆
Fiquei com uma dor de cabeça quando acordei,pela segunda vez,já que eu hibernei naquele dia.Já era até de manhã e eu tinha que ir para a escola.E pior,ver aquele menino.
Ele não tem culpa,aliás,ele não tem culpa nenhuma de eu estar assim.Eu que tenho culpa por ter o coração tão fraco e ter acreditado que tinha chances.
-Filha,corre que você está atrasada!!- grita minha mãe
-Mãe,to morrendo,me deixa faltar só hoje?- pedi quase de joelhos
-De jeito nenhum!Você pode quebrar a perna,mas tu vai pra essa escola menina!
Dito isso,nem tentei argumentar,não queria morrer ainda.Me troquei com desânimo e segui rumo à escola.
Quando cheguei,minha amiga Laura olhou para mim e perguntou:
-Por que você parece um panda?
-Porque...-não podia falar que foi porque eu vi Christian abraçando uma menina,então falei- fui dormir tarde,estava estudando.
-Você?Estudando?Conta uma melhor da próxima,ok?- disse isso e voltou a fazer exercícios de matemática.
Ela não estava brava,a conheço o suficiente pra dizer que ela não estava.Fez aquilo porque não queria me pressionar perguntando algo que eu guardara até mesmo dela.
Quando me virei,vi Christian me encarando e sorrindo,aquilo me deu uma mistura de raiva e felicidade.
-Bom dia,lembre-se de que depois do seu treino eu estarei te esperando na biblioteca!
"E aquela magrela do abraço,vai encontrar depois?"foi o que tuve vontade de dizer mas não coragem.
-Ah,foi mal,meu pai vai viajar e eu quero me despedir dele...- menti,afinal,meu pai só viaja na próxima semana.
-Ah,ok então,marcamos para depois.- disse desanimado.
Quando terminamos aquela "conversa" o clima ficou pesado,então resolvi trocar de lugar com a Laura.
-Laura,por favor,sem perguntar nada,troca de lugar comigo?
-Pode ser,mas vai ter que fazer minha lição de casa por uma semana!
-Não garanto que vai estar certa ok?- disse isso e oeguei meu material para a mudança.
Até que o lugar não é tão ruim assim.Dá pra prestar atenção na aula e não possui nenhuma distração.
                         ☆
-Ta,me explica o que aconteceu entre você e o Christian!- pergunta Laura com uma cara de que era a coisa mais óbvia
-Ué,não aconteceu nada...
-Ah é?Então por quê que durante as aulas INTEIRAS ele ficou te encarando e suspirando?
Arrepiei.Ele estava olhando pra mim?Será que minha cara natural estava boa?Mas vamos ao ponto,ele estava suspirando e olhando pra mim??Corei ao imaginar isso.
-Não disse?Vai,comece.
-Desculpa Laura mas....não quero falar sobre isso.
-Hum...ok,quando você quiser desabafar,estou aqui!- disse um pouco decepcionada e foi embora.
Fiquei com remorso de não ter contado.Sempre contei tudo pra ela,e ela sempre me ajudou.Mas aquilo era algo que eu tinha que resolver sozinha.
-Licença,você é a Wenddy?- ouvi dizer com uma voz feminina.
Quando me virei para responder,gelei.A menina cujo me chamara no corredor era a mesma que estava abraçada com o Christian no dia anterior.
-Pela sua reação creio que é.- disse vindo em minha direção- só quero deixar claro que...ele é meu ok?
-Espera,por quê está falando isso para mim?- perguntei confusa
-Porque é irritante o jeito que ele fala de você quando estamos juntos...mas isso não vem ao caso.Só quero lhe informar que logo logo ele será meu,e você será apenas uma coleguinha de classe!- me enpurrou e foi embora desfilando.
Uma parte de mim estava com raiva ao ponto de querer socar a cara dela!Porém,outra parte de mim estava feliz por saber que ele fala de mim para ela e que eles ainda não tem nada.
Isso quer dizer que eu ainda tenho chance,e que uma nova inimiga entra no jogo.




Notas Finais


Obrigada por lerem e comentem o que acharam😊♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...