História Uma Amizade Para Uma Viagem - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Visualizações 4
Palavras 733
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - O Novato


Mudei esse ano para Brasília, meus pais são professores e minha mãe conseguiu uma vaga de emprego no colégio JK quase acabando o ano letivo. Morávamos em São Paulo, ótimo lugar para conseguir emprego e morar, mas meu pai insistiu que o ar atmosférico era muito poluído e que fazia mal pra saúde dos pulmões  e blá, blá, blá....

                Comecei minhas aulas dia primeiro de outubro no JK. Logo no primeiro dia eu já me atrasei pois tinha me perdido pela escola procurando a sala do terceiro ano, entrei na sala com  todo mundo olhando pra mim, perguntei pro professor se eu podia entrar ele assentiu com a cabeça. Sentei na primeira fileira lá no fundão, logo vi um garoto e outros alunos rindo de mim. Continuei assistindo a aula que de química e quando me dei conta já tinha tocado o sinal de ir embora.

                Fiquei no estacionamento ao lado do carro da minha mãe que eu não vi o dia todo, já que ela era professora do ensino fundamental, e eu vejo um menino significantemente alto e branquelo, era o garoto que estava rindo de mim:

 

                - Novato? Nunca te vi aqui na escola.

                - É, hoje foi meu primeiro dia de aula. E quem é você mesmo?

                - Oh, me desculpe, meu nome é Guilherme e estudo aqui já faz alguns anos.

                - Prazer, Alexandre – minha mãe apareceu e nós encerramos a conversa por ali mesmo com um simples “tchau”, minha mãe entrou no carro e eu fiz o mesmo. Durante o caminho ela tentou conversar sobre como foi o meu dia mas eu dei de ombros e ficamos calados até chegar em casa.

 

Na outra manhã....

                Cheguei cedo na escola e fiquei sentado no mesmo lugar de ontem observado as pessoas entrarem. Quando o Guilherme chegou ele já veio até a mim e me perguntou o que eu faria nas férias depois da formatura e já disse todo o seu plano de viagens não deixando espaço para eu falar.

                - eu não tenho muito o que fazer, talvez eu aproveite o tempo livre e faça um tour por Brasília para conhecer melhor – ele riu e disse -

                - vem viajar comigo porque não quero ficar sozinho e além do mais, nós já temos 18 anos e o dinheiro da pra pagar as despesas – fiquei encarando ele por alguns segundos tentando processar como alguém simplesmente leva uma pessoa para cinco países pagando tudo e a única coisa que consegui dizer foi –

                - você esta doido? Nem passaporte eu tenho

                - não tem problema, eu consigo arranjar um ate as férias

                O professor entrou e sala e nós paramos a conversa com um “isso não terminou, resolvemos tudo depois”.

                O tempo passou e eu fui me aproximando cada vez mais do Guilherme até que viramos melhores amigos, ia na casa dele quase todos os dias depois da escola e la ficávamos jogando videogame no salão de jogos ou assistíamos filmes na mini sala de cinema que ficava no subsolo da casa.

                Chegou o dia da formatura e nós ainda não tínhamos tocado no assunto da viagem. Acordei cedo e fui pegar meu terno na loja e passar na escola pra tirar a foto do anuário. De noite eu encontrei o Guilherme no salão de festas onde ocorrera a formatura. Fui logo recebendo elogios.

                - olha que menino gato, da uma rodadinha pra eu ver – disse Guilherme num tom sarcástico –

                - deixa de ser idiota e vamos logo pra dentro que parece que vai chover.

                - se prepare para amanhã cedo

                - por que? Pelo o que eu saiba eu só vou dormir -  ele deu de ombros e nós entramos e já fomos logo direto para uma arquibancada onde estavam todos os alunos do terceiro ano do ensino médio.

Foram chamando um por um para pegar o diploma em ordem alfabética, fiquei esperado o Guilherme para irmos para uma tal festa que ia acontecer na casa de uma menina e o Guilherme foi convidado.

Ficamos até tarde na festa e me lembro só no outro dia cedo o Guilherme aparecer na minha porta às 05h da manhã falando que tínhamos que ir rápido pois o voo para a Argentina ia sair as 06:30. Levantei, tomei um banho e ele já me entregou uma mochila e um passaporte. Entramos no carro e fomos para o aeroporto embarcar num voo para a Argentina.

 


Notas Finais


obrigado por ler até aqui e se ficou curioso para saber o que vai acontecer no próximo capitulo é só adicionar aos favoritos e acompanhar essa aventura. obrigado, tchau tchau !!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...