História Uma aventura pokémon - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Personagens Originais
Tags Ash, Dawn, Misty, Pikachu, Pokémon, Serena
Visualizações 19
Palavras 1.834
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Mais um dia na escola


O dia amanheceu, o sol estava escaldante em meio as nuvens branquinhas e o céu azul. Aisha acordou, se espreguiçou e foi tomar seu café da manhã, pois logo de tarde, teria escola. Acordou seu pokémon também, um belo Absol. A garota conheceu Absol a tempos atrás, quando ele estava machucado, e o curou, levando-o para sua casa. Agora, ela e o pokémon tinham laços que os uniam, apesar do mesmo não lutar nem nada parecido, era apenas uma companhia para a jovem Aisha. 

Aisha: - Bom dia mãe, bom dia pai. 

Senhora Dillerson: - Bom dia, minha querida. O café está servido. 

A senhora Dillerson era um doce de mulher, sempre ajudava a todos e só queria o bem de sua filha. 

Aisha: - Ah que bom, estou faminta! - Aisha se atirou na cadeira, que mexeu com o peso da garota.

Senhor Dillerson: - Aisha, eu já disse pra não se jogar nas cadeiras desse jeito, elas estão velhas e vão acabar quebrando!

Aisha: - Tá bom pai, tá bom... Desculpa, só estava animada pro café...

Senhor Dillerson: - Pois trate de ficar animada sem quebrar a casa inteira. 

Aisha devorou o pão os biscoitos, assim como engoliu em segundos o café com leite. Ela gostava de se arrumar para a escola desde cedo, pois era lenta com isso e não queria se atrasar. Seu melhor amigo Joe iria passar em sua casa para os dois irem juntos para a escola, como de costume. Então, a garota correu para o banheiro e fez uma chapinha em seus longos cabelos castanhos. Ela tinha belos olhos cor de avelã, mas não gostava; desejava ter olhos azuis como sua colega Laura. Escovou seus dentes com pressa, aplicou um pó facial que adorava e um gloss nos lábios. Depois, foi em direção ao seu quarto, colocou seu celular na tomada para carregar até a hora de ir para e escola e com cuidado vestiu seu uniforme; uma saia azul marinho e uma blusa branca, com o logo da escola bordado. 

Aisha: - Hm, acho que estou pronta. Ah, oi Absol, o que foi garoto?

Absol se aproximou de Aisha e deitou em cima de sua cama. A garota sempre levava seu pokémon para a escola, todos os alunos levavam; era como uma tradição. Aisha não tinha nenhuma pokébola, afinal Absol era seu único pokémon, ela nunca foi de batalhar, explorar ou capturar outros pokémon. Com cuidado, Aisha escovou o pelo do mesmo, para deixá-lo brilhante e sedoso. 

Aisha: - Prontinho garoto, agora nós dois estamos prontos. 

Absol: - Aaabsol! 

Aisha: - Haha, sempre fofo! Espera... Já é hora do almoço??! Eu nem vi o tempo passar!! Vem Absol, vou lhe dar sua comida e irei direto pra mesa!

Aisha correu até a área de serviço de sua casa e encheu um pote com ração pokémon, e em movimentos rápidos, serviu Absol. Então, logo depois correu lavar as mãos e se sentou para comer. A senhora Dillerson havia feito bolo de carne, arroz e panquecas; Aisha sorriu em forma de agradecimento e se serviu. Começou a comer apressada e faminta, fazendo o rabugento senhor Dillerson ralhar.

Senhor Dillerson: - Ei, garota, quer comer essa comida mais devagar? Vai acabar se engasgando ou tendo uma congestão!

Aisha: - Desfurpa! Eu só tafa quefendo não me atrafar!

Senhora Dillerson: - Ei mocinha, não coma de boca cheia! Isso é falta de educação a mesa.

Aisha não deu ouvidos aos pais e continuou comendo. Assim que terminou, atirou as talheres ao prato e limpou sua boca com o guardanapo. Correu para o banheiro, escovou os dentes, retocou o pó facial e o gloss; agora estava realmente pronta. Sua aula começava 12:50 e já eram 12:40, logo Joe estaria no portão chamando pelo seu nome.

Aisha: - Vem cá, Absol, deixa eu colocar seu colar. 

Absol usava um colar com uma pedra dourada na ponta, Aisha dizia que era um colar da sorte. Com cuidado, a garota colocou o objeto no pescoço do pokémon branco, que a ajudou a fechá-lo com o longo chifre em sua cabeça. 

Aisha: - Pronto! Está lindo!

Absol: - Aaaabsol!

Logo depois, a campainha tocou; era Joe, batendo palma e fazendo o maior escândalo no portão de Aisha. Ele tinha cabelos ruivos, sardas e era pálido. A única coisa que se destacava em seu rosto era seus grandes olhos verdes, que brilhavam intensamente. Seu companheiro era um belo Blaziken shiny, mas diferente de Aisha, Joe era um treinador pokémon, tinha outros cinco pokémon fortes do tipo lutador (ele queria se tornar um mestre do tipo lutador). Eram Machamp, Breloom, Primeape, Sawk e Mienfoo. Ele e seu parceiro Blaziken faziam a maior farra no portão da garota, e a mesma se sentiu até envergonhada.

Aisha: - Ai meu Deus Joe, o que eu falei pra você? Que vergonha, o que os vizinhos vão pensar?

Joe: - Deixa de ser boba, só estou te chamando!

Aisha: - Chamando, é? Pra mim, chamar é só tocar a campainha e esperar. Bom, só vou pegar meu celular e já estou indo.

Com passos rápidos, a garota tirou seu celular do carregador, colocou o fone, escolheu sua música favorita e amarrou seus tênis. Deu mais uma olhada no cabelo, que estava bagunçado, então ajeitou um pouco usando as mãos. Colocou a mochila nas costas, se despediu de seus pais e correu contra o vento em direção ao portão.

Joe: - Mas que demora, eu e o Blaziken já estávamos impacientes!! Você demora demais, aposto que tava penteando seu cabelo. 

Aisha: - Não interessa, e demoro mesmo, você sabe. 

Joe: - Você trocou o pingente do colar do Absol?

Aisha: - Sim, coloquei um dourado, gostou?

Joe: - Claro, ficou demais! Mas não coloco enfeites no Blaziken, eu prefiro ele assim mesmo haha!

Blaziken: - Blazikeen!

Aisha: - Ah eu prefiro o meu Absol assim, fica mais fofo. Não é, Absol?

Absol: - Aaaabsol!

Joe: - Você que sabe... Então, que matéria vamos ter agora?

Aisha: - Português eu acho... Não me importo com as matérias, só não queria ver a cara daquelas chatas de novo...

Haviam duas colegas de Aisha, Laura e Grace. Elas eram populares e lindas. Laura tinha cabelos loiros lisos até a cintura e olhos azuis claros, um piercing no septo e uma tatuagem de uma âncora no braço esquerdo. Grace tinha cabelos loiros ondulados até o ombro, olhos verde-água e um piercing na língua. O companheiro de Laura era um furfrou, e a de Grace, uma purrloin. As garotas se exibiam por ter namorados, serem festeiras, terem Iphones, serem milionárias e beberem até cair; e zombavam de Aisha por não ter ou não fazer nada disso. Aisha era uma garota normal, com sonhos alcançáveis (ou nem tanto), mas queria muito ser como elas. O problema é que Joe e Aisha não eram bem recebidos na sala de aula. Entrando na escola, a dupla procurou sua mesa, sem antes levar uma piada de mal gosto das loiras.

Laura: - Olha quem chegou, se não é a dupla nerd!

Grace: - Olha pra ela, toda sem noção! E ele então? Foguinho hahahaha!

Joe: - Calem a boca, suas sonsas!

Laura: - Ui ui, o nerd ficou irritado hahah!

Aisha queria se defender, queria defender Joe, mas tinha medo. As belas garotas a intimidavam, afinal eram de uma sociedade rica. Aisha só estava naquela escola porque ganhara uma bolsa de estudos. Então, levou Absol em seu colo até sua carteira, sem dizer mais nada. 

Joe: - Ei, Aisha... Não liga pra elas, tá? São bobas.

Aisha: - Tudo bem, Joe, obrigada... Já estou acostumada mesmo.

Joe sentia pena da amiga, ele odiava aquelas duas, e sabia que poderia derrota-las juntas em uma batalha pokémon; mas só isso mesmo, ele não era popular como elas ou seus namorados. A aula começou, e a professora começou a explicar a matéria. Ambos estavam no terceiro ano do ensino médio, e ambos tinham 17 anos. De repente, a professora fez uma pergunta para a sala.

Professora: - Alunos. Se passássemos o verbo “ver” para, respectivamente, o pretérito perfeito e imperfeito, teríamos as formas?

Aisha: - Viu e via, professora.

Professora: - Muito bom, Aisha!

Laura: *tossindo* Nerd!

A sala inteira riu, Aisha se acanhou em sua cadeira, Joe tentou reanimá-la. A professora estava dando sermões na turma, mas nada adiantava. Logo a aula de português passou, Aisha, Absol, Joe e Blaziken foram juntos a quadra para jogar vôlei, pois agora era hora da educação física. 

Professora: - Certo, deixem seus pokémons ali do lado e eu escolherei dois capitães para escolherem os times. 

Todos deixaram seus pokémon ao lado da quadra, mas Aisha e Joe sabiam que iriam ser os últimos a serem escolhidos. A professora escolheu Laura para ser uma capitã e Pedro, um outro aluno para ser o outro capitão.

Laura: - Eu escolho... Grace!

Grace: - Oba hihihi!

Laura e Grace eram péssimas no vôlei, mas não se importavam, quem dissesse que as duas eram ruins, provavelmente seriam metralhados com palavrões e injúrias. Eram seis jogadores para cada time, faltavam um no de Laura e um no de Pedro, só sobraram Joe e Aisha (sim, a turma era extremamente pequena) então Pedro escolheu Aisha e Laura escolheu Joe.

Laura: - Preferia até um Magikarp do que esse mané!

Pedro: - Nem fala, eu preferia até uma pulga do que essa garota! Hahaha!

Os dois ficaram tristes, mas jogavam vôlei muito bem, e deixaram a turma e a professora impressionados. 

Laura: - Hunf, não importa. Você ainda é uma merdinha sem noção.

Aisha: - Pelo menos eu mando a bola para o outro lado e marco pontos, já você e sua amiguinha, não encostam na bola para não quebrar a unha, e depois não querem ser xingadas.

Toda a turma comemorou a resposta de Aisha, principalmente Joe, que abraçou Aisha com carinho, quase encostando seu nariz no dela. A mesma corou, mas continuava feliz, afinal nunca teve coragem de falar nada. Laura apenas olhou com uma cara de nojo e virou o rosto, o mesmo fez Grace. 

No final da aula, a dupla e seus pokémon voltaram para casa juntos como sempre. 

Joe: - Hey, o que foi aquilo? Você mandou muito bem!

Aisha: - Obrigada... Só achei que ela precisava de uma resposta digna. 

Joe: - E que digna eim! Adorei!

Aisha: - Haha, obrigada, bobo!

Os dois estavam na frente da casa de Aisha, e Joe a abraçou para se despedir, algo que ele nunca tinha feito antes.

Joe: - Até amanhã, minha campeã.

Aisha: - A-até...

Joe abanou de longe e sorriu, Aisha estava corada e não sabia o por quê, apenas abanou de volta timidamente e entrou em sua casa. O que foi aquilo? Ela não fazia ideia. Mal deu um oi para seus pais e correu para seu quarto. Pegou algo pra beliscar se jogou na cama, Absol fez o mesmo. Amanhã era outro dia, tendo que enfrentar aquelas vagabundas. Pelo menos, não estava sozinha. Ah, Joe...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...