História Uma curva na estrada - camren - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camilacabello, Camren, Fanfic, Laurenjauregui, Lesbian
Visualizações 236
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E que comece os capítulos....

Capítulo 17 - 16 - capítulo


Camila POV

O dia amanheceu com um sol rachando lá fora. Esfreguei meus olhos com a costa das minhas mãos. Olhei para o lado e vi que a Lauren ainda dormia. Eu queria levantar mas não queria que ela acordasse já que a porta era bem barulhenta. Peguei meu celular que eu tinha colocado de baixo do meu travesseiro e fiquei mexendo no mesmo. Olhei minhas redes sociais, fiquei curtindo as fotos de conhecidos meus e da minha querida Adele no Instagram. Meu celular vibrou com mais uma notificação que tinha acabado de chegar, quando eu olhei de quem era, era da Dinah no whatsapp.

_ Mensagem whatsapp _

- Você já está acordada? - Dinah perguntou

- ‎Acabei de acordar - respondi

- ‎ Você não vai descer? - perguntou-me

- ‎Eu vou sim, só estou esperando a Lauren acordar por quê a porta faz muito barulho - falei

- ‎mas já está assim é? - perguntou-me

- ‎nem começa, Dinah - falei

- ‎mas convenhamos que vocês duas faria um casal lindo, né? - falou

- ‎dinah... - chamei sua atenção.

- ‎tudo bem, mas você ainda vai me dar toda razão disso - falou - não irei mas tocar nesse assunto, mas só desce logo por quê estamos esperando vocês para tomar café. - falou novamente

- ‎obrigada! Já vamos descer - falei

_ mensagem whatsapp encerrada _

- dedos nervosos ein - Lauren falou tirando minha concentração do celular

- ‎bom dia pra você também, Lauren - falei

- ‎bom dia, Camila - Lauren falou

- ‎você dormiu bem? - perguntei-lhe

- ‎dormir sim, e você? - perguntou-me

- ‎sim, dormir - falei - estava te esperando acordar pra levantar por causa da porta barulhenta e eu não queria te acordar. - falei sentando na cama

- ‎ai que gracinha, não queria me acordar - falou fazendo graça e sentando na cama também. - mas não tem problema não, você pode levantar e abrir a porta quando eu tiver dormindo. - falou novamente

- ‎entao tá bom - falei

- ‎vai usar o banheiro primeiro? - perguntou-me

- ‎se quiser ir pode ir - falei

- ‎ tá bom - falou concordando.

Aproveitei que Lauren foi para o banheiro fazer o que tinha que fazer. Levantei da cama, fui até o armário que tinha ali e peguei um short curto jeans e uma blusa comprida preta. Troquei de roupa rápido já com o biquíni de baixo das roupas. Lauren saiu do banheiro e eu aproveitei para entrar no mesmo. Fiz minhas higienes matinais, passei um protetor solar já que estava com um sol quente. Sair do banheiro e Lauren como sempre já tinha descido. Fui descendo de vagar as escadas e entrei novamente pela a porta que dava acesso para a varanda.

- Bom dia - falei pra todos que estavam ali.

- ‎bom dia - eles falaram juntos

Sentei em uma cadeira vaga que tinha ao lado da ally, peguei um pão e comecei a passar manteiga nele. Coloquei meu café em uma xícara e comecei me deleciar com as coisas que tinham na mesa. Depois de um tempo comendo e com a barriga cheia. Levantei da mesa e fui deitar na rede já que a vista era linda e nada melhor do que ficar observando a paisagem deslumbrante que tinha.

Acabei pegando no cochilo, não sei como eu consigo, é só encostar que eu durmo. Escutei alguém me chamando. Mas não abrir os olhos pra ver quem era. Continuei dormindo e comecei a sentir alguém me cutucando. Acordei um pouco puta por quê eu odeio ser cutucada quando eu pego no sono. Abrir meus olhos contra minha vontade.

- Oi - falei estressada

- ‎Oi Camila - Lauren falou - desculpa ter te acordado, mas queria perguntar se você gostaria de dar uma volta pela o sítio? - perguntou-me. Ela não sabia que eu acordava de mal humor e não tinha culpa também.

- ‎Vamos sim - falei - deixa eu só passar uma água no rosto que vamos - falei novamente e Lauren concordou.

Levantei da rede, fui ao banheiro que tinha aqui em baixo e joguei uma água gelada em meu rosto para que espantasse todo o sono que eu tinha. Sair do banheiro e fui de encontro a Lauren que estava encostada na parede que tinha ali.

Cheguei por trás dela e falei: cuidado para você não ficar mais branca que você já é encostada nessa parede - falei rindo já que a blusa dela era preta e a parede branca.

- aí que susto, mulher! - falou virando e colocando a mão no coração - você é sempre assim engraçadinha ou é só hoje? - perguntou-me.

- ‎vou deixar você no mistério com essa pergunta - falei dando nos ombros e saindo na frente dela.

- ‎dar pra me esperar? - gritou correndo até a mim

- ‎dar sim - falei parando

- ‎muito obrigada - falou

- ‎os outros não vão vim ? - perguntei-lhe

- ‎não vão não - falou

- ‎vai só nós duas? - perguntei-a

- ‎sim... tem algum problema? - perguntou-me

- ‎não, claro que não - falei

- ‎então vamos? - Lauren perguntou

- ‎vamos sim - falei sorrindo

Começamos andar por toda parte daquele sítio que por sinal era imenso, cada parada Lauren registrava no seu celular; flores lindas, árvores com seus frutos, macacos em árvores pulando em galho em galho, borboletas de toda as cores. Fiquei observando aquele lugar para guardar em minha memória esses momentos maravilhosos que a natureza me proporciona.

Continuei andando pelo o lugar com a Lauren, até que eu sentir alguma coisa pousando no meu ombro e quando fui olhar com calma. Era uma borboleta amarela. Fiquei sorrindo feito boba pra ela. Até que Lauren me olha sem entender o motivo deu estar sorrindo e me pergunta:

- por que você está sorrindo? - perguntou-me

- ‎pela a borboleta ter pousado no meu ombro - falei ainda sorrindo olhando pra ela.

- você gosta de borboletas? - perguntou-me ainda confusa.

- ‎gosto sim, principalmente o que ela simboliza - falei normalmente.

- ‎e o que ela símboliza ? - perguntou-me curiosa

- ‎cada cor de borboleta simboliza alguma coisa. Essa foi amarela que posou em meu braço e ela simboliza uma nova vida, numa analogia às flores da primavera, cuja cor predominante é o amarelo.

- ‎nossa. Que lindo! - Lauren falou

- ‎Muito lindo né? - concordei com ela

- ‎eu não sabia disso, irei pesquisar mais coisas sobre elas - falou me olhando.

- ‎faz isso mesmo e depois me conta - falei

- ‎pode deixar. Agora podemos ir? - perguntou-me

- ‎claro que sim. - falei

- ‎vamos andar naquela trilha ali, quero te levar em um lugar que você nunca viu igual - falou animada

- ‎vamos, por favor - falei começando a me animar - mas não é perigoso? - perguntei-a levantando uma das sombrancelhas.

- ‎claro que não, é bem tranquilo - falou

- ‎então vamos - falei concordando

Lauren enfiou seu braço no meu, não recursei, apenas lembrei da época de escola. Fomos caminhando pela a trilha rindo, conversando sobre assuntos diversos. 


Notas Finais


De acordo que eu for escrevendo, eu vou postando.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...