História Uma suicida e um psicopata - Capítulo 47


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Auto-mutilação, Drama, Psicopata, Revelaçoes, Suicidas
Visualizações 38
Palavras 816
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ooi genteeeh, td BM??? Entao mas um capitulo dessa historia, espero q gostem bjssssss

Capítulo 47 - A academia (parte -1)


Fanfic / Fanfiction Uma suicida e um psicopata - Capítulo 47 - A academia (parte -1)

    ~narração -Isabela

-que foi perdeu algo por aqui? -digo sendo sarcástica. 


Eu e jack entramos no carro e Jay fecha a porta de casa, coloco Maia no banco de tras, ela se aconchega em sua caminha que eu havia trazido para ela. Quando olho pro lado Jack está sorrindo encantadoramente para mim. 


-que foi jack? 

-sei lá... Você é bonita de se admirar. 

-serio?? Kkk obrigada. 


         ~horas depois 

E em umas horas ja estavamos fora da cidade, o lugar onde eu havia feito varias lembranças boas e ruins, e também foi onde aprendi o que é amar de verdade. 


[…]


Eu estava deixando tudo o que havia conhecido para trás, todos os que eu havia conhecido iriam ser apenas lembranças que eu guardaria muito bem no meu coração, um recomeço as vezes é bom, quando seu mundo é composto por psicopatas e um passado cabuloso um recomeço é essencial , pra você esquecer das magoas e desafios não completados, mas será? Será que agora vai ser diferente? Tenho medo de nao ser , mas sei que Jack vai estar ali comigo, mesmo que tudo desabe, mesmo que o mundo vire as costas pra mim, ele sempre esteve, eu que nunca percebi isso, mas agora tudo vai mudar, eu vou mudar e quando eu voltar aqueles que pisaram em mim vão se arrepender de ter nascido. 


-isa? 

-oi?

-cê ta bem? 

-to sim, só meio cansada. 


Jack olho no relogio do carro e se vira para mim. 


-são 19:08, tenta dormi um pouco. 

-vou tentar. 


Pego meus fones e coloco uma musica no volume máximo. Obs:Blackbear-cars, clothers and calories. 

Pra mim essa era a melhor música do momento, e era um tipo de música que me fazia dormir rapido. 


[…]


Não demora muito para mim acabar pegando num sono. 


~algumas horas bem longas depois 


-isa?? Acorde. 

-oi?? 

-já chegamos. 


Quando olho para frente vejo um portão enorme, devia ter uns 4 metros de altura, os muros eram maiores ainda, o ceu estava completamente estrelado e a lua cheia estava iluminando praticamente todo o caminho. 


-vou ali no interfone ta bom? -diz ele tirando a chave da ignição. 

-okey, mas volta logo. 

-ta bom. 


Ele abre a porta do carro e uma corrente de ar entra, me arrepio toda, pego meu moletom e o coloco, e não posso me esquecer da minha toca preta, estava realmente frio ali, eu ja podia dizer Adeus a minha antiga cidade queitinha, onde as miseras correntes de ar que tinham eram quentes, mas aqui você praticamente cogela se sair na rua. 


[…]


Jack volta e liga o carro novamente. Os grandes portões se abrem, e Jack entra com o carro, olha se fora dali ja era grande então imagina dentro, era maior ainda, a academia parecia uma mansão, só que de filme de terror, o jardim era até que bonito, tinha um chafariz bem no meio dele, as flores eram vermelhas e a grama era bem verde, jack dirige até uma enorme garagem, onde havia bastante carros até, ele estacionou e olho pra mim. 


-pronta? 

-Para que exatamente? 

-para o inferno. 

-como assim? 

-ja estive aqui antes e esse lugar sem duvidas é o verdadeiro inferno. 

-serio? M-mas porque? 

-quando você entra nesse lugar você sente como se estivesse perdendo 50% de sua insanidade. E se você tem um trastorno mental muito raro eles fazem você acreditar que é louca, e você começa realmente a acreditar. 

-meus deus!!!! Preciso sair daqui!!! 

-calma, pra isso que eu estou aqui, nao vou deixar que façam com você o mesmo que fizeram comigo. -okey... 


Eu e jack saimos do carro, maia logo ja desce tambem e olha o local em volta, por algum motivo ela parecia estar com medo, não queria desgrudar de mim, eu e jack tiramos as malas do carro e fomos até a porta de entrada, uma mulher muito esquisita nos atendeu. 


-ola, vocês devem ser Jack e Isabela .

-isso mesmo Sr. Margaret. 


ela olhou com desgosto para jack. 


-entrem! 


Ela nos mostrou nosso quarto e disse um monte de regras e horarios. 


[…]


Jack ja sabia aquelas regras de cor, ao contrario de mim que não entedeu nada do que ela disse. 


-vai ficar com a cama de cima ou de baixo isa? 

-posso ficar com a de cima? 

-pode. 


Eu e ele nos arrumamos ali, eu ja comecei trocando os lençóis daquela cama, e ele tambem, coloquei as roupas de jack e minhas dentro de um grande armario que ali havia, e me joguei em cima da cama. 


Maia ficou miando ao lado da cama de jack. 


-ain, desculpa maia esqueci de suas coisas. 


Pulei da cama e desfiz a mala que eu havia colocado as coisas de maia, coloquei a cama dela ao lado do armario, e as latas de comida e de água ao lado da porta. Ela ja foi logo comer.

-nossa voce esta com fome mesmo. 


Novamente me deito na cama e adormeço. 


       







Notas Finais


Aceitando criticas e ideias.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...