História Una Storia Che Vale - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Pausini, Michael Jackson
Personagens Personagens Originais
Visualizações 11
Palavras 828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leituraaaaaaa!

Capítulo 8 - A Cafeína Subiu!


Fanfic / Fanfiction Una Storia Che Vale - Capítulo 8 - A Cafeína Subiu!

6 anos depois

 

Joguei tudo que estava em minhas costas – vulgo guitarra – estava exausta de mais uma noite de shows. Olhei no relógio e eram exatamente 03:00 AM. Meus olhos estavam pesando tanto, procurei por um café e meus empregados mal tinham feito algo, vou demitir todos que não fazem café para mim. Cazzo! Preciso ficar acordada por um determinado tempo hoje, fora que irei na gravadora ainda hoje. Cabelo para fazer, corpo para exercitar, cabelo para fazer...

AAAAAAAAAH!

São muitas coisas para minha pessoa extremamente cansada fazer. Cazzo! Mil vezes cazzo!

Ainda me pergunto como consigo seguir essa carreira exaustiva que tenho, é um tanto quanto gratificante, mas, ao mesmo tempo cansativo ao extremo.

- Marta, por favor, faz um café pra mim? – pedi para minha amiga, a mesma sacou-me o dedo do meio e aceitou. – desisto dessa vida de cantora!

- Quem diria... A rainha latina Laura Pausini desistindo de sua profissão favorita. – falou enquanto ia até a enorme cozinha de minha casa.

- Hahaha bela piada. – ironizei. – você sabe o duro que eu dou nesta profissão. É uma droga seguir o coração...

- Uhum. Ainda mais quando se toma um pé na bunda. – riu. Ok, essa velha piada sobre o Michael ter me dado um “pé na bunda”.

Dois anos depois do “pé na bunda” como diz Marta, que levei, finalmente gravei a música e o vídeo-clip de “Inesquecível”. Mas minha música favorita ainda é “La Solitudine”, porque é a-q-u-e-l-a música maravilhosa, com todas as letras da palavra.

No final deste mês irei gravar “Dare To Live” com Andrea Bocelli, presta bem atenção ANDREA BOCELLI! Esse homem é minha grande inspiração, quando soube de sua participação em minha música tive um leve ataque cardíaco, mas agora estou recuperada e lá vamos nós.

Durante essa semana estive em hospitais e algumas associações ajudando crianças e pessoas, foi tudo tão gratificante. E olha que nunca sou de elogiar nada e blá blá blá.

- Hoje vou surdar todos os meus vizinhos! – falei pegando o controle e ligando a tv juntamente com a caixa de som. Procurei por minha playlist do Oasis, até encontrar “Live Forever”.

Já na intro da música comecei a cantar como se não houvesse amanhã, Marta me olhou como se fosse um ET e eu apenas ria de sua feição.

- Lau, responde uma coisa: quantas horas faz que você não dorme?

- Faz... Vinte e quatro horas agora. – procurei por minha caixa de cigarros enquanto ia até a janela acender um de meus melhores amigos.

- Ok... Tá explicado. Só não chore quando chegar em Stop Crying Your Heart Out, obrigada sua irritante. – mandei um beijo para ela enquanto via a mesma subir a imensa escada de casa e parando no meio da mesma com uma xícara de café. – cazzo! Vou ficar surda.

Marta é a mulher mais fresca que conheço, a minha ragazza às vezes parece querer que eu enfie essa xícara de café abaixo de sua goela, quando começo com meu som alto e ela reclama. É quase minha irmã.

Perdi um quase namorado e ganhei uma irmã, isso é bom... Eu acho.

- Olha isso! – berrou Marta. – Deeeeeeeeeeeus! Noel Gallagher é lindo demais! – falava enquanto na tv passava a música que a mesma mencionou há minutos atrás. – estou morrendo Lau.

- Deveria desligar essa droga, já que tu ficou atrapalhando minha música favorita.

Sentei-me na escada enquanto bebia o café e vendo-a cantar como uma louca.

- Toooooonight i’m rock ‘n’ roll staaaaar!

- Misericórdia. – ri enquanto a via cantar a música como uma pessoa normal que é. – ok, a cafeína subiu demais!

- Cazzo! Essa música é boa demais... Calma..., cadê meu café? – ergui o copo a qual pertencia à ela. – filha da...

- A cafeína subiu demais na sua mente, bambina. Pardon. – gargalhei.

E mais uma vez viramos a madrugada cantando diversas músicas do Rock. Ou seja, mais uma noite normal pela qual estávamos vivendo, a minha “irmã” mais nova um ano é apenas uma criança ouvindo qualquer banda de Rock, em principal Oasis.

 

[...]

 

As malas já estava feitas e estávamos indo para Londres, Marta em especial animada pelo efeito da madrugada. Ou ela dormia, ou entrava num coma denominado por Oasis, café e droga não se dão com Marta Cavalcanti.

- Eu acho que vou vomitar. – Marta disse quando estávamos entrando no avião. – revirei os olhos e mandei ela ir nos banheiros do fundo antes que eu a fizesse vomitar ali mesmo.

Fechei os olhos durante o voo todo, apenas voltei a realidade quando já havíamos pousado em Londres. Manchester, aí vou eu. Mentira!

Marta desceu primeiro e logo eu em seguida, fomos para o hotel e nos deitamos em nossas respectivas camas.

Uns trinta minutos depois estavam batendo desesperadamente na porta. Xinguei uns cem palavrões a cada passo e por fim atendi a porta e me deparei com Fred ali mesmo.

- Fred? – franzi o cenho.

- Preciso falar contigo, e é sobre o Michael!


Notas Finais


Arrivederci xuxus meu.

E...
Beijinho na bundinha de você! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...