História Vampiro Vs Mistos. .. - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Cordelia, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yui Komori
Tags Diabolik Lovers
Visualizações 10
Palavras 861
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 17 - Eu te odeio, mas me odeio mais por que eu percebi que te amo


Fanfic / Fanfiction Vampiro Vs Mistos. .. - Capítulo 17 - Eu te odeio, mas me odeio mais por que eu percebi que te amo


Me acordo em um quarto escuro, bom...Eu acho que é um quarto, está tudo completamente Preto não  consigo ver nada.

Não consigo escutar alguém respirar ou algo do tipo realmente um silêncio de arrepiar os cabelos, mas apesar de tudo consigo sentir a presença de mais alguém e quando tento me mexer, não consigo sair do lugar mas sinto algo apertando meus pulsos, isso são algemas e esse barulho são corrente ligadas a algema? O que diabos é que ta acontecendo?

Escuto Passos vindo até mim e uma mão agarra meu cabelo fazendo com que meu pescoço ficase a mostra, a tal pessoa sussurra em meu ouvido às seguintes palavras:

Laito: Pronto bitche chan só por que vc quase matou a Yui, motivo não sei e nem quero saber mas só por ter posto um dedo em um fio de cabelo dela, agora vc vai ter o que vc merece!

 Aquele puxão de cabelo doía mas não tanto quantos as palavras que ele me dizia, sim, agora adimito que eu estava morrendo de ciúmes pois ele estava querendo ela e nao eu...mas não conseguia pensar em nada fico apenas de boca calada, esperando ele fazer aquilo que ele estava pensando logo.

   Laito:já que eu ainda sou seu Mestre e vou sempre ser, você vai ter que fazer tudo que eu dizer se nao quiser que eu adicione mais um castigo...

 Fico calada escutando o que ele diz, mas fico  com os olhos fechados não queria encontrar seus olhos pois sabia que eles estavam queimando de ódio.

Laito: abre os olhos não estou falando com a parede e sim com vc!

Mantenho os olhos fechados ainda, então ele me avisa:

Laito: Eu nao vou falar de novo...abra logo a poha desses olhos!!!

Ele fala com raiva e me joga com toda força na parede, com toda força não se não eu já teria quebrado a parede...Eu não emiti nenhum som quando minhas costas vão com tudo na parede.

Ele pega em meu queixo o alevantando e abro os olhos lentamente, ele estava péssimo mesmo no escuro consigo ver perfeitamente sua cara de tristeza e raiva.

Laito : o castigo só acabará quando vc chorar...pelo menos uma lágrima só. ..

Continuo olhando pra ele, o mesmo me solta e vai até algum lugar desaparecendo totalmente, depois de um tempo sem escutar seus passos escuto um barulho cortante e logo depois seguido de uma dor em meu corpo.

Solto um grito de surpresa e dor, o que é isso?

Sinto novamente a pancada só que agora em minha coxa, depois em meus braços e outras regiões várias vezes seguidas, mas o que eu fazia era só gritar mas nenhuma lágrima saia de meu rosto.

Ele me pucha para mais perto do mesmo, claro, ele me pucha pelo cabelo me ajoelhando aos seus pés de primeira não entendo o que ele ia fazer mas logo em seguida vi com meus próprios olhos.

Sinto a região de meu rosto arder, ele tinha me dado um tapa forte fazendo meu rosto virar de lado, começando a distribuir vários tapas pelo meu rosto.

Até que ele se irrita e da um murro em minha barriga me fazendo cospir sangue mas nada minha expressão era fria e sem sentimentos.

Depois de ter tentado de tudo ele já tinha me espancado muito fazendo alguns lugares do meu corpo ficarem roxo,outros com diversos ferimentos e etc...por último ele morre meu pescoço com um certo nojo falando que meu sangue era algo desprezível e nojento, eu já estava quase em meu limite apezar de não ter chorado antes.

Havia algo a mais eu sabia disso desde que ele parou com suas agressões e eu escutei uma voz familiar mais não sabia de quem falar:

*****: seja rápido não quero perder tempo com vc...

A voz fala com desprezo para Laito, fico novamente com a cabeça para baixo.

As luzes acendem e Laito ordena para eu alevantar a cabeça, faço o que ele ordena vendo lá no canto Yui tímida como sempre, Laito me olha de canto de olho, Como se avisa para eu não tentar nada.

Ele anda calmamente em direção a Yui trazendo ela para perto dele, o mesmo fica atrás dela, acho que já sei o que vem pela frente e isso é algo que eu não queria ver de jeito nenhum...Laito afasta os cabelos de Yui.

Eu olho para o Chão não querendo ver aquela cena, então Laito se zanga e fala:

Laito: Não olhe para baixo ! Estou falando com vc!

Olho novamente para ele e o mesmo aproxima seu rosto do pescoço de Yui logo dando uma mordida na mesma, ela faz uma expressão de dor.

Quero desviar minha atenção deles mas a ordem de Laito me faz pensar melhor, logo depois que ele termina de chupar o sangue dela, eu abaixo minha cabeça e deixo uma lágrima escorrer pelo meu rosto.

Me levanto do chão e olho para as correntes que tem em meus pulsos faço um pequeno esforço e as mesmas cai  no chão, estranho q eu não conseguia tirá las antes.

Corro para meu quarto saindo daquele lugar que tinha aparência de uma prisão, subindo as escadas rapidamente,quando chego na mesma tranco a porta e me deito na cama chorando, mesmo sabendo que Laito tinha a copia da chave do quarto.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...