História Vanpire. {Jikook} - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, V, Xiumin
Tags Jikook, Kookmin, Mpreg, Namjin, Universo Meio Abo
Visualizações 228
Palavras 2.215
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeong pessoas~
Demorei será? Acho que só um pouquinho ლ(´ڡ`ლ)
Então, eu tinha perguntado algum tempo se vocês queriam a treta de quando o Jungkook deu o Loko da primeira vez, então eu fiz. Mas ainda voltando pra história atual que estavamos.

Esse é o penúltimo cap da treta, eu espero que gostem ~(˘▾˘~)

Então~

Boa leitura 📖

Capítulo 34 - Descontrole II - chamas pretas


Fanfic / Fanfiction Vanpire. {Jikook} - Capítulo 34 - Descontrole II - chamas pretas




Aquele dia importante.. eu estava tão feliz. Minha, Minha família! Crescendo...


Logo depois de Jungkook concluir seu preparamento, e dai ter parado de envelhecer e assim começar seu aprendizado para controlar a sede, foi um dois momentos mais felizes da minha vida já que eu não o podia transformar em Inpu, ele teve que fazer esse treinamento com Namjoon. Bambam também tinha se tornado um Vampiro, então Jungkook não aí seguir com aquilo de seu irmão ser seu porte. Outro motivo pelo qual eu estava feliz, mas também..

58 membros na família, para um clã que tinha sido exterminado há décadas, os Inpus estavam voltando. E eu estava orgulhoso e radiante por estar trazendo minha espécie de novo. Sei que não são muitos números e que nem todos desses 58 membros da família são Inpus, mas é como se fôssemos uma raça só...

Naquele dia eu me sentia feliz, mas eu tinha um pressentimento muito ruim também, que fazia tempo que não sentia fortemente daquela forma...



Jin sempre teve esses pressentimentos, nunca deixou de tê-los, mas o mesmo não sabia se sentir aquilo era uma coisa boa ou ruim. Já que sempre que sentia isso, algo ruim acontecia, e agora se encontrava pensando no que poderia está errado para sentir aquele aperto no peito.


você está pensativo hoje. – Chen falou com um sorriso radiante, tirando Jin de um pequeno transe.

Ela era tão linda. Muito mais velha do que Jin, mas não envelhecida, seu rosto era belo como o de uma jovem de 17 anos. Puros não são vampiros, mas não envelheciaam, mas podiam perder isso se si relacionarem com humanos. Assim perdendo sua pureza.

Os cabelos de Chen, que outrora eram loiros, foram mudando com o tempo, de cinza até chegarem em um tom branco que a deixava linda, e foi esse cor que prendeu a atenção de Jin por um tempo, mas logo direcionanso seus olhos para a face da mais velha.

algo aconteceu?

não, eu só estava com um mal pressentimento agora a pouco... Como se algo fosse acontecer sabe? – Chen ficou olhando estática para o Inpu castanho, talvez com um pouco de surpresa?

deve ser coisa do cosmo.. você ainda não sabe como lidar com ele?

sei, aprendi muita coisa de como ele pode ser útil pra mim. – ela sorriu e assentiu.

então, não pense que vai escapar, hoje eu quero comer sua comida! – Jin sorriu com a declaração que saiu divertida dos lábios da Pura.


Logo os dois foram para dentro da mansão. Horas tinha se passado, e as coisas não podiam ser mais agradáveis na perspectiva de Jin. Alguns garotos estavam brincando na frente da mansão, dava para ouvir as falas e conversas divertida que aquele grupo de Inpus vampiros soltavam, deixando aquele ambiente na floresta agradável e divertido. Mas logo isso se foi com um grito feminino estrondoso de uma das meninas que estavam brincando na frente da mansão.

Parecia que algumas coisas voavam contra a casa, fazendo barulhos de batidas nos telhados e com um som da madeiras da casa quebrando.

Jin foi correndo para fora, quando viu um garoto, aparentemente já morto, nos braços da provável garota que gritou. Jin não estava entendendo o que estava acontecendo, só notou quando todos já estavam para fora com olhares um tanto assustado e intimidantes, mas impressionados.

Eram muitos...

Pessoas em roupas roxas... Como Jin abominava aquela cor. Pedras grandes eram jogadas de encontro a sua casa derrepente aquilo se tornou um campo de batalha, onde seus "filhos" lutavam contra aqueles de roupas roxas. Jin estava estático no meio de tudo aquilo...


O que está acontecendo?

Onde está Namjoon e os outros? Por que minha casa está sendo destruída?


Seu psicológico se recusava a cooperar com sigo, Jin era a pessoa mais atordoada em questão de perdas. Simplesmente não queria processar. Mas logo ali, estático, teve visão de Chen, brigando com uma pessoa que conhecia bem. É que não queria nunca mais ter se reencontrado, nunca tinha abominado tanto fios vermelho.. e pela ironia do destino, seu filho tinha nascido com a mesma cor de fios.



Os dois brigavam intensamente, mas o de cabelos vermelhos, Walker, tinha em seu rosto um sorriso macabro, mesmo naquela situação, enquanto Chen usava tudo de si, pois a mesma era forte, mas não foi suficiente...

O ser de Jin gelou completamente, seus olhos se arregalaram e logo arderam soltando lagrimas grossas com que tinha acabado de presenciar.

Walker perfurou, literalmente, o peito da Pura com sua mão, travessando a mesma. Logo jogando aquele corpo em qualquer canto.

que decepção... Pensei que você era mais forte que isso. – falou o vampiro de madeixas vermelhas, limpando suas mãos em sua roupa. Logo sendo surpreendido por um soco, tento em seu rosto um sorriso sínico e má vendo a pessoa que o desferiu.

DESGRAÇADO! – Jin começou a lutar com aquele, os dois em uma velocidade grande enquanto distribuiam e se desviavam de golpes. Jin estava com seus olhos vermelhos, tanto pelas lagrimas tanto pelo ódio que estava sentindo.

não fique assim Jin, você já sabia que isso aconteceria se não escolhesse meu lado, eu falei que aí destruir você... Agora eu só estou cumprindo o que prometi. – sorriu maldoso.

SEU-...! COMO EU PUDI UM DIA TER AMADO VOCÊ!? – Jin tentou novamente acerta-lo, mas sem sucesso.

Sim, Jin já tinha amado aquele homem e por um momento em sua vida, achou que ficaria ao lado dele para sempre, até esse destruir sua primeira família.


Walker sorriu com aquela declaração de Jin, logo conseguindo desferir um chute no estômago do Inpu que voou batendo suas costas contra algo duro. Foi uma árvore? Jin não sabia, havia sido tão brutal e forte que Jin poderiam ter desmaiado, mas não aconteceu.

você sabe por quê... – falou indo até o castanho que tinha sua cabeça abaixada – você é uma putinha que me trocou tão rápido por aquele Namjoon que nem como você trocaria de roupa. – pegou Jin pela camisa agora o colocando de pé encarando o mesmo – também me pergunto como pudi ter amado um traidor que nem você.. – o empurrou novamente e seguiu deixando Jin com suas costas encostadas na mesma árvore que foi jogado.


O que estava acontecendo?


Um massacre.



Jin já via sua casa com algumas áreas destruídas e em chamas, alguns corpos conhecidos jogados pelo chão, era uma imagem de terror para si. Suas lagrimais voltaram ao presencia que tudo estava sendo destruído de novo... Mas nada foi mais horrível, quando teve imagem.. de chamas pretas e um único ser que parecia estar entre elas sem sofre dano.

Jin levantou deixando aquela fraqueza, mas agora tão surpreso e assustado.

Aquele... era Jungkook? Jin não sabia dizer. Seus olhos eram macabros, aquelas chamas ao seu redor, parecia que o mesmo estava trazendo o inferno para aquele lugar.

Estava faltando muita coisa para Jin contínuar em pé, mas assim que viu Walker, que igual a ele presenciava o massacre e o banho de sangue que Jungkook fazia naquele lugar. Mesmo com isso, ele não olhava assustado para o garoto cercado de chamas. Seu sorriso de dentes a amostra era tão grande e bizarro que fiz Jin ganhar uma expressão incrédula e surpresa. Um turbilhão de sentimentos.


Walker percebeu que estava perdendo seu "aliados" estavam sendo destruidos. Mas não ligava...para Walker, aquilo que era um prêmio, queria Jungkook em sua organização... Nunca tinha visto, o moreno parecia uma besta ou até comparado com um ser sobrenatural.

Walker sorriu pequeno para aquela imagem e logo mandou os que ainda estavam vivos, de seu lado, darem retirada. E logo todos aqueles de roupas roxas sumiram da visão dos que ainda estava na frente da mansão.


Jungkook tinha queimado corpos até de seus aliados, havia machucado seu próprio irmão quando o mesmo tentou o impedir, ele não estava consciente daquilo. Mas não pode evitar ser descontrole...



Logo Jin sentiu um abraço forte, só percebendo quem era quando a pessoa tinha desfeito o abraço, era Namjoon que tinha a cara mais preocupada do mundo examinando Jin de cima a baixo.

que bom que está bem! – abraçou o castanho novamente logo desfazendo o abraço agora o olhando seriamente – precisamos fazer algo para parar aquilo. – se referiu a Jungkook – e já tenho um plano.

Jin assentiu com aquilo. Namjoon foi para a frente de Jungkook chamando sua atenção, logo usando seu poder e assim entrou dentro da cabeça do garoto. Era o tempo que Jin usaria seu cosmo para tentar parar aquilo, toda a tensão do corpo do garoto e tentar o relaxar, mas estava sendo tão difícil para Namjoon manter Jungkook ali.

As chamas de Jungkook pararam graças a Namjoon que sofria em dentro da cabeça do garoto. Aquilo era horrível, Namjoon sentia seu ser queimar só de estar lá dentro. Os únicos pensamento de Jungkook, eram a vontade de querer incêndiar todos com aquelas chamar pretas. Sua mente só tinha caos, Namjoon não aguentava mais controlar o garoto, mas não era mais preciso, Jin teve sucesso com aquilo conseguindo trazer Jungkook de volta.

Jin tinha um sorriso grande e grato por ter feito Jungkook larga aquela forma, vendo que o garoto agora só estava desmaiado, mas bem.




Mas o que adiantava se isso poderia acontecer de novo?

.

.

.

Jin tinha voltado a seu passado, parecia que sua vida se passava em sua cabeça enquanto estava na sua sala "hospitalar" tentando salvar Jimin. O loiro sofria por fratura em vários de seus ossos sem contar da dor estrema que sentia em seu baixo ventre. Taehyung estava em pânico, só seguia tudo que Jin mandava o fazer.

Jin pensava em tudo aquilo, e enquanto preparava tudo para um parto provavel que iria acontecer, pensava em Jungkook, de como iria poder cuidar daquela situação se estava com Jimin agora? Como traria Jungkook de volta se não estava lá?



Esse que estava a procura de alguém...


Jungkook viu aquele corpo, um ser loiro com uma pequena barriguinha sendo carregado e levado para longe de si, ele queria muito estar com aquela pessoa, estava desesperado para estar ao lado dela, mas uma coisa consumia todo seu corpo. Seu corpo e sua mente tinham necessidade de encontrar a pessoa que tinha machucado o loiro mais cedo, mas no meio de todas aquelas outras, ele não estava encontrando quem queria. Jungkook mataria um por um se não achasse uma mulher... Ruiva.


Alguns cantos do corpo do moreno já eram corberta por chamas pretas, mas pequenas.

Jungkook parecia ser controlado por instintos, sua audição e seu alfato pareciam estar tão sensível, não sabia se era por causa de seus poderes, mas podia escutar tudo ali, cada momento... E logo pode senti aquele cheiro, que para ele era desagradável. Jungkook se virou e pode ver aquela ruiva, que tinha suas roupas um tanto que destruídas e sujas, os olhos dessa logo se arregalaram ao ter Jungkook agora perto de si.

Um chute foi dado na ruiva, a fazendo voar pra entra da floresta, logo parando ao bater em uma árvore abrindo uma clatera na mesma.

Jungkook já estava no local que a  ruiva estava. A imagem de Jungkook era assustadora para Sook. Sabia que Jungkook tinha esses poderes, mas não que eram tão assustadores daquela forma. A ruiva queria fugir, era aterrorizante, não queria morrer ali, mas logo Jungkook ficou em sua frente.

pra onde você pensa que vai? – Sook deu um pequeno grito em surpresa com uma expressão apavorada – fugir? – a voz de Jungkook era tão rouca e grossa que estava irreconhecível, causando um terror que Sook nunca tinha sentido na vida.

– J-Jungkook... Me entenda! E-Eu fiz isso porque eu te amo! – falava a ruiva com a voz um pouco embargada e aterrorizada, se atrapalhando com as palavras – eu n-não podia aceitar aquele garoto que ia te trazer discórdia!

você me ama? – Jungkook perguntou quase queimando Sook com seus olhos totalmente escuros.

– s-sim! Eu te amo!

... Eu te odeio... – disse lento e firme com a mesma voz computadorizada que fez Sook tremer e recuar – eu não estou sentindo o cheiro do Jimin.. ele é a única coisa que consigo me lembrar nesse momento, não me lembro das outras pessoas... Parece que eu estou perdendo ele.. e é por sua culpa. Por que fez isso!? – a voz de Jungkook parecia cada vez mais alterada, Sook ja tinha começado a chorar de puro medo.

A Ruiva tentou correu em desespero, mas parou, por em seu caminho ter surgido aquelas chamas pretas do corpo de Jungkook, a fazendo parar, assim ficando sem saída apenas virando, vendo Jungkook se aproximar de si.

eu te odeio tanto.. que nem quero mais ver seu sangue. Eu quero ver seu sofrimento.

– n-não por favor..! – implorava, Jungkook apenas chegou perto da mulher e a tocou, fazendo-a apertar os olhos, mas logo começando a gritar por sentir seus pés queimarem.


Chamas pretas subiam pelo corpo de Sook enquanto a mesma se debatia e gritava em dor e desespero. Jungkook apenas olhava e escutava atentamente os gritos da mesma enquanto queimava, parecia que os gritos de Sook eram música para os ouvidos do moreno. Nunca tinha se sentido tão bem com o sofrimento de uma pessoa.

Logo o corpo apenas caiu no chão e ficou queimando já com os gritos desaparecendo. Jungkook respirou fundo e em seu rosto tinha um sorriso grande e peçonhento, de pura maldade com a satisfação de ter matado aquela mulher.

Mesmo com a satisfação, Jungkook ainda queria mais. E era disso... Do que ia atrás.





Notas Finais


E ai?
Eu espero que vocês tenham gostado, tinha muita sede nos comentários pra matar a Sook, então eu espero ter saciado vocês 😈😂😂

DESCULPEM SE TIVER ALGUM ERRO. Escreve pelo celular é difícil... -_-

Comentem por favor, eu vou adorar do fundo do kore, me dêem incentivo pra continuar~

Então, beijão e até o próximo 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...