História Vermelho e Amarelo nunca combinaram. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Rose Weasley, Scorpius Malfoy
Tags A Criança Amaldiçoada, Albus Potter, Alvo Potter, Amor, Harry Potter, Hogwarts, Romance, Rosa Weasley, Rose, Rose Weasley, Scorpio Malfoy, Scorpius, Scorpius Malfoy
Visualizações 13
Palavras 853
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Fantasia, Magia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sou iniciante, sejam gentis. Boa leitura.

Capítulo 1 - Quem sou eu? Ah, eu não sou ninguém.


Fanfic / Fanfiction Vermelho e Amarelo nunca combinaram. - Capítulo 1 - Quem sou eu? Ah, eu não sou ninguém.

Meu nome é Scorpius Malfoy. Sim, sim. Meu pai é Draco Malfoy, mas acredite, ele não é mais tão ruim como antes. Sério. Ele é até engraçado, mas não é sobre ele que eu quero falar. Se você tem um tempo, eu preciso te contar sobre a garota mais incrível que eu conheço. Tudo começou no trem, todos nós tínhamos apenas 11 anos e era nossa primeira vez indo pra Hogwarts. Éramos tão novinhos e mesmo assim, quando vi seus cabelos vermelhos criando uma moldura perfeita para seu rosto, bom, perfeito! Essa parece ser a única palavra que a descreve, mas eu não estou exagerando. Ela é perfeita. E eu sabia, desde aquele momento, que eu estava completa e absurdamente ferrado.

— Vamos, Al, por favor! Você tem que chamar a Rosie pra ir com a gente. – sussurei. Estávamos na biblioteca e era estritamente proibido falar.

— Por que você mesmo não a chama?

— Você sabe que ela me odeia, ela nunca iria se eu a convidasse.

— Exatamente! E por isso mesmo eu não vou chamar. Ela não vai querer ir.

— Por favor, Al. – choraminguei baixinho e isso parece ter amolecido o coração de Alvo.

— Ah! Tá bom! Você ganhou, eu vou convidar minha querida prima, Rosie Weasley, que odeia você, pra passar o dia to-do com a gente em Hogsmeade. Vai ser tão divertido! – pude sentir a forte ironia em cada palavra que saia de sua boca.

Alvo Potter é meu melhor amigo, na verdade, o único amigo que eu tenho. Ninguém em sã consciência quer ser amigo do herdeiro de Voldemort. Não que eu seja, por quê eu não sou. Mas todo mundo acredita que eu sou filho do Lorde das Trevas, mesmo eu não sabendo o motivo.

Saímos da biblioteca e fomos diretamente para o dormitório da Sonserina, nossa casa. 

— Eu nem sei por que você gosta tanto dela, sinceramente. Quando éramos crianças, eu idolatrava ela, 'cê sabe, mas desde que ela – então começou a imitá-la – entrou pra Grifinória, virou capitã do time de Quadribol, aluna preferida de todos os professores e, simplesmente, a garota mais popular de todo o castelo, ela ficou insuportável. – tentei não rir, mas não consegui. Al sabia fazer uma ótima impressão de Rosie. Então de repente, dei de cara com ela. Literalmente de cara. Nos esbarramos no meio do corredor e, não sei se foi sorte ou se foi Dumbledore me abençoando, mas cai por cima dela. Nossos rostos nunca ficaram tão perto um do outro. Encarei ela pelo que pareceu uma eternidade e ela me encarou de volta. Eu estava prestes à...

— Sai de cima de mim, garoto. – gritou me empurrando com muita força.

— Ai! Calma, foi sem querer! – falei enquanto me levantava rapidamente.

— Claro que foi, desengonçado como você é! Tenta prestar atenção por onde anda da próxima vez! – falou ao levantar-se e sacudiu a poeira de seu uniforme. 

— Desculpa... – estava tão envergonhado, queria enfiar minha cabeça num buraco e nunca mais tirar. O jeito que ela me olhava, como se reprovasse tudo em mim... Sentia meu rosto queimar, não consegui falar mais nada e já podia ver Rose rindo de mim com as amigas delas. Alvo deve ter percebido como eu estava sem jeito, então antes dela ir embora, ele perguntou:

— Ei, Rosie, você quer ir comigo até Hogsmeade no sábado? Vai ser legal, vamos beber cerveja amanteigada e passar na casa dos gritos...

— Claro, não tenho nada mais interessante pra fazer no sábado mesmo. – meu coração parou. Ela tinha mesmo aceitado passar um sábado inteiro com a gente? Mas espera... Não, não com a gente. Alvo não mencionou que eu ia. Será que se ele tivesse dito "com a gente" ao invés de "comigo" ela teria aceitado?

— Então tá marcado, a gente se vê. Vamos Scorpio. – Alvo puxou-me e eu fui com ele, mas ainda estava preso dentro de minha cabeça, revivendo tudo o que aconteceu e tentando descobrir se ela vai desistir de ir quando souber que eu também vou.

Ao chegar no dormitório, Al deve ter percebido meu estado de tristeza e confusão.

— Ei cara, o que foi? Achei que estivesse feliz, convidei a Rosie pra ir com a gente e ela aceitou. Pode comemorar agora! – disse, fingindo entusiasmo.

— Você disse comigo.

— O quê? – perguntou confuso.

– Você disse "você quer ir comigo". Não, "com a gente". Quando ela souber que eu também vou, irá desistir na hora. Já posso até ver. – joguei-me derrotado no sofá.

— Ah pelas barbas de Merlin. É claro que ela sabe que você também vai. Todo mundo sabe que se um peida, o outro cheira. – brincou, talvez tentando levantar meu astral – ela sabe que onde eu for você sempre vai. Nem esquenta com isso, tá? 

— Okay. É. Talvez você tenha razão. Ah meu Dumbledore. Não acredito que eu vou sair com Rose Weasley. 

— Você e eu! Não fique todo animadinho, não é um encontro.

— Mas é o mais próximo de um encontro que eu vou ter com ela, então... – rimos da minha situação, porquê sinceramente, era muito engraçado. Um garoto como eu, apaixonado por uma garota como ela. Qualquer coisa que vier, pra mim é lucro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...