História Virtualmente Apaixonados - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Amor Virtual, Bambam, Blackpink, Bts, Colegial, Daddykink, Escolar, Got7, Jackson, Jaebum, Jennie, Jikook, Jinyoung, Jisoo, Lisa, Mark, Namjin, Romance, Rose, Taeyoonseok, Yaoi, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 100
Palavras 1.862
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tá bom, lá vou eu tentar fazer uma fanfic, sério, eu espero de coração que vocês gostem dela.

Vocês podem me chamar de Moon daqui pra frente, sim? Espero que gostem de mim, ó.

Algumas informações dos personagens:

Taehyung é mais velho que o Jimin, ele tem dezessete anos mas reprovou. Ele por enquanto vai ser moreno, mas talvez fique ruivo daqui uns tempinhos.

Jimin vai ser loiro por enquanto, vamos supor que ele é baixinho, vai ter 1,70 de altura, sim?

O Jungkook vai ser moreno eternamente porque é a vida, ele é mais velho que o Taehyung e mais velho que o Jimin.

Yoongi vai permanecer com os cabelos negros por enquanto, provavelmente mais tarde vai ficar azulado. Ele é dois centímetros menor que o Jimin, então tem 1,68.

Os outros personagens vão aparecer mais tarde e eu trarei informações deles também.


~♡
Boa leitura!

Capítulo 1 - One.


Seul|06:23AM


— Eu já vou! Aigooo... — pela quinta vez gritei aquilo de meu quarto para minha mãe ouvir. 


Minha mãe se encontrava na cozinha me importunando para ir logo tomar o café da manhã. Céus, é um saco acordar em plena manhã para ir pro lugar que costumamos chamar de escola — apenas os adultos —, já nós adolescentes, chamamos tal lugar de inferno ou prisão. Não me venha com "mimimi" dizendo que a escola é um lugar para construir o seu futuro e tudo mais, é claro que é, porém até um nerd é capaz de odiar esse lugar, ninguém merece viver com a cara afundada em livros pra conseguir míseras notas. 


Talvez minhas notas nem estejam tão ruins assim, tirando um belo zero em biologia e um quatro em química. Minha mãe já puxou minha orelha — que provavelmente está vermelha por causa disso — umas quinhentas vezes por conta dessas notas, ora eu não tenho culpa se eu odeio essas matérias e os professores que vivem me levando para a diretoria também, já sou até conhecido como "Park Jimin o rebelde que vai para a diretoria todo santo dia", seria triste se não fosse cômico. 


 Bom, tirando essas belas — lê-se péssimas — coisas, tenho um melhor amigo com o sorriso quadrado e as madeixas morenas que me agita todo dia, aliás, ele está afim do tal novato que está atraindo até cachorros de tão bonito que é, isso foi o que Taehyung disse. De acordo com as meninas atiradas e oferecidas, talvez até stalkers, o nome do garoto é Min Yoongi, um alfa, nasceu em Miami mas seu pai é coreano assim como sua mãe, não entendi direito o raios do motivo de ter vindo para cá, mas acho que era por conta de seu avô que está com poucos anos de vida.


 Eu disse para Taehyung que o garoto tem a pura cara de ser hétero e que se ele fosse tentar algo — como uma cartinha amorosa — iria acabar levando um fora do pálido com madeixas negras. Taehyung como um bom filho da puta, cagou e andou pro meu conselho, que pode até mesmo ser uma linda e pomposa vidência.


 Ah vamos concordar pessoal, um cafetão daqueles não é gay nem em Marte, deve pegar altas garotinhas e ser bem dotado, porém Taehyung tem lá os seus truques de seduções, qualquer um duvida da própria sexualidade ao ver o corpinho do meu amigo, sinceramente eu mesmo daria uns pegas nele, felizmente sou passivo eternamente, não que eu já tenha dado meu bumbum para piupius alheios, vou morrer virgem sim, mas dar a bunda deve ser bom pra caralho, então eu me julgo passivo. 


Claro que a sociedade também vem com essa que todo ômega é passivo e como pura sorte eu nasci um ômega todo ao contrário. "Mas por que ao contrário?", simplesmente eu não sou o ômega que a sociedade julga ser, um ômega fofo e delicado, sou um tarado que infelizmente sabe mais de pornô do que um alfa. Hey! Não me julgue, Taehyung é um alfa que me poluiu e que está afim de outro alfa, esse ser todo errado me influenciou e aqui está um ômega tarado que guarda objetos sexuais em uma caixinha de baixo da cama, as vezes me sinto como os nossos pais que escondem revistas pornô em algum lugar.


 Após aqueles pensamentos, dei de ombros e me levantei da minha cama confortável e quentinha que eu não gostaria de sair em plena 06:30 da manhã. Cocei minha bochecha enquanto me arrastava até o banheiro, podendo gemer em reprovação ao ver minha cara trágica no espelho, as olheiras de quem resolveu madrugar e a cara inchada de tanto chorar por doramas, parabéns Park Jimin, você é um bosta. Dei alguns tapinhas leves em meu rosto, indo direto fazer minhas higienes matinais. 




 Tá, tudo bem, eu ainda vou rasgar esse uniforme por ficar tão apertado em mim, já pedi — implorei — pra minha mãe trocar esse uniforme, mas ela nunca vai lá para pedir. Revirei meus olhos e ajustei minha gravata, vestindo meu sobretudo marrom escuro por cima, por fim envolvi um cachecol todo branco em meu pescoço, afinal estava nevando e eu não iria mentir, eu amo o inverno, beber chocolate quente todos os dias e ficar de baixo das cobertas vendo séries e doramas é uma maravilha.


 Amarrei o meu tênis e peguei minha bolsa, confirmando se meus materiais estavam ali. Já era o quarto bimestre e eu estou no primeiro ano do ensino médio, resumindo sou um ômega de dezesseis anos que milagrosamente não teve o primeiro cio ainda, é esse o momento que eu jogo as mãos pros céus e agradeço o cara lá de cima. 


 Olhei para meu celular, vendo que o mesmo tocava, sorri fraco ao ver o nome de Taehyung ali, peguei o celular rapidamente e atendi, batendo pernas para fora daquela casa e caminhando direto para a escola, afinal eu já havia tomado meu café da manhã e deixei também minha omma reclamona e mandona para trás.


— Tenho novidades! — a voz grossa de Taehyung deu início a chamada, ele estava bem animadinho para uma segunda-feira. 


 — Hmmm, descobriu a sexualidade do cafetão? — me referi a Min Yoongi, coçando minha bochecha com a mão livre enquanto sentia alguns floquinhos de neve caírem sob minha cabeça.


 — Sim! Ele é gay, mexi uns pauzinhos e também descobri que ele já se relacionou com outros alfas. — revirei meus olhos ao ouvir a risada maliciosa do moreno, acabando por não conseguir esconder um sorriso com aquilo. 


 — Hmmm... Ele é passivo? — perguntei curioso, cruzando a rua rapidamente e suspirando fundo.


 — Isso eu não descobri, mas se não for eu posso fazer ele ser. — soltei uma risada alta daquilo, recebendo alguns palavrões vindos do moreno por ter quase deixado ele surdo. 


 — C-Céus... Você é muito pornô, cara. — falei com a voz ofegante, ainda tentando me controlar após a crise de gargalhadas.


 — Ah... Sou mesmo, vou deixar aquele garoto babando em mim. — falou Taehyung com seu típico convencimento que eu adoro. — Achei um mozão pra você, mas ele é de Busan e não diga não porque eu já mandei seu número pra ele.


 — MAS QUE PORRA VOCÊ FE-...


 Acabei deixando o celular cair no chão, já que eu havia recebido uma bolada de neve na cara. Bufei irritado, passando a mão por meu rosto e tirando toda a neve que havia sujado ele, minha cara estava congelando, ótimo. 


Me agaixei e peguei meu celular, limpando o mesmo e colocando no bolso do meu sobretudo, olhei para o portão da escola, onde estava Taehyung com outra bola de neve na mão, mandei o dedo do meio para ele e recebi outra bolada de neve. 


 — SEU FILHO DA PUTA! — gritei com a voz totalmente alterada e grossa, assim eu corri até o maior, dando um soco leve no peitoral do mesmo.


 — A sua cara foi muito boa, Jiminnie-ah! — disse o moreno soltando gargalhadas altas, acabando por bagunçar minhas madeixas loiras e tirar alguns floquinhos de neve dali. 


 — Eu não mereço isso... — bufei abraçando meu amigo, esfregando meu rosto de modo manhoso em seu peitoral.


 — Por que raios você mandou meu número pra um desconhecido? E se ele for um pedófilo que quer me estuprar? O que será de mim? — minha voz saiu totalmente chorosa enquanto Taehyung desfazia o abraço e cruzava os braços. 


 — Ele é um gato, eu tava jogando Overwatch e cai no time dele, ele joga bem pra caralho. Aí eu adicionei ele e fiquei jogando umas partidas com ele até três horas da manhã, a gente trocou umas ideias e eu passei o seu número pra ele. — olhei para o moreno com uma expressão de "não foi só isso". — Tá, tudo bem, eu falei um pouco de você pra ele e mandei algumas de suas fotos com roupas femininas e-...


 Não pensei duas vezes em desferir um tapa na bunda do outro, meu rosto queimava como fogo, como raios meu melhor amigo manda umas fotos minhas com roupas femininas? Porra, e pior, pra um desconhecido! Eu queria cortar o pinto do Taehyung e servir de jantar pro tal Yoongi, mas ele é meu melhor amigo e eu não sou tão maldoso assim. 


 — Caralho! Perdi minha virgindade com esse tapa. — acabei rindo baixinho com aquilo, vendo o mesmo acariciar a própria bunda com um biquinho nos lábios. 


 — Era pra doer mesmo... — resmunguei cruzando meus braços e começando a caminhar junto com o maior até a nossa sala de química, vulgo a nossa primeira aula. 


 — Não quer mesmo saber nadinha dele? — ouvi a voz de Taehyung e logo desviei meu olhar para sua mão, que estendeu o telefone para mim, mostrando a foto de um moreno com o sorriso de coelhinho e o rosto em si com traços bem desenhados. 


 — Por mais que a beleza alheia não me interesse tanto... Qual é o nome dele? — perguntei olhando para Taehyung que já tinha um sorriso vitorioso nos lábios, senti minhas bochechas queimarem levemente, provavelmente eu estava corado. 


 — Jeon Jungkook, Kookie para os mais íntimos. Tem dezessete anos, é alfa e tem 1,79 de altura. Pretende cursar medicina quando terminar a escola e pelo que parece adora ômegas com roupinhas femininas. — o moreno riu maliciosamente, me fazendo desferir um soco em seu braço pela vergonha. 


— Idiota... Já disse que eu te odeio? — formei um biquinho em meus lábios carnudos e logo entramos na sala de aula, ficamos sentados um ao lado do outro enquanto esperávamos pelo professor.


 — Já, e eu nunca acreditei. — sorriu quadrado e me mandou uma piscadela, imediatamente desviando o olhar para porta da sala ao ver o pálido, vulgo Min Yoongi entrar ali. — Puta que pariu... — ri baixinho e vi os dois trocarem olhares, me fazendo sorrir fraco. 


 Ah, esses dois ainda vão ficar juntos e se comer muito. 




 Me joguei na cama ao finalmente chegar em casa e me livrar de uma criança apaixonada e babona — ainda bem que no final da aula ele conseguiu descolar o número do Min —, ri baixinho com aquele pensamento, tirando meu cachecol e meu sobretudo jogando ambos no chão, minha mochila também teve o mesmo rumo. 


Procurei pelo meu celular, lembrando que havia guardado este no bolso do sobretudo, imediatamente me estiquei e enfiei minha mão no bolso do sobretudo, pegando o meu celular. Me ajeitei na cama preguiçosamente, desbloqueando o celular e vendo uma mensagem no meu Kakao, já imaginando de quem era. 


Sorri largo e abri o chat, vendo o perfil da pessoa e certificando que era o tal garoto que Taehyung havia lhe falado. 

 

Número desconhecido: 

Olá? Você deve ser Park Jimin? 

13:04pm


 Eu: 

É... Acho que sou. Você é Jeon Jungkook? 

13:10pm 


 Número desconhecido: 

Acho que sim também. É um prazer, Jimin!

 13:12pm



Você alterou o número deste contato para Jungkook



Eu me enfiei em uma furada, céus... Vou matar Taehyung de todas as formas possíveis.


Notas Finais


O próximo capítulo pode sair ainda nessa semana.

Não esqueçam de compartilhar a fic com os amiguinhos, favoritem ela e estejam sempre acompanhando, sim?

Prometo dar o meu melhor nessa fic! ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...