História Vizinho vampiro.(mitw, jvtista,cellps e outros) - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Andrei Soares "Spok" Alves, Bianca Tatto Marques (BIBI), Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Neto, Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Luiz Felipe (Luiz 1227), Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Matheus Neves "Pk Regular Game", Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, TazerCraft
Personagens Alan Ferreira, Andrei Soares "Spok" Alves, BIBI Tatto, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Neto, Felps, Flavia Sayuri, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Lucas "LubaTV", Lucas Olioti, Luiz Felipe "Luiz 1227", Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Matheus Neves, Mike, MoonKase, Pac, Pedro "SrPedro" Montanari, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes
Tags Cellbit, Jvtista, Lobisomem, Mitw, Sobrenatural, Vampiro
Visualizações 102
Palavras 1.044
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Droubble, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 15 - Cachoeira de papel


Fanfic / Fanfiction Vizinho vampiro.(mitw, jvtista,cellps e outros) - Capítulo 15 - Cachoeira de papel

Pov pac


Luiz tinha acabado de comer um sanduíche feito por Mike, agora eu via meu pai fazendo um curativo em seu tornozelo que tinha um corte grande mais não fundo,eu não contei mais ele fez enfermagem uma vez .

-pronto Luiz, assim você vai ficar mais seguro de não pegar uma infecção.- meu pai falou enquanto se levantava e pegava a maleta de primeiros socorros.

 -bigada,tá bem mior!- Luiz

-então pai, vamos fazer uma trilha, você quer ir?- pergunto olhando para ele.

-melhor não, eu já tô bem velho pra isso, podem ir, e ainda tenho que fazer umas compras, essa idéia de passar mais uma noite aqui não estava nos planos.- pai

- tabom,mas você está ótimo, então vamos pegar as coisas no porão, bora galera.

-vamos lá!-mike

- uhuu que alegria.-rezende diz em um tom sarcástico

- que sarcasmo todo é esse?- Mike

- o que sarcaso?- Luiz

-é sarcasmo,e você usa para dizer coisas opostas. - tento explicar a Luiz, ele apenas fez uma expressão de que não entendeu nada.- depois te explico melhor.

- se divirtam garotos.-pai

///\\\

Já estávamos no porão a procura de algumas coisas que podíamos precisar na trilha tipo, mochila, garrafa de água,bonés e outras coisas.

- aqui tem muita coisa legal.-rezende fala enquanto tirava alguma coisa de dentro de uma caixa.

- eu achei um caderno.- digo analisando as folhas brancas e limpas, ainda tinha um estojo com vários lápis e canetas em bom estado.- olha Luiz pra você desenhar.

- eu vou desenhar oxês!- ele diz pegando o caderno e o estojo e sorrindo fofo.

- desenha eu bem gato Luiz.-mike fala imitando uma mulher e com a voz mais gay possível.

- deixa de ser convencido Mikhael!

-só falo a verdade. -mike

Começamos a rir de nossa conversa.

- acho que já temos tudo.- Rezende

-partiu.-Mike

///\\\

O caminho entre as árvores estava bem calmo,os pássaros cantavam junto ao vento que passava entre as folhas e formavam uma orquestra natural.

Além de alguns equipamentos básicos de trilha, também tínhamos em mãos uma cesta de piquenique,frutas e doces a enchia.

-paonde tamo ino?-luiz

-vamos pra cachoeira, é um lugar bem legal.

-ainda bem que trouxe meu celular, vamos tirar boas fotos.-Mike

- eu não vejo a hora de chegar,com certeza to bem fora de forma, eu cansei.- Rezende

- eu não.- digo olhando para trás onde Mike e Rezende vinham, Luiz estava quase do meu lado, só dois passos atrasados.Percebo o olhar de Rezende em cima de mim dizendo exatamente:" claro que você não está cansado! Você é um vampiro!".

É a vida!


Pov Mike


Esse tempo que estou aqui percebi muito como pac gosta de ajudar, e a cada hora estou mais apaixonado por ele e ele sabe disso pelo meu olhar.

Eu o amo e só soube a poucos dias.

A trilha estava quase acabando quando enfim chegamos a cachoeira, ela tinha uma queda enorme e suas águas eram limpas.

-é bem bonito aqui.- Rezende

-valeu muito vim aqui.- confesso o que era verdade.

- e vocês dois se reclamando no caminho.- pac

- vamo tilar as fotu!!- Luiz diz animado

- bem lembrado Luiz, pose galera!-tiro meu celular do bolso e tiro uma self de nós e a cachoeira.

Depois de algumas fotos,procuramos um bom lugar pra fazer o piquenique, colocamos tudo em cima de uma enorme pedra na sombra e preparamos os pratos, pra minha surpresa pac só pegava coisas doces, pra quem dizia que muito doce faz mal pra saúde.

As horas começavam a se passar bem devagar.Percebo pac olhar para Rezende que estava perto de Luiz que por sua vez desenhava no caderno que pac tinha lhe dado,eles pareciam conversar,até um momento...

-Luiz que tal a gente ir passear?- Rezende

- vai ser muto legal!!- Luiz

-então vamos lá, se vemos depois.- Rezende fala ajudando Luiz com os lápis que estavam meio espalhados.

-tá, podem ir.-Pac

Então é que minha ficha cai, pac tinha tramado pra nos dos ficarmos a sós.

- o Rezende sabe que estamos ficando?- pergunto meio confuso

- sim, agora que estamos sos,o que você que fazer?- ele pergunta inocentemente.

- te beijar até ficar sem ar.- avanço nos labios de pac rapidamente, parece que ele esperava por isso. Agarro sua cintura com força e com cuidado vamos se deitando na pedra.

Pac agarra os cabelos de minha nuca,enquanto colocava minha língua dentro de sua boca e explorando cada canto de sua boca que tinha o gosto de chocolate.

Meu joelho fica no meio de suas pernas enquanto coloca minha mão do seu lado,para meu peso não cair por cima dele e também para equilíbrio.

Se separamos por um instante r olho seus olhos negros.

- seus olhos são lindos.- pac 

-os seus também, parece que estou vendo o espaço dentro de suas órbitas.- rosso meu nariz no seu e começo outro beijo.


Pov Rezende

Eu e Luiz estávamos sentados embaixo de uma árvore, depois de entender o olhar de pac inventei uma desculpa rápido pra sair de lá, é,Mike e pac  fazem um belo casal.

- o que oxê pensa?- Luiz pergunta e me tira meus devaneios.

- nada não,besteira.

- eu sei o que oxê é.- Luiz

- como assim?- o encaro

-você e o pac são como eu,difelentes.- Luiz diz abrindo um sorriso e volta a desenhar.

- como você sabe?

-eu chintim,oxê é um lobinho e pac um vampilo,mas Mike não é.- Luiz

-ele é humano,e você não pode contar isso pra ele, é segredo.

- tabom,não vou contar. Julo de mindinho.- fala mostrando o mindinho, também faço o mesmo e os entrelaçamos.

-tá jurado.- desentrelaçamos os dedos.- o que você desenhou?

-Ichu!- ele mostra o desenho, pra minha surpresa era a cachoeira que estávamos, alem de bem desenhado a pintura estava impecável.

- nossa Luiz!tá igualzinho.- digo pegando o caderno e vendo direito o desenho.

- que vle uma coisa mai legal?- me pergunta sorrindo 

- mais que seu desenho?!ele balança a cabeça positivamente.- quero.

Luiz toca o desenho com o dedo indicador, o mesmo começa a ganhar vida, a água começa a se mover e deslizar nas pedras,o vento bater nas folhas e até o sol se mexia.

-gostou?-luiz

- eu adorei, foi incrível, como você consegue?

-naum chei,mamãe dizia que ela um dom.- Luiz

-você se lembra de seus pais, sabe o que aconteceu com eles?

-naum,só lembo de algumas coisas que falavam, eles disseram que iam voltar, mas.....demolalam demais.- -luiz diz em tom triste

-não fica assim.- o puxo para  um abraço. - agora você tem á nós.- desfaço o abraço.

-é bom ter amigos, especialmente um lobinho de pelúcia. -luiz

- se você me vice de verdade com certeza não diria pelúcia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...