História Você me Ama? - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais
Tags Jungkook
Visualizações 13
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oeoe meus coelhinhos,boa madrugada e boa leitura 🐰💙

Capítulo 3 - Delírio de febre


Fanfic / Fanfiction Você me Ama? - Capítulo 3 - Delírio de febre


" ME DESCULPA,EU LEMBREI "



Eu me pergunto do que ele estava se desculpando,ou o que ele se lembra - eu senti ele se mecher na cama e virar de lado, agora ele não estava mais de Costa,estava virado para mim,pela sua respiração estava dormindo,eu acabei perdendo o meu sono,e fiquei pensando sobre o que ou por estava se desculpando e o que se lembrou-.


[...]


Ja esta de manhã e como de costume vou ir fazer o café da manhã,eu sempre o faço,e umas 7:30 o moreno desce e eu subo de novo querendo o evitar,mas hoje ele desceu mais cedo e eu não consegui terminar o meu café da manhã,e então continue ali na mesa,eu não sabia o que ele fazia depois que eu subia, então eu fiquei ali o observando e tomando meu café.

Ele primeiro vai pro banheiro e escova os seus dentes e faz suas necessidades,ele volta para a cozinha,pega o café e da alguns goles, poderia dizer que uns 3,ele volta para o seu escritório,pega alguns papéis da gaveta e coloca na sua pasta,eu posso dizer isso por que tenho a visão da sala um dos banheiros e da porta de seu escritório,que estava aberta e eu poderia ver sua mesa,a bancada americana da cozinha permite eu ter uma visão, quando do andar todo de baixo,e então ele volto e se sentou comendo uma panqueca e terminando de beber seu café e logo pegando uma maçã e sua pasta que estava na sala,sobre o sofa,ele para em frente a um espelho da sala e ajeita o seu cabelo, pegando as chaves em um ganchinho que geralmente colocamos as chaves e aperta um comando no controle do carro que faz ativar o aquecedor,hoje esta bem frio,ele pega o seu casaco e sai de casa e em seguida da partida no carro e eu me levanto o vejo sair pela janela da sala,e então arrumo as coisas na cozinha e subo para fazer o que tinha de fazer la em cima,como arrumar a cama e limpar o andar todo e assim vai indo.


[...]


Já é a tarde e eu acabei de arrumar a casa toda,a gente tinha empregados,mas depois que toda vez que o Moreno tentava chegar perto de mim eu gritava e os empregados subiam correndo, então ele achou melhor os demiti,e assim eu tenho que arrumar a casa,lavar a roupa e cozinhar,mesmo doente a casa tem que estar impecável,eu me lembro do dia que eu estava muito doente e não a arrumei e bem nesse dia.

Flashback on

Eu estava muito doente e então preferi passar o dia na sala,ja que o quarto estava muito frio para mim,eu levei as cobertas e travesseiros e algumas frutas pra ficar a tarde lá,eu não limpei a casa e nem se quer lavei os pratos.

Ja era por volta da 19h e o moreno chegaria daqui a pouco, então eu fui beber uma água na cozinha e me engasgo ao ouvir o moreno entrar em casa e ela estava uma completa bagunça, parecia que o furacão tinha passado la, porém eu escuto a voz de mais alguém e eu nem tinha me trocando,eu tomei coragem e fui la ver quem chegou e a cara do Jungkook,chagando lá o mesmo estava me encarando sério e de costa para a visita e então começou a falar.

- Meu anjo o que aconteceu aqui?

- Eu estava deitada aqui na sala.

- Por quê? sendo que tem o quarto la em sima?

- Eu estou doente e o quarto estava muito frio,ai eu vim para a sala.

- Mas que bagunça é essa?

- Como eu fiquei aqui eu acabei dormindo e não arrumei a casa

- A Soo não veio Hoje?

- Que S - eu olhei para seu rosto e vi que estava totalmente com raiva e continuei sua mentira.

- Ah ss,a Soo ligou avisando que não ia vir pois tinha assuntos pessoais a resolver,e eu dei o dia de folga a ela.

- Hm,mas por que você não tomou remédio?

- Eles acabaram e eu não consegui sair de casa com febre,mas chega de perguntas e me fale por que chegou mais cedo e quem é ele? - Disse apontando para o homen de cabelos loiros no meio da sala observando o nosso diálogo.

- Eu cheguei mais cedo por que eu terminei tudo lá mais cedo e ele veio buscar uns papéis mas ja vou o levar e trago os seus remédios, -Disse se virando para o homen e indo com ele para a sua sala e me deixando la,logo em seguida indo levar ele é " Trazer " os meus remédios.

[...] 

Ele chegou com fúria em seus olhos e começou a gritar e jogando o meu remédio no chão.

- Sua vadia por que não arrumou a casa,o que ele vai pensar de mim agora sua emprestavel!!! - ele chegou perto de mim e cospiu em minha cara dando um tapa na mesma e subindo as escadas com fúria.

Eu fiquei lá sem fazer nada, apenas limpei lá em baixo e tomei meu remédio e fui dormir.

Flashback off

Eu não quero passar por aqui de novo,ou pelo aquelas palavras ofensivas,eu prefiro arrumar a casa.

[...]


Eu estava pensando em ir no centro em uma das cafeterias do moreno,tomar simplesmente o café Maravilhoso,ia valer a pena ir na cafeteria Jeon's coffee and cake, é o nome da rede de cafés,o que Eles mais vendem são os bolos deliciosos que eu amo mas como consequência de quem compra uma fatia de bolo, acaba levando o café,ou simplesmente comprava o café, eles são realmente bons,mas o meu preferido é um café gelado,mas não é sem graça,ele é meio cremoso e com um gosto de chocolate e chantilly em cima com marshmallow e uma cereja,eu diria que é o melhor café,ele é gelado e eu amo coisas geladas e chantilly e marshmallow e de decoração a minha fruta preferida, cereja,eu amo chocolate quente e ele tinha um gosto de chocolate e o armaginho do café que dava a graça ao café,eu so tomei duas vezes,mas é o meu café preferido.

[...]

Acabei que não fui comprar o café,eu dormi a tarde toda e estava sem o que fazer e comecei a pensar em algumas coisas,como a frase da noite passada ou ele ter me chamado de Yun.

Mas sera que ele iria me trair?.

De uma coisa eu tenho certeza,ele não iria,mesmo fazendo tudo isso eu o conheço e sei que respeita sua honra e nunca iria me trair, Também por que nos jantares que ele sempre me leva como sua acomponhante,la tem muitas mulheres bem vestida e lindas e todas ficam flertando com ele,mas ele nunca ligou, pra o que elas faziam ou falava ele apenas ingnorava, sempre foi assim,ele também sempre me jóias para ir nesses eventos fazendo se de bom marido,mas ate que eu gosto das festas,eu me destraio um pouco e me alivia.


[...]


Ja está tarde e nada do moreno, então eu vou dormir.


[...]


No dia seguinte de manhã a cama estava muito quente,o moreno estava ali e estava muito quente, queimando de febre,mas eu apenas ingnorei e desci para fazer o café como de costume, até o moreno descer parecendo um morto que esqueceram de interar,ele desceu com dificuldade e sentou na minha frente e disse.

- Eu tomei chuva ontem e estou muito doente.

- Não posso fazer nada.

- Você é minha esposa,cuide de mim.

- Eu so sou sua esposa da sua parte,da minha não!.

- Por q...- ele desmaio caindo da cadeira.


[...]


Eu o levei para o quarto ele estava inconsciente,ele Nem vai lembrar que eu o coloquei aqui e que ele veio andando e apoiando em meu corpo,eu tinha deitado ele la e colocado uma toalha com água morna em sua testa,e um algodão com álcool no seu nariz,eu avia feito uma sopa e a fui buscar.

[...]

Quando eu voltei ele estava sentado olhando para o nada .

- Eu fiz uma sopa. - disse o entregando a sopa e saindo do quarto.

- Yuno, espera,por favor fica aqui! - Eu queria ir mas ele estava delirando de febre e eu fiquei pra medir sua febre e então fui procurar o termômetro.

Eu o Achei e coloquei no Moreno,e o mesmo colocou a mão em cima da minha e me observou por algum tempo e eu tirei a mão dele e vi o termômetro.

- Meu Deus, você esta com 40° de febre,vai deitar eu vou trazer um toalha fria pra você- eu saí do quarto e peguei uma toalha a molhei e fui pro quarto de novo e coloquei em sua testa e me virei para ir quando o mesmo me puxou fazendo me deitar do seu lado e o mesmo se aproximou me abraçando de costa e falando.

- Fica aqui um pouco, não vá agora.

Ele realmente esta delirando pela febre alta.


Notas Finais


Espero que tenham gostado meus coelhinhos,boa madrugada ai pra vcs,ate o próximo Ep e desculpa qualquer erro,relevem 🐰💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...