História Você me odeia? - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~AlyneChan9

Postado
Categorias Undertale
Personagens Chara, Frisk, Personagens Originais, Sans
Tags Alguém Me Mata, Aus, Cigarro, Cross!sans, Foratemer, Ink!sans, Lol, Maconha, Nightcross, Nightmare!sans, Sangue, Sans, Sem Sentido
Visualizações 30
Palavras 1.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Héllow, friends!
Bem, eu tenho uma ÓTIMA notícia pra dar! A história está se aproximando do final :]
Não é divertido?!
Depois do capítulo final, vocês nunca mais vão receber notificações dessa merda :]]
MAS
Também tem uma má notícia -ww-
Quando essa história terminar, eu vou começar outra *Leitores jogam tomate*
AE CARALHO
Beeeeem, eu sei que ninguém liga (Até porque ninguém lê mais essa poha)
De qualquer jeito, boa leitura.

Capítulo 17 - Capítulo 17 - Meus bolinhos!


Fanfic / Fanfiction Você me odeia? - Capítulo 17 - Capítulo 17 - Meus bolinhos!

Cross e Dream já haviam chegado na casa do monocromático, o mais novo estava se sentindo um lixo, inferior a todos os outros, como deixou SwapL fazer aquilo com ele? Ele se sentia tão... Tão fraco... Tão fútil... Se sentia um... Brinquedo, aqueles brinquedos que as crianças só usam uma vez e depois jogam fora. Jogam no lixo. Era isso que Dream estava se sentindo. Um brinquedo. Um pedaço de lixo.

— Dreamy? — Chamou Cross vendo seu namorado abraçando uma almofada de estrela.

— Huh?

— Você... Tá bem...? — Cross era um ótimo ator.

— Hãn? Sim... Muito bem... Posso dormir aqui hoje?

— M-mas que pergunta é essa? Nem precisa pedir! Claro que pode!

. F . U . C . K .

Agora, era a hora de dormir, Cross estava só com uma blusa e na frente do ventilador, com certeza pegaria uma gripe. Dream estava acordado, não conseguia dormir se lembrando do que o arroxeado fizera. Por que ele tinha feito aquilo? Se tivesse sido por amor, Dream se atiraria de um penhasco. Preferia morrer do que viver com aquele prostituto o amando.

— Com certeza não foi por amor... — Disse fechando seu único olho — Então por quê? Ele até disse que me amava e tals, mas... Por quê?

— Por que o que, meu amor? — Do nada, Cross estava na cama de Dream.

— Quero saber por que o SwapLust fez aquilo... Só isso...

— Ainda?! Deixa de ser idiota! Aquilo nem importa mais!

— Não importa pra você, — Deu ênfase à palavra — mas pra mim importa, e muito!

— Por que isso importa pra você? — Disse Cross com seriedade no rosto — Você por algum acaso gostou daquela porcaria? Você gosta daquele roxinho filho da puta? Dream, você é meu. Só meu e de ninguém mais. — Começou a subir por cima de Dream.

— Sai de cima de mim agora. Eu não tô afim de fazer isso, tá legal?

Você não, mas eu sim. — Segurou os pulsos de Dream. — Quem é você pra me impedir? Dreamy, Dreamy... A criancinha inocente que nunca consegue se proteger... Deixou aquele maníaco fazer aquilo, e está me deixando fazer isso... — Começou a passar uma mão por baixo da camisa do menor. — Não consegue nem me parar de uma coisa tãããão simples assim? Aceite, todos os seus "amigos" só sabem te usar, todos aqueles que você confia não passam de mentirosos, não vê que eles te manipulam? Não vê que você é a donzela em perigo? Mas tem uma coisa diferente nessa história... Não existe príncipe. E a donzela? É usada pelos outros.

Aceite, Dream. Ninguém te ama, todos te usam.

— É MENTIRA! — Gritou, suando, sua respiração e seu coração agitados, com algumas lágrimas saindo de seus olhos. Havia tido um sonho? Estava ficando paranóico? Havia tido? Não. Estava tendo.

Acordou em um quarto, suas roupas eram as que costumava usar, mas aquele lugar... Por que justo aquela porra de lugar?

— Por que diabos eu tô no quarto da prisão do SwapLust? E... O quê? Meu olho voltou ao normal..? — SwapLust apareceu do nada, afinal, era um sonho.

— Olá, Dreamy. — Disse SwapLust com um sorriso malicioso. — Por que continua se lembrando disso? Digo, você gosta dessa memória? Achei que odiasse, então por que voltou aqui? Quer repetir a dose?

— Eu... Por que fez aquilo? Por que fez aquilo comigo?

— Olha, eu sou só um sonho... Tudo o que eu disser, você vai ter tirado da sua cabeça. Quer mesmo saber? — Dream assentiu — Pois bem. Eu disse que o Cross só te usava, aí o porquê do seu outro sonho. Mas é você quem está pensando isso, Dream. Não me pergunte nada, ok? Bem, só se realmente me procurar, aí sim podemos conversar de verdade. O que você acha é que Cross não te ama. E isso parece ser verdade, afinal, ele levou um fora do Nightmare... De qualquer forma, você pode invadir os sonhos, certo?

— Ah seu vou — Apareceu a cara de Felps no rosto de Dream.

— Whut... Beeeem, já tenho que ir embora, dez minutos aqui são dez horas lá fora. Te vejo em breve! 

— Espera! É verdade que v... Esquece. Hora de acordar.

. . .

— Dream? Seu preguiçoso! Acorde! — Cross estava por cima de Dream, fazendo tudo pra ele acordar.

— Hm... Crossy? Bom dia... — Deu um bocejo, e logo recebeu um abraço de Cross.

— MEU DEUS, ACHEI QUE VOCÊ TINHA MORRIDO! — Cross suspirou aliviado.

— Meh... Vamos... Tomar café da manhã?

— Sim...

- . - H . É . L . L . O . W - . -

Depois de tomarem o café da manhã, Dream teve a brilhante ideia de passar na casa de SwapLust, como não havia sido preso? Ele fugiu.

O mesmo estava em sua humilde residência, fazendo alguns bolinhos e pensando em Dream. O amarelado era tão idiota a ponto de acreditar no que Cross dizia? "Eu te amo". Cross era um mentiroso! Cross, Cross, Cross... Odiava esse nome! Mas sabia um jeito perfeito para se "vingar" do mesmo. Simplesmente pegaria Dream para si. Com esses pensamentos, ouviu uma voz infantil em sua porta.

— Swap? Hm... Posso entrar?

— Dream? Hehe~ Claro que pode! — Disse abrindo a porta.

— Nossa, a sua casa é tão arrumadinha! Por mais que você tenha feito tudo aquilo comigo, não estou com tanta raiva de você. — Apontou pro seu tapa olho — Mas isso não importa! Eu queria te perguntar uma coisa...

— Diga, Dreamy~

— Você... Me ama? Digo, por que disse aquelas coisas sobre o Cross? E por que me estuprou e furou o meu olho?

—Ah... Isso? Não interessa muito, mas você quer mesmo saber? — Prensou Dream na parede.

— I-idiota! Claro que eu quero saber! E eu não vou transar com você!

— Nossa. Quanta agressividade! Maaaas, sim, eu te amo, e daí? O Cross só te usa pra se consolar!

— Então por que não disse isso pacificamente naquele dia?

— Eu tava puto, seu idiota.

— Aham, agora pode me tirar dessa parede? 

— Claro. Mas antes... — Deu um selinho em Dream, que corou.

— Acho que vou me matar, tenho mesmo que viver pensando que você me ama?

— Claro. Quer comer alguma cois... PUTA QUE PARIU EU E O MEU IRMÃO! MEUS BOLINHOS!!!

— Bolinhos...? Se bem que eu senti um cheiro de queimado...

— Eu demorei tanto pra fazer esses bolinhos! — Disse decepcionado. — Fiz eles pensando em você! E agora eles queimaram...

— Ah... Que triste... Que tal se nós... Fizermos outros?

— Hm... Tudo bem, eu acho...

E foi isso que fizeram, Dream jogando ingredientes aleatórios e SwapLust batendo tudo no liquidificador, nem pareciam bolinhos. Os de antes, estavam perfeitos, mas agora, Dream inventou de jogar até refrigerante na receita. O de roxo estava pouco se fudendo com os ingredientes, só queria se divertir com o menor. 

Ficaram o dia todo nessa dos bolinhos, que no final ficaram bons.

— Nossa, Swap, achei que você era um merda, mas não é tão imbecil assim.

— Por que não larga o Cross e fica comigo?

— Eu gosto dele, não quero o ver triste...

— Traga o Nightmare pra ele.

— Como é?

— Traga o seu irmão até ele... Ele o ama.

— M-meu irmão? Pelo amor! Nightmare odeia o Cross!

— Huh... Vamos fazer eles se amarem! Que comece o plano Operação NightCross! — Disse determinado, e Dream botou a música "Vai dar merda" em seu celular.



Notas Finais


Bem, foi isso, o capítulo foi curto, eu sei ._.
PENSARAM QUE IA TER LEMON? Não?
Enfim, eu tenho que dizer. Eu simplesmente odeio essa história, e não tem porquê continuar ela :vv
Eu não tenho motivação pra escrever essa história ._.
Claro, tem 90 favoritos, mas desses noventa, nem a metade deve ler :')
Era só isso mesmo, ficou uma bosta! Esse capítulo ficou um lixo!
Espero que a Alyne consiga deixar essa história boa ou adicionar algum nexo nela :v
De qualquer forma, até daqui algumas semanas!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...