História We Are Young - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Dominique Weasley, Fred Weasley Ii, Hugo Weasley, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucy Weasley, Lysander Scamander, Molly Weasley II, Personagens Originais, Rose Weasley, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Visualizações 13
Palavras 1.001
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, oi gente!
Tudo bem com vocês?
Abaixa que lá vem Avada!
Lysander na capa 💕
Espero que gostem e não esqueçam de comentar e de favoritar

Capítulo 4 - Capítulo 2: Vocês só podem estar de brincadeira


Fanfic / Fanfiction We Are Young - Capítulo 4 - Capítulo 2: Vocês só podem estar de brincadeira

We Are Young : Capítulo 2: Vocês só podem estar de brincadeira.

Povs Alice.

A aeromoça sorriu falsa quando eu entreguei a passagem para ela.

Ignorei o gesto e segui meu caminho.

O comissário de bordo deu os mesmos anúncios de sempre e o voou decolou.

-Moça, desculpa incomodar, mas você poderia cuidar dela enquanto eu vou ao toalete? – Uma mulher loira pediu.

-Claro. – Sorri para a mulher - Oi.

-Você gosta de crianças? -A menina perguntou se sentando ao meu lado.

-Claro que sim! –Respondi sorrindo.

Mentirosa

Fica quietinha consciência.

- Você é uma pessoa importante?

-Pode se considerar que sim.

-Você é modesta, minha mãe diz que ser muito modesta pode ser ruim.

-Pode mesmo.

-Então porque você é modesta?

Por isso que eu não gosto de crianças!

Povs Sophie

Respirei fundo e passei pelo portão de desembarque

-Alice! -Chamei.

Alice se virou para trás e me esperou.

-Bom dia.-Ela tentou demonstrar animação

-E o mal humor se faz presente mais uma vez!- Cantorolei.

-Eu não estou de mal humor -Resmungou

-Não , eu que estou.

-Eles estão ali. -Alice mudou de assunto apontando para um casal mais a frente.

Nossos pais acenavam freneticamente há uns 10 metros de distância.

-Oi. -Alice tentou animação mais uma vez

-Só um oi? Nem um senti saudades mamãe? -Nossa mãe brincou.

-Não. -Alice deu os ombros

-Ela está de mau humor .-Eu avisei.

-Quando ela não está? -Nosso pai perguntou.

Eu, Alice e nossos pais saímos do aeroporto e fomos em direção ao estacionamento.

-E como está NY? -Meu pai perguntou passando o braço pelos meus ombros

Fui demitida , ninguém quer me contratar, e minha vida amorosa está um caos, inclusive estou prestes a reencontrar o meu ex .

-Está tudo como deveria ser. -Eu disse sorrindo.

-Para onde estamos indo? Achei que iríamos direto para a Toca! – Alice perguntou quando fizemos um caminho diferente

Alice foi ignorada.

-Gente! -Chamei

Nosso pai estacionou em uma rua que nunca havíamos passado.

-O que estamos fazendo aqui?-Alice perguntou.

-Prometam que não vão ficar bravas conosco. -Nossa mãe pediu.

-O que está acontecendo? -Perguntei

-Nós mentimos para vocês, Molly não está doente. – Nosso pai disse.

-Como assim não está doente? -Alice perguntou

-Fizemos isto para reunir todos vocês no mesmo lugar. -Nossa mãe explicou.

-Vocês só podem estar de brincadeira! -Eu e Alice exclamamos

Povs Fred II

- Vocês só podem estar de brincadeira! -Eu e Rox exclamamos

- Já chega, o negócio é o seguinte, nós compramos essas duas casas que estamos em frente para vocês serem vizinhos e aprenderem a conviver uns com os outros, isso é um pedido da avó de vocês, vão mesmo desrespeitar -la a esse ponto? Porque se vocês forem eu não vou permitir, então se vocês não entenderam ainda, entre nessas casas agora antes que coloquemos vocês dentro delas a força. -Nosso pai pós um ponto final no assunto

E e Rox nos olhamos. Naquele momento nós sabíamos que não tínhamos outra saída a não ser conviver com as pessoas que evitamos durante os dois últimos anos.

Suspirei e desci do carro, abrindo o porta malas do carro e tirando as bagagens, fechando a tampa do porta malas com força logo em seguida.

-Boa sorte.-Eu desejei

-Para você também. -Rox retribuiu

Povs Rox

- Quer que eu mate o Jordan para você?- Fred perguntou.

-Proposta tentadora , mas eu não quero que você vá para Azkaban.-Respondi.

- Vou matar do mesmo jeito, não gosto dele.

-Aviso que farei o mesmo com a Molly II.

-Tchau.

-Tchau

Povs Lysander

Entrei na casa bufando, pelo menos era bonita.

Roxanne estava subindo as escadas e olhou para trás quando a porta bateu com força, me analisando da cabeça aos pés para depois me ignorar e continuar subindo as escadas.

ÓTIMO! Se eu nem falava muito com ela e nosso reencontro já foi assim não quero nem imaginar como será quando Lilly e Alexia chegarem.

Continuei meu caminho e fui para o cômodo que tinha o meu nome na porta, me jogando na minha cama.

Povs Longar

Olhei para trás e vi Lysander entrando na casa da frente bufando, voltei a seguir em direção à porta da minha nova casa.

Abrindo a porta levemente e encontrando Fred II na sala de estar.

O mesmo olhou para mim por alguns segundos antes de virar a cara.

Fui em direção às escadas, parando no meio da mesma quando a porta se bateu com força, indicando que mais uma pessoa havia chego.

Olhei para trás e encontrei Scott e Fred trocando olhares mortais.

Fechei os punhos quando meu olhar se cruzou com a pessoa ao lado de Scott.

Paul subiu as escadas,esbarrando no meu ombro quando passou por mim.

Provocativo como sempre. ...algumas coisas nunca mudam, não é mesmo?

-Vai mesmo jogar esse jogo? Preciso te lembrar do que aconteceu na última vez que nos vimos? Porque seria um prazer. -Falei

-Você não tem a mínima noção do que faz, não é mesmo?

-Eu fiz a coisa certa a se fazer.

-Fez mesmo?

-Eu estava protegendo a minha irmã ; você pode não ter notado , mas ela não iria suportar.

-Nós estávamos dispostos a fazer dar certo.

- Mesmo que você estivesse disposto, mesmo que ela estivesse disposta, não iria funcionar.

Povs Rose

Entrei na casa bufando, pelo menos era grande .

Alexia estava subindo as escadas e olhou para trás quando a porta bateu com força, me analisando da cabeça aos pés para depois me ignorar e continuar subindo as escadas.

Bufei mais uma vez e fui em direção às escadas, dando de cara com a única pessoa que eu queria matar na ponta da mesma.

Me surpreendi ao ver que ela não mudou muito durante os dois últimos anos.

Para quem sumiu da nada, sem dar notícias para ninguém, era de se esperar que estivesse totalmente diferente.

Seus cabelos, que antes eram lisos ,longos e totalmente pretos, agora estavam levemente ondulados nas pontas, curtos e com luzes em tom de caramelo.


Notas Finais


Quem será que Rose encontrou?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...