História What Is Your Desire, Hyung? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Youngjae, Yugyeom
Tags Got7, Jackbum, Lucifer, Markyeom
Visualizações 67
Palavras 1.655
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá unicórnios!
Espero que gostem dessa shortfic de Markyeom mesmo se nao shipparem, baseei na série Lúcifer e nuns post dos melhores diários do got7 (se vcs estiverem lendo isso saibam que eu sou uma seguidora mto fã 💚)

Capa feita pela minha unnie Day 💚

Até as notas finais hihihi

Capítulo 1 - Um


Fanfic / Fanfiction What Is Your Desire, Hyung? - Capítulo 1 - Um

Mark caminhava animadamente pelas ruas de Seul. Mesmo cansado devido ao seu estágio, estava muito feliz em como estava se dando bem com música e na produtora, mesmo que fosse um mero assistente. Seu chefe estava sempre elogiando seu trabalho e em pouco tempo já estava integrado com o pessoal do seu setor.

Se sentia leve e feliz em como as coisas estavam caminhando na sua vida, nem mesmo I Smile, do Day6 que tocava alto em seus fones, não estavam deixando ele carente e com vontade de chorar tomando sorvete de melão com hortelã. O caminho até seu apartamento já era conhecido e, como de costume, parou na padaria da esquina para tomar um café e comer um pão recheado com feijão vermelho, seu favorito. Enquanto checava suas redes sociais, notou uma movimentação estranha do lado de fora e foi surpreendido pela chuva que começara a cair.

- Não havia previsão de chuva para hoje! O tempo estava tão aberto, não havia nem nuvens! - disse o garçom para Mark

- Não sou nenhum meteorologista mas isso está bem estranho... Olhe! Está ficando mais forte! Merda, vou ter que ir correndo agora

- Não quer esperar essa chuva passar um pouco? - disse o atendente sem tirar os olhos do lado de fora da padaria

- Não, vai que piore. Aqui está, Youngjae. Obrigado e tome cuidado ao sair do trabalho com esse tempo - acenou para o mais novo e se preparou para enfrentar o início da tempestade que ocorria lá fora.

Cobrindo a cabeça com seu capuz, agarrou a bolsa às costas e saiu correndo em direção ao seu prédio, que ficava a três quadras virando a próxima esquina. Apertou o passo e quanto mais se aproximava de seu prédio, mais forte o vento batia contra seu corpo, fazendo-o ter dificuldades para andar em linha reta.

Faltando exatamente uma quadra, foi empurrado pelo vento e acabou tropeçando em umas latas de lixo que ficavam no beco em que se encontrara. Aproveitou que o vento não o empurrava mais e procurou por ali uma cobertura para aguardar a chuva diminuir e foi quando viu que entre as duas construções, mais ao fundo, havia uma pequena área coberta.

Aliviado, foi com cuidado se aproximando de lá, porém o barulho de risadas e xingamentos o fez hesitar por um momento, porém tarde demais para não chamar atenção de um grupo de caras que estavam sentados entretidos com algo. Estavam todos de jaqueta e calça preta, as blusas por baixo variavam. Eram em 6 e assim que notaram Mark, tomaram uma postura séria.

- Tá fazendo o que aqui moleque? - aquele cara devia ter uns 2 metros e parecia um armário. Sua voz grossa fez Mark repensar nos erros que tinha cometido na sua vida inteirinha.

- E-eu só estava...só estava... - se tremia de frio ou de medo não importava, Mark estava cagado

- Estava o que, hã? - 4 dos 6 caras se levantaram. Pareciam uma gangue. Os dois que ficaram para trás, Mark notou que um possuía um riso divertido e um tanto maldoso em sua direção, já o outro agora estava apenas encostado na parede, com uma perna e a cabeça apoiada na mesma e mantinha os olhos fechados

- Fu-fugindo da chuva. E-eu não que-queria atrapalhar o contrabando de vocês, podem continuar eu...eu to indo ali... - Mark deu um passo para trás, o que foi um erro pois os caras já estavam ao seu redor o encarando e impedindo sua passagem de volta às ruas. 

- Ora ora... quem é você é porque nunca tive o prazer de ter ver antes - o que estava sorrindo antes para Mark agora andava na sua frente e passava o dedo pela lateral de seu rosto e o analisava. Ele possuía fios negros, um rosto parecido com o de um príncipe cruel mas bonito e, ao contrário dos demais, não possuía um piercing na orelha 

- Bem, eu...não sou muito desse negócio de gangue sabe. Pessoal do Green Peace sempre pareceu mais caloroso - Mark estava tão nervoso que nem estava se dando conta do que falava, porém o moreno riu.

- Você é uma graça. Parem de intimidar ele. Venha jogar conosco. É um jogo simples que todo adolescente conhece. Se vencer, deixamos você ir.

- E...e se eu perder? - engoliu em seco com o sorriso estranho que o outro lhe deu

- Veremos...Seu nome?

- Mark Yien Tuan

- Podia ter falado só o primeiro, não vamos fazer um cartão pra você. Sou o Jinyoung. Esses são Billy, Ray, Kevin e Jorginho. E esse é-

 

- Não. - o cara da parede disse e um trovão caiu, deixando Mark arrepiado. - Ele só vai saber quem eu sou se ele desejar.

Sua voz não era tão grossa mas ainda sim possuía charme. Era alto e magro, seus cabelos eram avermelhados e caiam levemente nos olhos que ainda estavam fechados. Possuía uma pintinha logo abaixo de um olho e aparentava ser mais novo que Mark. Não tendo muito tempo para analisar o de cabelos avermelhados, Tuan foi empurrado para o chão em frente à um monte de cartas. Conhecia o jogo, mas olhando para aqueles caras, não tinha certeza se jogariam da mesma forma.

- Jogaremos nós 4, eu, você, Billy e Jorginho. Cada um por si. Você conhece o jogo, certo? - Conhecer o jogo? Mark era o melhor quando se tratava de Truco. Tinha cartas na manga e sabia blefar como ninguém. Podia estar parecendo um pateta por fora, mas já tinha traçado o perfil e fraquezas de todos ali. Bem, quase todos.

- Eu acho que lembro ainda como joga- disse como se estivesse inseguro o que fez com que os demais se encarassem vitoriosos.

 

Mal sabiam que o próprio diabo estava à frente deles.

 

- Eu vou jogar com ele. - outro trovão, mas dessa vez no exato momento em que o ruivo abriu os olhos, mostrando orbes castanhas. Não possuía nenhum traço em seu rosto, o que dificultou um pouco a leitura que Mark fazia. - Sozinho.

Uma energia correu sobre as veias de Mark, fazendo com que se arrepiasse. Sentia o cheiro da adrenalina do jogo de longe, e adorava desafios.

- Te-tem certeza? Eu não posso pedir ajuda nem pro grandão ali?

- Chefe, você vai mesmo enfrentar um cara...- antes de continuar, Jinyoung o analisou com uma cara de nojo e tédio- assim? Não vai ter nem graça.

- Veremos - e um leve sorriso lateral se formou nos lábios do maior, sumindo segundos depois.

As cartas foram entregues, 3 para cada e a carta que virou ao centro fora um 5, significando que o 6 era o mais forte do jogo. Mark notou um As de copas, uma Dama e um 6 de spadas em sua mão, mas isso não o deixou confiante. O olhar do outro sobre si queimava sua pele, como se estivesse revirando todo o ser de Mark para descobrir suas fraquezas, medos, tudo.

- Antes me diga, Mark, qual sua idade?

- 24 e a sua?

- Você tem certeza que quer entrar nesse jogo? - não fora um flerte, nem de longe, mas Mark sentiu um arrepio na nuca e uma curiosade sobre aquele à sua frente começar a surgir dentro de si.

- E-eu acho que sim

- Vamos jogar uma vez e depois você decide. Você começa.

Mark começou jogando seu As para forçar o adversário a jogar uma carta forte. Não que queria impressionar o cara a sua frente, mas queria. Conseguia já ler suas jogadas e o jogo bem havia começado. Se bem tinha entendido aquele papo todo, o mais alto estaria apenas testando até onde iria, facilitando a primeira jogada. 

 

A primeira rodada seria sua.

 

O mais alto entre os dois jogou exatamente o que Mark imaginava, um 2, matando seu Às e tornando com um 7. 

“Previsível”, Mark pensou.

- E-eu posso pedir uno?

- Truco - disse Jinyoung revirando os olhos 

- Isso... posso? - Mark abaixou a cabeça levemente porém manteve o olhar no adversário que o observava friamente.

- Se é o que deseja - disse sem expressão

- Truco... - Mark soou nervoso e inseguro. Ouviu os grandões comentarem atrás de si “O garoto já era”, o que fez seu interior se agitar de excitação. Queria logo a resposta para seu truco, queria acabar com aquele primeiro jogo ali e voltar pra casa. Mas acima de tudo, queria ver a cara de surpreso no seu adversário.

 

- É, eu desisto. Não tenho nada. Você ganhou. Deixem ele ir. - o avermelhado disse se levantando

Mark manteve uma cara de alívio mas por dentro estava incrédulo. Como um cara com esse ar de superior e de chefe tem coragem de sair de primeira de um jogo? 

Assim que se levantou também, notou a chuva diminuir radicalmente, se tornando uma leve garoa.

- Não pense que isso foi sorte, hyung. Sabemos que não foi. Só não apareça mais por aqui, você não sabe direito como jogar. - O mais alto lhe lançou um pequeno sorriso, um tanto desafiador. - Não se faça de ingênuo. Sei que não é. Pode ir embora. - virou as costas e começou a caminhar mais afundo do beco, deixando Mark um tanto quanto incrédulo para trás. 

Jinyoung passou por ele e deu um sorriso e uma piscadela, enquanto os outros só seguiram o outro como se fosse um chefe.

Virando-se para ir embora também, ouviu ao longe:

 

- Yugyeom. Se seu desejo era saber meu nome.

 

Um frio se instalou no interior de Mark. 

 

Yugyeom.

 

“Saiba que não estou satisfeito com esse jogo. Eu voltarei” pensou Mark, virando e saindo logo em seguida do beco.

Um pouco mais atrás de seus comparsas, Yugyeom olhou para onde o menino de cabelos cor de areia saiu e sorriu divertido.

 

 

- Estarei te esperando, Mark hyung.

 

 

 


Notas Finais


Bem a fic já esta finalizada e terá 5 capítulos!

Deixem seus comentários sobre o que acharam desse primeiro capítulo! E até a próxima hihihi

se cuidem 💚


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...