História Where it all began - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Hetero, Jimin, Jungkook, Namjin, Taehyung, Yoonseok
Visualizações 10
Palavras 2.878
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Peninossssss (Pra você não ficar perdido “Oi” em coreano significa penino-‘오이’)
Essa fic engloba o universo escolar, (eu sei que parece meio clichê, mas eu acho que vocês vão gostar)
Boa leitura 📖❤️

Capítulo 1 - Hana, Dul, Ses


Fanfic / Fanfiction Where it all began - Capítulo 1 - Hana, Dul, Ses

                          Hana, Dul, Ses...

 

  "Agora, eu estou me confortando eu digo a  mim

  mesmo que não há nada perfeito no mundo, 

       eu estou me esvaziando pouco a pouco" 

                        Forever Young, BTS

 

Uma

 

Duas

 

Três

 

   Foram as vezes que meu despertador tocou antes de eu ter o desligado, fiquei deitada de barriga para cima fitando o teto, o único som que eu conseguia escutar era o som da minha respiração que estava calma e singela. Olhei para a janela e pude ver que o tempo estava nublado, mais uma manhã de primavera onde o frio faz questão de fazer presença. 

   Levantei da cama contragosto, me arrastei até o banheiro onde fiz minhas higienes matinais, coloquei o uniforme da escola — a maioria das meninas da minha escola vão de short, mas nessa primavera tenho certeza que o tamanho dos shorts vão diminuir, eu por outro lado não gosto de mostrar meu corpo, geralmente uso roupas largas, por isso vou de calça jeans— escovo meus cabelos os deixando soltos, coloco um vans preto, coloco meu óculos e pego minha mochila saindo do meu quarto.

   Desço as escadas mais lenta que lema, eu de fato não queria ir para escola e passar a mesma coisa que eu passo todo dia, digamos que eu nunca fui a menina na qual todas as garotas queriam ser amiga, que os meninos desejam ou que era popular, pelo contrário. Eu sempre fui zoada por usar óculos e ser 'nerd', não tenho amigos, mas eu preferia assim. A maioria dos adolescentes da minha escola são metido e falsos pelo simples fato de terem dinheiro. Bom eu não sou diferente deles nesse aspecto, meu Appa é contador e minha Omma é advogada o que fazia da minha família com a condição financeira boa, porém eu não me gabo ou me acho só por que tenho dinheiro.

   Meu Oppa-Kim SeokJin- faz faculdade de gastronomia, isso fazia do mesmo o cozinheiro da casa. Muita gente acha que ter um irmão e a pior coisa do mundo, que o irmão vive te perturbando e só sabe pedir favor. Meu irmão não é assim, muito pelo contrário, somos grudados dês de pequenos, ele sempre cuidou de mim, me aconselhou e me fez dar muitas risadas com as aventuras que ele tinha com seus amigos da faculdade.

 

   - Joh-eun achim-ieyo*-digo entrando na cozinha onde avisto todos ali tomando café da manhã, me sento antes deles falarem algo.

 

   -Joh-eun achim-ieyo*-disseram uníssonos, pego uma torrada e passo requeijão logo depois a como, coloco café em uma caneca onde bebo um pouco do líquido quente.

 

   -Min-ah o que acha de irmos ao shopping a tarde?-escuto a voz de Jin quebrar o silêncio, o olho confusa e com o cenho franzido.

 

   -Oppa, você não ia sair com o NamJoon oppa?-pergunto bebendo mais um pouco do café e pegando mais uma torrada onde passei requeijão antes de saboreia-la.

 

   Um fato sobre meu irmão, sim ele é gay. Eu não vejo problema algum, assim como nossos bumonim*, quero que ele seja feliz independente do sexo que ele escolha. Kim NamJoon, Nam, Rap Monster, RapMon ou God of destruction — como eu o chamava, afinal ele quebra quase tudo que toca— era o namorado do meu irmão, quando eu conheci NamJoon Oppa eu fiquei um pouco tímida mas no final eu acabei me apegando muito a ele, eu tenho uma admiração enorme nele, pois além de inteligente e ter um conhecimento de mundo bem amplo, ele é maduro e nossas conversas sempre eram interessante e intrépidas. Como era de se esperar além de Jin Oppa, Nam Oppa também tinha ciúmes de mim com qualquer garoto, para a felicidades deles eu não tinha nenhum amigo. Jin e Nam namoram já tem mais de 2 anos e eu tenho certeza que eles vão ficar juntos para sempre, eles se completam de certo modo e eu super apoio, assim como HoSeok oppa e YoonGi oppa, os amigos de Jin que coincidentemente também eram amigos de Nam, afinal os mesmos faziam faculdade na mesma faculdade a única coisa que muda são os cursos, Nam e YoonGi fazem faculdade para serem produtores e HoSeok faz de dança.

 

   -Ia, ele vai estudar para uma prova essa semana! Aí eu pensei em fazer um programa Oppa e Yeodongsaeng* o que acha? Afinal faz tempo que não passando um tempo juntos!-pude perceber um certo brilho em seus olhos o que me fez abri um sorriso largo, adoro fazer programas desse tipo com o Jin Oppa.

 

   -Eu vou deposita ₩ 900 mil wons na conta de vocês, para gastarem com que quiserem!-engasguei com o café junto a Jin, olhamos para nosso Appa com os olhos arregalados.

 

   -Mwo?*- eu e Jin falamos em coro logo depois de nos recompormos das tosses.

 

   -Appa não é muito dinheiro não?-Jin perguntou ainda não acreditando no que tinha ouvido.

 

   -Verdade Appa, nos temos dinheiro! O senhor não precisa gastar seu dinheiro conosco!-digo ainda com os olhos arregalados.

 

   -Não meus amores! Estamos dando esse dinheiro, pelas boas notas e pelo comportamento exemplar que demos a vocês!-a voz de nossa Omma se fez preste- Afinal vocês merecem, gastem com que quiser, roupas, tênis, livros, celular novo! O dinheiro é de vocês, mas juízo em!-sorriu bebendo um pouco do café.

 

   Eu e Jin nos olhamos como se não tivéssemos acreditando no que tinha acabado de acontecer, terminamos o café e cada um foi para suas respectivas presenças, Jin Oppa foi para faculdade, Appa e Omma foram para o trabalho e eu fui me arrastando para a escola ou o inferno o que eu particularmente o chamo.

 

(...)

 

   Não demorei muito para chegar na escola, e como sempre fui uma das primeiras a chegar, suspirei antes de passar pelo portão e assim que passei senti olhares sobre mim, além de cochichos e risadinhas, acelerei meu passo e fui direto ao gramado interno da escola onde fiquei sentada de baixo de uma árvore esperando dar o sinal do início das aulas, aproveitei e peguei meu livro para lê-lo.

 

(SunMin off)

(JungKook on)

 

   Como de costume acordei com meu típico mal humor, levantei da cama sem a mínima vontade, estava com preguiça até de respirar. Entro no banheiro faço minhas higienes matinais e coloco o estupido uniforme que sou obrigado a usar — estamos do século XXI que escola de ensino médio ainda tem uniforme?— arrumo meus cabelos, coloco o primeiro tênis preto que vejo, pego minha mochila junto com meu celular saindo do meu quarto indo em direção a cozinha.

   E como era de se esperar, vazia! Depois da morte da minha Omma por conta de um câncer no estômago meu Appa ficou mais frio e distante, e com a morte dela eu fiquei sozinho nessa casa enorme, afinal eu e minha Omma éramos muito apegados ao contrário do meu Appa, que eu o via poucas vezes e essas poucas vezes ele sempre estava no telefone, eu até entendo ser CEO é trabalhoso mas falar com seu filho de vez em quando não machuca.

   Peguei uma maçã verde na fruteira da cozinha, fui em direção à garagem onde entro no meu carro um Sw4 preto, jogo minha mochila no banco do carona e termino de comer minha maçã, pego um chiclete de hortelã para tirar o hálito de maçã. Dou partida indo em direção a escola, o trânsito estava calmo o que resultou da minha rápida chegada na escola, pego minha mochila e saio do carro logo depois o trancando.

   Quando passei do portão principal —como já se esperava— escutei uma gritaria feminina me fazendo revirar os olhos, todo dia era isso, a culpa não é minha se eu sou lindo demais. Vou em direção ao gramado interno da escola onde eu Jimin Hyung e Taehyung ficamos sentados em um dos bancos esperando o sinal tocar. Entro no gramado os avistando de longe, chego perto dos mesmo e jogo minha mochila na mesa e sentando logo em seguida.

 

   -Bom dia para você também mal educado!-escute o deboche de Jimin, revirei os olhos e forcei um sorriso falso o olhando, o mesmo me olhava com um sorriso sínico.

 

   -Dia, porque de bom não tem nada!-suspirei- Bom seria se eu estivesse na minha cama, dormindo!-digo indiferente cruzando os braços, de fato estar em minha cama debaixo da coberta não seria uma má ideia.

 

   -E aí esta o mal humor em pessoa!- Taehyung diz arrancando risadas de Jimin e eu apenas o olhei com tédio vendo os dois Hyung's rirem do meu mal humor.

 

   -Cara ficou sabendo do baile de primavera no final do mês?-volto minha atenção pra Jimin que se recomponha das risadas que outrora ria, eu ainda o olhava com tédio- E pelo visto não-riu nasal, eu apenas o olhei como se pedisse para ele continuar, mas logo entendi o que ele queria dizer.

 

   -Quem vai ser a coitada dessa vez?-pergunto concertando minha postura olhando para os dois que se entre olharam com um sorriso malicioso —prevejo merda— e logo depois olharem para mim.

 

   -Você vai chamar a Kim SunMin para o baile!-o olhei incrédulo não acreditando no que tinha ouvido.

 

   -O que?-pergunto totalmente horrorizado- Vocês so podem estar brincando comigo! Eu não vou levar aquela.... aquela... coisa pro baile! Ela é estranha e esquisita, se eu for falar com ela e bem capaz da coitada sair correndo de mim! Além de minha reptação ir ralo abaixo, vou ser zoado pelo resto da minha vida.-os mesmos riam com minha reação.

 

   -Calma aí JungKook- Taehyung se pronunciou se recompondo das risada, me fazendo suspirar aliviado.

 

   -Porra que susto que vocês me deram!-coloco a mão no peito suspirando aliviado, porém quando pus meus olhos nos dois, os mesmos me olhavam com olhares maliciosos me fazendo engolir seco.

 

   -Você só não vai levá-la ao baile com irá transar com ela também, e você terá que filma!-tá bom eu furo que a raiva fazia presente no meu corpo depois das palavras de Jimin.

 

   -Qual é o problema de vocês? Não vou fazer porra nenhuma!-digo irritado de braços cruzados- O que levam vocês a acharem que eu iria fazer uma burrada dessa? Me poupe né.

 

   -Ah você vai sim!-Taehyung se levantou rindo e ficando frente para mim, eu o olhei com um olhar fuzilante.

 

   -Por ₩ 800 mil wons você vai fazer sim!- o olho incrédulo e suspiro- Pensa bem! Com ₩ 800 mil wons você poderá ter aquela guitarra que você queria tanto- disse me fazendo suspirar, realmente era uma proposta de dar água na boca.

 

   -Ta mas depois do baile eu nunca mais olho na cara dela!-o sinal toca e eu me levanto pegando minha mochila.

 

   -Faça o que você quiser mas contato que você tenha um vídeo transando com ela tá tudo certo!-Taehyung se pôs de pé me olhando.

 

   Suspirei cansado e fui em direção a sala de aula onde eu ia ter nos dois primeiros tempos de álgebra, eu basicamente não prestei atenção na aula, estava pensando em um jeito de chegar ate SunMin na qual ela não fuja.

   E assim a aula foi, depois tive Geografia e Gramática, eu não prestei atenção em nenhuma aula, estava tão fora de órbita que eu nem percebi que o sinal do intervalo tinha tocado. Sai da sala sentindo olhos sobre mim me deixando de certa forma incomodado, suspirei pesado e fui até a cantina. Assim que eu adentrei a cantina eu a vi, estava tão patética que chega a dar pena, a mesma lia um livro em uma mesa isolada. 

   Estou tentando uma impressão de que isso vai ser difícil, mas não vou desistir afinal são ₩ 800 mil wons. Fui em direção a cantina comprei meu lanche e fui me senta com os meninos —‘Eu tinha que achar alguma coisa que faça me aproximar de SunMin’.

 

(JungKook off)

(SunMin)

 

   Antes do sinal do inícios das aulas tocar, uma gritaria feminina invadiu meus canais auditivos me fazendo revirar os olhos, era sempre assim. Todo dia quando ele chegava...

 

   Jeon JungKook 

 

   Ou como eu gosto de o chamar o idiota metido a besta, eu acho um certo exagero da parte das meninas gritar por ele toda vez que ele chega na escola, ele nem é grande coisa,— mentira, ele é lindo, o sorriso dele é de tirar o fôlego, é inteligente, tem uma voz que hipnotiza qualquer um— metade da escola caia aos pés dele, dele e mais outros dois, Kim Taehyung e Park Jimin.

  Eu não posso negar os três são lindos, a beleza deles chega a ser um pecado, mas são metidos, mimados e idiotas. Ainda com os olhos presos no livro senti ser observada, mas não tive o trabalho e nem a vontade de parar minha leitura. Deve ser aquelas pessoas mesquinhas querendo me ver para baixo, eu realmente não quero me preocupar com isso, tenho outras coisas para me preocupar como por exemplo minha prova de biologia na quinta-feira.

   Quando o sinal finalmente toca eu pego minhas coisas o mais de presa possível para não perder o primeiro tempo de Física, e para não ser incomodada ou zoada como de costume. Quando chego na sala sou recebida com uma chuva de bolinhas de papel.

 

   -Olha só parece que a esquisita lembrou de tomar banho!- escutei uma voz fina irritante me fazendo revirar os olhos, era a Mi-Joon —como em toda escola tinha uma garota escrota metida a rainha do mundo, na minha escola não era diferente. Mi-Joon popular evidentemente, a mesma era bonita não posso mentir mas era ridícula e metida. Fazia questão de deixar os outros adolescentes não muito bonitos parecendo um lixo e olha eu sou um deles— a mesma me olha rindo- Mas eu acho que na próxima vez você deveria caprichar no banho! Ainda tá fedendo!-arrancou rosadinhas da sala, respirei fundo e voltei a andar até a minha carteira que logo depois o professor entra iniciando a aula fazendo todos em pé se sentar.

 

   As aulas foram tranquilas de certa forma, não teve muita gente tentando me colocar para baixo, zoavam de vez em quando mas nada que me fizesse desconcentrar na aula. Quando o sinal do intervalo tocou eu juntei minhas coisas o mais rápido possível e evidentemente fui uma das primeiras a chegar no refeitório, que assim que cheguei suspirei aliviada, sentei em uma mesa no canto e peguei meu livro, onde retornei minha leitura. 

 

   -Olha só meninas parece que a esquisita resolveu ficar no canto para não espantar as pessoas-arrancou risadas das cachorrinhas que seguiam a mesma, tiro minha atenção do meu livro e encaro a dona da voz me fazendo revirar os olhos.

 

   -O que você quer MiJoon? Vai fazer algo de útil e me deixe!-digo me levantando e a encarando indiferente.

 

   -Garota quem é você para falar assim comigo? Você sabe quem eu sou?-ri nasalada- Eu posso acabar com sua vida em um piscar de olhos garota!

 

   -MiJoon se me der licença tenho mais o que fazer do que ficar escutando uma pessoa que nem somar 2+2 sabe!- peguei minhas coisas e dei as costas, mas antes de sai me virei para a mesma que estava com o punho serrado e com o cenho franzido- Quando você vier falar comigo de novo aconselho você passar perfume, pois não sou a única a feder aqui!-arranco risadinha das duas meninas que acompanhavam MiJoon.

 

   Assim que dei as costas para a mesma o sinal tocou indicando o fim do intervalo, caminho até a sala de aula onde eu vou ter Geografia. Assim que entrei na sala quase beijei o chão por ver o professor já na sala, pedi permissão para entrar que foi cedida pelo mesmo me fazendo ir me sentar rápido para poder copiar a matéria que ele passava no quadro. 

 

(…)

 

   O sinal do fim das aulas toca às 4 p.m. em ponto , finalizando minha angústia de estar convivendo com gente mesquinha. Junto minhas coisas o mais rápido que eu posso, quase caio pela presa mas só ficaria feliz e satisfeita quando pusesse os pés fora dessa escola. 

   Mal dei meu suspiro de liberdade que ele foi retirado de mim logo após meu encontro com o chão, fazendo com que todos os livros que eu carregava se espalhassem pelo chão. Escuto risadas de todos ali presentes, levantei do chão ficando ajoelhada tentando pegar os livros que no chão estavam.

 

   -Isso é para você nunca mais me desafiar!-olho para cima e vejo MiJoon de braços cruzados com um sorriso psicopata no rosto- E só para garanti isso..-vejo a mesma pegando um copo com uma das meninas que a acompanhava, e assim que ela o pegou despejou todo o líquido que ali tinha em meus cabelos. 

 

   Minha vontade de chorar se fez presente mas eu me controlei para não chorar, a risada de todos era escutada de longe e o que mais queria era sair o mais de pressa possível dali. Entrar no meu quarto e chorar —pareceu fraco mas as pessoa choram não porque são fracas e sim porque passaram muito tempo sendo fortes— pude sentir uma lágrima involuntária escorrer na minha bochecha o que me fez seca-lá rápido, quando eu ia começar a catar meus livros espalhadas no chão, escuto passos e logo em seguida me fazendo levantar a cabeça para ver quem é. Um arrepio e a surpresa se vez presente em meu corpo, afinal o que ele faz aqui?

 

   -Você quer ajuda?


Notas Finais


*Joh-eun achim-ieyo (좋은 아침이에요): Bom dia
*Bumonim (부모님): Pais
*Yeodongsaeng (여동생): Irmã mais nova
*Mwo (뭐): Que
Espero que tenham gostado... perdoem se encontrarem um erro... ☺️
Bjinhos até aproxima 👋🏼


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...