História Who you love? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Visualizações 19
Palavras 1.319
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


olha eu aqui de novo, vi que estao gostando e la vai mais um.
qualquer coisa @parrillswen

Capítulo 2 - Reencontro


Anos depois...

- MAMÃEEEE! - O mneino berrou do andar de baixo. 

- Eu sei que estamos atrasados, Henry. - Desceu as escadas colocando seu par de brincos. 

- Então vamos! - Sairam. 

Henry era fruto de seu casamento com Robin. Se conheceram em uma reunião da revista, na epóca era produtor executivo de outra empresa. Hoje ele trabalha na Love Magazine com sua esposa, Regina. São casados há dez anos, e são um casal de grande influencia em Seattle. 

De uns tempos pra cá, essaa relação só vem à cair. Momentos de brigas, desentendimentos, e o principal fator disso é o trabalho. Robin se tornou mais agressivo e egocentrico, e Regina que é dona de si, não deixa o marido se folgar. 

Se Regina está ainda com ele é pelo filho. Ela ama Henry, com todas as suas forças, ele sempre será a prioridade dela e de jeito nenhum queria ve-lo triste. 

- Tchau, mamãe. - Abraçou as pernas de Regina. 

- Tchau, filho. Até mais tarde. - Se agachou e beijou sua testa. O menino jogou um beijo no ar e entrou com seus amigos pra escola. 

Assim que desceu do carro, uma brisa gelada percorreu sua espinha. Realmente o inverno chegou, adorava aquela fase do ano, gostava de ficar quentinha em baixo das cobertas com o seu cházinho e pipoca. Sempre que aparecia na porta só se ouvia "bom dia" que à fazia responder com meio sorriso ou nem sequer respondia. 

- Bom dia, priminha. - Entregou um copo de café quentimho para Regina, era tudo o que precisava. 

- Hoje não, Zel! - jogou a bolsa no sofá de sua sala e sentou na cadeira. Além de sua secretária, fazia parte da familia. 

- Credo! Acordou azeda hoje. - Deu um gole no café.

- BOM DIAAA! - Killian entrou na sala. Hoje, é o melhor amigo de Regina. - Tá com cara de quem comeu e não gostou. - Ele era fotográfo, qualquer um se apaixonaa por suas fotografias. 

- Pois é! - Olhou pro teto. 

- VOCE TRANSOU COM O SEU DEUS GREGO? - Perguntou afobado. 

- Sim! Ele é meu marido. - Alterou um pouco a voz. 

- "Ele é meu marido" Mills, Regina. Conta outra, querida. - Zelena debochou. 

- Já estava na hora daquele foguetão entrar na sua caverna do dragão, né bebe. Olha, rimou. - Riram do amigo. Realmente era o trio do pop. 

Conversaram mais um pouco e voltaram às suas funções. As primas tinham uma reunião importante de quem colocariam na capa da revista no próximo mes, mas para isso precisariam de uma nova designer para organizar os pontos principais. Como a ultima eles demitiram, estão procurando uma nova. 

Regina saiu estressada da reunião. Odiava reuniões, e os acionistas nao eram tão faceis de lidar, acabava ficando impaciente, e quem ela ver pela frente, descontava. Na entrada de sua sala, acabou esbarrando em uma moça, que andava de um lado pro outro. 

- Me desculpe! - Ajuntou sua coisas que haviam caido. 

- O que faz nesse andar? - Encarou a mulher e conhecia muito bem aqueles olhos esverdeados. 

Ficou estática. Não acreditava no que seus olhos viam, conseguiu dar um enorme sorriso e abraça- la. As pessoa que passaram por ali, achavam aquela cena estranha, mas para as duas nada importava. 

- Voce está aqui! - Ela estava ali. 

- Estou! - Se olharam. 

- O que faz aqui? 

- Bom, vim pro cargo de designer. - Colocou as mãos no bolso da calça jeans. 

- Então, amos para a minha sala. - conduziu Emma até a sala. 

Regina está adorando o fato de Emma estar ali, depois da reunião estressante que teve é sempre bom ter alguem pra lhe alegrar. E a companhia de Emma era uma das melhores coisas que Regina podia querer. 

Emma por sua vez, gostou de reencontra- la. Estava diferente e não pode deixar de reparar em seu físico. Os seus cabelos que agora estavam curtos transmitiam mais brilho e de longe qualquer um podia sentir o cheiro de chocolate que vinha dele. A sua saia e blusa social marcavam muito bem as suas belas curvas, demonstrando que ela era uma mulher e tanto. Aquela famosa cicatriz em cima de seus labios, com o típico batom vermelho, deixava- a mais sexy e irresistivel. 

- Emma? Tudo bem? - perguntou chaqualhando os ombros de Emma. 

- Err..... sim....tudo otimo e com voce? - ficou nervosa por ter certos pensamentos perto de Regina. 

- Ai, ai! Emma Swan, voce não mudou nadinha. - sentou- se na sua cadeira. 

- Não? - Sentou na cadeira a frente de regina. 

- Digo, sua personalidade. - Separou uns papeis em cima de sua mesa. E Regina começou a fazer perguntas, para ver se ela estava adapta ao trabalho. 

Regina as vezes se perdia com tamanha beleza. Emma sempre foi encantadora e Mills tinha certeza que quando crescesse ia ser muito mais. Pensou que Emma seria modelo, por ter o corpo bem definido, os braços bem fortes e o rosto lindo como o de um anjo. Se enganou, mas continua sendo a mesma Emma Swan de sempre. 

Por fim, Regina contratou Swan. Ela era a nova designer de capa de revista da empresa. 

Depois de vinte anos Emma voltou para Seattle. Havia se casado com Graham, mas depois de um tempo casado, ela descobriu que ele tinha outra. Ficou devastada, nunca pensou que isso aconteceria com ela. O amava, e achou que era recíproco. Então, pegou suas coisas e voltou para a casa de seus pais em Seattle. É impressionante que por trás desse rostinho bonito tem uma história triste, vivido por uma mulher extraordinária. 

- Obrigada, Regina. Vai ser um prazer trabalhar com voce. - Lançou um olhar perverso e em seguida dois beijinhos na bochecha. 

- Eu vou adorar, Emms. - Deu o seu famoso olhar intimidador. 

- UUUUUH! Carne nova. - Zelena entrou com Killian no andar da sala de Regina. - Emma? É voce ou eu estou só com sono? - se abraçaram e deram gritinhos. 

- Sou eu! Que saudades, ruiva de farmácia. - Se afastaram e tocaram o cabelo uma da outra. 

- Saudades! Minha gema de ovo. - "os apelido bregas voltaram " Regina quase falou. 

- Isso é apelido ou karma?- Killian que até então só observava, se manifestou. - Jesus! Voce é modelo? Olha esse rosto, essa pele. - a tocou e Emma achou estranho. 

- Não, gente! Ela é quem vai dar realce para nossa revista agora. - Regina disse com a voz firme. - Emma, Killian. Killian, Emma. - os apresentou. 

- Prazer, Emma Swan. - Ergueu sua mão. 

- Eu não acreedio que vou trabalhar com uma futura angel! Muito prazer, Killian. - chaqualhou sua mão- Sou o unico que não te conhece?

- Sim! - as mulheres responderam em conjunto. 

- Depois quero saber a historia, hein. - Olhou para Regina que  revirou os olhos.

Emma começaria no dia seguinte. Então se despediu de todos e quando chegou em Regina, fez um meio convite. 

- Podemos tomar um café qualquer dia desses. - olhou bem dentro de seus olhos. 

- Claro! 

- Vou aguardar ansiosa, Srta. Mills. - Disse em seu oouvido e fez Regina se arrepiar. Emma sorriu de canto ao perceber que ainda despertava alguma coisa nela. 

- Regina, Regina. - Zelena alertou. 

- Que? - Voltou ao normal. 

- Qual é a história? Me conta, Zel! Por favorzinho! - Killian implorou. 

- Quando elas eram adolescentes, Emma beijou Regina e em seguida ela foi embora pra Europa. - Desembuchou. 

- Minha santa Lady Gaga! Eu to marrom nuttela agora. Regina voce gostava de xoxota? Porque nao me contou antes, poderia me contar antes pra gente ir no sexyshop comprar coisinhas. - E foi graças a Zelena Mills, teria que responder todas as perguntas de Killian, ou então a bixa não acalmaria. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Vou voltar só na quinta pq amanha eh feriado e vou ter que passar o dia todo fora :(
Ate a proxima bjssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...