História Why Always Me? - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Friend, Girls' Generation, Mamamoo, Monsta X, TVXQ (DBSK) (Tohoshinki), TWICE
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Moonbyul, Nayeon, Rap Monster, Solar, Suga, Taeyeon, Umji, V, Won Ho, Xiah Junsu, Yoona
Tags Bangtan Boys, Bts, Gfriend, Jungkook, Mamamoo, Romance, Shoujo, Snsd, Sobrenatural, Solar, Taehyung, Umji
Visualizações 15
Palavras 1.647
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora, eu estava muito ocupada com coisas da minha família e tal... mas tá ai, mais um capítulo <3

Capítulo 8 - Cadê o Taehyung?


Fanfic / Fanfiction Why Always Me? - Capítulo 8 - Cadê o Taehyung?


 Ele era... Meu pai?


 — O que ele está fazendo aqui? —  penso.


 Ele me olha e acaba abrindo um grande sorriso e me abraçando.
  
   Junsu — Filha! É você mesma? Você cresceu tanto!


  Yong-Sun — É... o que faz aqui? Você não estava na China? — assim que meus pais se separaram, Xiah Junsu, meu pai, voltou para a China, seu país natal, depois disso nunca mais tinha o visto. 


 Junsu — Eu vim resolver algumas coisas com sua mãe, e também vim ver minha filha querida! — fala apertando minhas bochechas. Eu estava doida para sair dali e ir para a escola.


 Yong-Sun — Me surpreende você se lembrar da minha aparência.


 Junsu — Como eu esqueceria a aparência da minha linda filha?


 Yong-Sun — Você nunca me deu bola quando morava com a mamãe e agora vem aqui bancar o paizão, com licença, estou indo para a escola! — falo com raiva, realmente não faço ideia do que ele veio fazer aqui e nem quero saber, apenas sigo meu caminho até a escola.

 Eu estava esperando ver Taehyung na entrada mas parece que ele não vai vir hoje...
 No intervalo vejo os amigos de Taehyung, estavam todos lá menos ele, me pergunto o que poderia ter acontecido e então resolvo falar com eles, que ficam surpresos ao me ver.
 
 Jin — O que veio fazer aqui? O Taehyung não veio.


 Yong-Sun — Eu sei, eu só... queria saber do porquê dele não vir... 


 Namjoon — Ele disse que não estava se sentindo bem então não veio para a escola.


 Yong-Sun — E você Jungkook, está se sentindo bem? — Pergunto olhando para o garoto.


 Jungkook — Estou bem, graças a você! — ele dá um leve sorriso e noto seu rosto um pouco avermelhado.


 Yong-Sun — Então... valeu, vou indo.


 Yoongi — Espera, você não vai nos falar nada sobre ontem?


 Jin — É, sua bruxa!


 Yong-Sun — Sobre ontem? Bruxa, eu? Jin-Hyung, não diga isso! — falo debochando de Jin.


 Jimin — Você disse que via espíritos, Jin ficou louco pesquisando na internet sobre como matar bruxas.


 Yong-Sun — Eu não sou nenhuma bruxa, apenas vejo espíritos desde meus 12 anos, não existe um explicação para isso. Tchau. — saio de lá para não ter que ouvir mais nenhuma teoria idiota daqueles amigos estranhos do Taehyung.


 Depois da aula acabar, vou até o portão de saída, Jungkook estava lá, devia estar esperando pelos outros garotos, resolvo ir até ele, talvez ele saiba onde fica a casa do Tae, eu estava pensando em ir visitá-lo e me desculpar mas a única coisa que sei é que ele mora na minha rua, mas em qual casa?
 
 Yong-Sun — Jungkook! Preciso falar com você. 


 Jungkook — Ah, oi de novo... o que você quer falar?


 Yong-Sun —  Você sabe onde fica a casa do Taehyung? Pode me dar o endereço?


 Jungkook — Sei... Você não quer que eu te leve até lá? 


 Yong-Sun — Não é necessário...


 Jungkook — Mas não acho que seja certo você andar por ai sozinha, dizem que tem um cara mal encarado rondando por aí! — ele fala preocupado, mas realmente não precisa pois sempre ando acompanhada de Yuta.


 Yong-Sun — Tá... tudo bem, vamos. 



 Caminhamos em silêncio até a casa do Taehyung, Jungkook parecia ansioso, tenso, não sei no que ele deve estar pensando...


 Yong-Sun — Jungkook, já pode ir... obrigada por me trazer até aqui. — falo logo que chegamos na casa de Tae. 


 Jungkook — Você não quer que eu entre junto?


 Yong-Sun — Preciso conversar com Taehyung á sós. 


 Jungkook — Tudo bem... eu vou indo, até mais.  — ele abre um sorriso leve e se aproxima para me dar um beijo na bochecha, Jungkook é um garoto realmente fofo. 
  
 Logo que ele vai embora, bato na porta da casa do Taehyung, uma mulher linda e com uma aparência abre a porta e me cumprimenta.
 
  Taeyeon — Olá, quem é você?


  Yong-Sun — Meu nome é Kim Yong-Sun, eu vim ver como Taehyung está...
 
  Taeyeon — Então você deve ser amiga dele... meu nome é Kim Taeyeon, sou a irmã mais velha do Taehyung, muito prazer! — ela se apresenta com um grande sorriso. Ela me lembra alguém, talvez seja famosa... vai saber! Taehyung é um idol, a irmã também deve ser. 
 
   Taeyeon me convida para entrar e me fala onde fica o quarto de Taehyung, fico um pouco nervosa ao entrar em seu quarto pois nunca entrei no quarto de um garoto antes...  Ao entrar em seu quarto, me deparo com Taehyung na cama, ele estava dormindo e sem camisa, talvez nem esteja com algo tampando suas partes de baixo... esse garoto é realmente esquisito. Decido acordá-lo o balançando, eu não ficaria ali esperando ele acordar. O balanço umas 10 veze até ele abrir os olhos.
  
  Taehyung — Hhm, Taeyeon eu já disse que não vou pra escola! — fala, sonolento. 
   
  Yong-Sun — Tae! Sou eu, Yong-Sun. 
 
 Taehyung — Yong-Sun? O que faz no meu quarto?


 Yong-Sun — Você não me parece nem um pouco doente. 
 
 Taehyung — Então você estava preocupada comigo em...


 Yong-Sun — Não! Eu só senti obrigação de ver como você está, afinal nós discutimos ontem e você poderia ter feito algo ruim.


 Taehyung — Isso se chama preocupação! — ele mostra sua língua, logo se levantando da cama e coloca uma camiseta.


 Yong-Sun — Enfim, eu vim pedir desculpas por ontem, você é meu único amigo humano e... eu acho que foi entendiante a escola hoje sem sua notável presença. 
 
 Taehyung — Você não precisa se desculpar, eu pensei sobre isso e eu agi feito uma criança...
  
 Yong-Sun — Que bom que você sabe né?
 
 Taehyung — Ei! 


 Yong-Sun — Já que resolvemos tudo, acho que já vou pra casa. 


 Taehyung — Espera! Podemos fazer alguma coisa já que está aqui...


 Yong-Sun — Que tipo de coisa? — Fico desconfiada de Taehyung pois eu estava no território dele e nunca sei o que ele pode fazer...


 Taehyung — Relaxe, não vou fazer nada com você, mas podemos jogar video game, estou entendiado... o que acha? Somos amigos e amigos fazem essas coisas. 
 
 Yong-Sun — Eu vou ligar pra minha mãe... — acabo de pensar que é uma boa ideia ficar aqui, afinal não terei que ver a cara do meu pai tão cedo. 
 Depois de ligar, Taehyung e eu fomos para a sua sala de estar jogar alguma coisa.
  
 Taehyung — Aposto que você não me ganha nesse jogo.  — diz ele me mostrando o cd do Mortal Kombat.
 
 Yong-Sun — Eu tenho esse jogo, é moleza! 
 
 Ficamos jogando milhares de partidas, na maioria delas eu estava ganhando. Mais tarde começamos á assistir um filme de terror, obviamente Taehyung ficou exitado pois ele adora essas coisas, por outro lado eu não acho graça nenhuma, talvez por que eu viva um filme de terror real...
 
  No fim da tarde a irmã de Taehyung nos chamou para tomar café, ela havia feito um bolo de chocolate maravilhoso acompanhado de um refrigerante sabor uva. 
 Yong-Sun — Taetae... onde estão seus pais?


 Taehyung — Minha mãe está no trabalho, ela é advogada, e meu pai está apresentando um programa de variedades, eles só voltam tarde da noite.
 
 Yong-Sun — E sua irmã é tipo sua mãe nessas horas?
 
 Taehyung — Sim...
 
 Taeyeon — Vou ser sincera, Taehyung nunca faz nada, usa a desculpa de ser um idol para não ajudar em casa, mas eu também tenho meu emprego.
  
 Taehyung — Eu nunca fiz isso!
 
 Taeyeon — Como eu disse, você nunca faz nada.


 Yong-Sun — Taeyeon, no que você trabalha?
 
 Taeyeon — Eu sou atris mas por enquanto não estou fazendo nenhum drama, apenas indo em programas de variedade, digamos que estou de férias.
 
 Yong-Sun —Wow, vocês são realmente uma família de artistas!
 
 Taehyung — Você também é uma artista Solar...
 
 Yong-Sun — De onde você tirou isso? Eu não sei fazer nada!
 
 Taehyung — Você vê... — o interrompo.
 
 Yong-Sun — Eu não vejo coisa alguma. — o encaro com um olhar fatal, ele percebe que não deveria falar sobre os espíritos para Taeyeon. 
 
 Depois de tudo que fizemos hoje, resolvo ir pra casa pois já estava um pouco tarde, me despeço de Taehyung e sigo para minha casa. Chegando lá, abro a porta e entro, me deparando com meu pai e minha mãe abraçados no sofá. 


  Yong-Sun — O quê vocês estão fazendo? — pergunto completamente chocada.
  
  Junsu — YoonA e eu... nós... ah, explique para ela querida...
  
  YoonA — Filha, nós precisamos conversar sobre eu e seu pai, sente-se aqui querida. — ela fala me indicando um lugar desocupado no sofá, ao seu lado.
  YoonA — Nós tomamos a decisão de nos casar novamente, eu e seu pai nunca conseguimos ficar longe um do outro, todos os dias eu ligava para Junsu querendo saber sobre como estava lá na China, e você sabe que antes da separação nós éramos uma linda família...
 
 Junsu — Minha filha, eu sei que não fui um ótimo pai quando vivíamos juntos mas, eu realmente fiquei com muitas saudades, sempre pedi pra sua mãe me falar sobre como você estava indo na escola, se você estava bem... 
 
 Yong-Sun — Eu não entendo o que estão dizendo, 2 anos atrás vocês se separaram porquê sendo que vocês se amam tanto? Por que voltar agora? Estava tudo bem antes!
 
 YoonA — Sun, o seu pai teve que... — a interrompo.
 
 Yong-Sun — Eu não quero ouvir mais nada! — me levanto do sofá e saio irritada em direção ao meu quarto.
  
 — No que eles estão pensando? Xiah Junsu voltando assim do nada? Me fizeram chorar durante anos por causa de uma separação e agora dizem que se sentem arrependidos disso? — penso, logo me sentando na cama e pegando meu celular.
 
 Como eu não tinha nada para fazer e estava irritada demais para ficar pensando sobre meus pais, resolvi falar com Taehyung por mensagens, acho que ele não vai achar estranho, afinal, ele é estranho!
  Acabei ficando a noite toda conversando com Taehyung sobre coisas aleatórias e sobrenaturais, por consequência disso, acordei exausta de manhã, apenas me arrumei e fui para a escola sem olhar para a cara de meus pais, eu ainda estava com muita raiva. 
  Quando saio pelo portão, vejo Taehyung me esperando, isso me deixou com um belo sorriso no rosto, talvez eu esteja apegando muito ao Tae... Tanto faz! 

 Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...