História Wings - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Angel, Bangtan Boys, Bangtan Sonyeondam, Beyond The Scene, Blood Sweat & Tears, Bts, Horror, Kooktae, Kookv, Magia, Musical, Propriedade Da Unnie, Referencias, Sobrenatural, Songfic, Taekook, Taekook Da Unnie, Terror, Vkook, Wings, Yoonmin
Visualizações 168
Palavras 5.632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Perceberam a capa nova? Coisa mais linda, eu realmente amei essa capa, foi a @Dorgadagguk que fez essa belezura, ela realmente tem muito talento, adoro, inclusive, o style do meu perfil também foi feito por ela.

Como muitos de vocês já devem saber, este é o capítulo em que o Tae faz sua primeira aparição, e bom... Eu disse que mudaria a forma como o Kookie salvou ele, e eu mudei bastante, sinceramente eu acho que está bem melhor assim. E outra, eu mudei muitas coisas nesta fanfic, por isso vocês irão notar a enorme diferença entre esta versão e a anterior.

Ah, e praticamente todos os capítulos serão grandes, boa parte serão dois capítulos em um, por que assim a fanfic não terá milhaaares de capítulos, quero tentar economizar na quantidade de capítulos.

Não sei se vocês vão gostar deste capítulo, mas eu me esforcei para fazer algo bom, então... Perdoem os erros e boa leitura.

Capítulo 2 - The Deal


Fanfic / Fanfiction Wings - Capítulo 2 - The Deal

Três anos depois...




JungKook continuava com sua missão de proteger os seres místicos, e tal missão se tornara algo ainda mais sério para o moreno quando se tornara amigo dos cinco garotos que salvara, prometera protegê-los de todo o mal que surgisse. Porém, Jeon não encontrara nenhum outro anjo, Arcanjo ou Principado durante todos esses três anos, sentia-se preocupado, não conseguia descobrir um motivo que fizesse com que os outros anjos desaparecessem de forma tão misteriosa. Não poderia regressar ao céu até todos terminarem suas missões, mas oque mais preocupava o moreno era o fato de não saber onde todos os anjos estavam, e se todos estivessem em perigo? Com certeza iria descobrir oque estava acontecendo.


Enquanto isso, o moreno passara ótimos meses vivendo ao lado dos garotos, todos eram ótimas pessoas, agradáveis, ótimos amigos, excelentes hyungs, JungKook adorava cada um deles. Namjoon fora nomeado o líder do pequeno grupo por ser o mais responsável, depois de Seokjin é claro, mais inteligente e também demonstrar saber controlar os rapazes quando os mesmos faziam alguma bobagem por ai, embora possuísse a incrível habilidade de quebrar muitas coisas sem fazer sequer o menor esforço, Yoongi o apelidara de God Of Destruction, por destruir tudo oque tocava.


Tudo estaria bem... Se JungKook não fosse constantemente perturbado por uma rouca e misteriosa voz que lhe pedia por ajuda, ou apenas o perturbava, fazendo com que Jeon passasse longas noites sem dormir, oque fazia com que seu humor não fosse um dos melhores. Chegava a ser facilmente comparado com o Min, ambos chegaram a cair no sono ao mesmo tempo e no mesmo lugar, reclamando juntos quando foram acordados pela a agitação de Hoseok.


O moreno não aguentava mais ser perturbado por aquela voz misteriosa, precisava urgentemente dar um basta naquilo, ou sua sanidade iria completamente a baixo.


- Por que você não tenta conversar com essa voz, ao invés de brigar com ela?. - O róseo perguntou calmamente enquanto encarava o mais novo, o mesmo se encontrava deitado em sua cama, tinha suas mãos levantadas, movia os dedos de forma lenta enquanto encarava as pétalas de rosas vermelhas que se moviam no ar, Jeon fazia com que as pétalas girassem de forma sincronizada, como uma dança. Jin observava as pétalas, JungKook realmente estava se tornando melhor com seus poderes de levitação, graças ao róseo, que o ensinava exatamente como usá-los corretamente.


- Por que eu sinto algo ruim vindo dessa voz, e isso me irrita, mas também me assusta, apenas quero que ela pare e me deixe em paz, estou pedindo demais? - Moveu seu indicador, girando-o de forma rápida, fazendo com que as pétalas seguissem seus movimentos no ar. O róseo negou com a cabeça. - Pois parece que estou pedindo até demais para essa voz quando peço que vá embora, mas parece não surgir efeito! Ela sempre volta, volta e volta!. - Dizia de forma frustada enquanto movia as pétalas rapidamente, logo fazendo que as mesmas formassem um círculo no ar, o moreno suspirou.


- Você está ouvindo essa voz a três anos, desde que chegou a Terra, e essa voz pede a você que a ajude?. - Jin perguntou enquanto cruzava os braços, Jeon parou para pensar e logo assentiu. - Então ajude essa voz e pronto, você vai estar livre!. - Disse em um tom óbvio.


- Eu não sei se isso é uma boa ideia, eu já disse que sinto algo ruim vindo dela, e se for, não sei... - Sentou-se na cama, deixando que as pétalas caíssem na mesma e algumas em seus cabelos, deixando o moreno ainda mais belo. - Um ser das trevas pedindo que eu o ajude? E como ele consegue se comunicar comigo? Eu não possuo contato ou ligação com as trevas, ai que nervoso!. - Exclamou enquanto escondia o rosto com suas mãos pálidas. Jin caminhou em direção ao mais novo, se sentado ao lado do mesmo e acariciando suas costas. Era engraçado para o róseo o quanto JungKook se assemelhava a uma criança, porém era de certa forma fofo, talvez seja pelo fato do moreno ser o mais novo do grupo.


- Você só descobrirá se tentar, JungKookie. - Disse calmamente. Jeon afastou dois de seus dedos para longe de seus olhos e encarou o róseo. - Aposto que você não está gostando nenhum pouco de passar esse tempo todo sendo incomodado por essa voz, não é?. - O moreno afirmou com um rápido aceno de cabeça. - Então ajude essa voz Kookie, só assim vai conseguir acabar com isso. - Sorriu docemente para o mais novo.


Jeon encarou a face delicada do mais velho e pensou por alguns minutos, tinha medo de que suas teorias sobre aquela voz fossem reais e acabasse ajudando um ser maligno, custaria muito de si, afinal ajudar um ser das trevas era a última coisa que gostaria de fazer, porém não aguentaria passar mais um dia ouvindo aquela voz irritá-lo tanto a ponto de fazê-lo passar longas noites sem dormir e deixar seu humor péssimo ao ponto de não querer ouvir nenhuma voz durante horas, ou até mesmo não querer ajudar ninguém quando sentia que precisavam de si. Precisava acabar com isso, simplesmente não aguentava mais, sequer sabia a quem pertencia aquela voz, mas já odiava tal pessoa por incomodá-lo diversas vezes, não só a noite, como também aos dias.


- Tudo bem hyung, eu farei isso. - O moreno afirmou com um pequeno sorriso no rosto, revelando seu dentes os quais seus hyungs teimavam em comparar com os de um coelho, apelidando o moreno de "coelhinho" toda vez que o viam sorrir, ou apenas para vê-lo bravo. Jeon não gostava quando o chamavam de "coelhinho", porém seus hyungs achavam sua expressão emburrada muito fofa e engraçada, motivo pelo o qual adoravam ver o anjo bravo.


- Muito bem, Kookie. - Jin sorriu e deu um leve tapa nas costas do mais novo, fazendo o mesmo rir e logo se levantar, se retirando do quarto, dizendo que procuraria resolver aquilo o quanto antes melhor, o róseo apenas sorriu e deixou o moreno ir.


Enquanto Jeon caminhava pelos enormes corredores, com sua destra sendo arrastada pelas paredes tocando os incontáveis símbolos de Abraxas, o moreno refletia se estava fazendo a escolha certa ao ajudar alguém que de certa forma possuía uma energia um tanto quanto negativa. Parou perto das escadas ao ver seus amigos ali em baixo, rindo alto e conversando animadamente sobre algo, enquanto Yoongi apenas procurava fugir das provocações de Hoseok, que irritava o mais velho que tentava descansar no enorme e belo sofá em paz. Riu baixo, sentia-se feliz perto de seus hyungs, gostava muito de seus amigos e agradecia a Deus por conhecê-los.


- Vocês realmente se parecem com uma família feliz. - Jeon, que antes sorria alegremente, ficara sério ao ouvir aquela voz forte em sua mente, a mesma fazia um eco chato cada vez que terminava suas frases e isso irritava JungKook. Caminhou em direção ao seu quarto, percebeu que o céu já estava escuro, eram nessas horas que a voz adorava lhe perturbar. - Você parece irritado, oque aconteceu?. - Perguntou em um tom irônico, fazendo com que o moreno se irrita-se ainda mais.


- Apenas me diga oque você quer e me deixe em paz, por favor. - O moreno disse em voz baixa, enquanto adentrava o seu quarto, podê-se ouvir uma breve exclamação de surpresa da voz, seguida por uma risada rápida, a qual fez com que o corpo de Jeon se arrepia-se, aquela voz era tão forte que causava arrepios no anjo.


- Finalmente você me respondeu corretamente, e não com insultos ou pedidos para lhe deixar em paz. - A voz dizia com um leve tom de sarcasmo, parecia querer provocar o moreno, e de fato estava conseguindo. JungKook apenas se sentou no batente da janela, encarando a vasta e bela floresta a sua frente, esperando que a voz lhe disse-se de uma vez oque queria. - Hum... Tudo bem, eu já lhe disse oque eu quero... Quero que me ajude. - Disse em um tom mais sério, JungKook estranhou um pouco o tom sério da voz, normalmente a mesma vinha carregada de sarcasmo e deboche.


- E como você espera que eu lhe ajude se eu não sei quem você é, e oque você é, não sei onde está e também não sei se devo confiar em você. - O moreno disse em um tom um tanto quanto irritado, enquanto olhava as estrelas que já brilhavam no céu. Aquela conversa era a mais longa que já tivera com a voz misteriosa, e isso deixava o moreno um tanto incomodado, sentia algo de ruim vindo daquela voz e isso o incomodava, deixando-o desconfortável.


- Se v-você prefere passar... M-mais alguns anos s-sendo perturbado por mim... Então tudo bem. - A voz dizia em um tom mais fraco e cortado, fazendo algumas pausas, como se a ligação estivesse ruim. Porém Jeon percebia que havia dor em seu tom. Aquilo acontecia toda vez que suas conversas ficavam longas demais, causando curiosidade no moreno, porém de todas as conversas que tiveram, aquela era a mais longa. - O-olha... Eu realmente preciso da sua ajuda, v-você é o único com quem eu... Consigo me comunicar, então muito p-provavelmente... Seja o único que p-possa me salvar. - Agora a voz ofegava de forma cansativa, parecia estar fazendo muito esforço para falar com o moreno, o mesmo suspirou pesadamente. Sua missão era salvar os seres místicos, e obviamente aquela voz pertencia a algum tipo de ser, precisava ajudá-lo, precisava se livrar daquela voz que tanto o perturbava.


- Tudo bem. - Jeon disse derrotado, jurou ouvir um "Obrigado" em um tom de voz baixíssimo. - Me diga onde está e eu vou ajudá-lo. - Levantou-se do batente da janela e parou no meio do quarto, encarando a porta que se encontrava fechada.


- Você impossivelmente conseguiria chegar aqui, mas eu... Posso tentar trazê-lo aqui. - Ouviu a voz forte dizer em forma de sussurro, franziu o cenho diante daquela frase, não entendendo como seria impossível ir em tal lugar.


- E como você vai me levar até onde está? Não é como se eu pudesse me teletransportar magicamente até ai, eu não tenho esse poder. - Jeon disse confuso, esperou alguma resposta da voz, porém não ouviu absolutamente nada. Quando estava prestes a dizer algo, o moreno ouviu alguns murmúrios estranhos vindos da voz, parecia dizer coisas em um idioma diferente, o qual o moreno desconhecia. JungKook sentiu seus olhos pesarem e os fechou, porém os abriu lentamente quando os murmúrios vindos da voz cessaram.


Percebeu que já não estava mais em seu quarto, estava em um lugar completamente escuro, apenas uma única luz fraca existia, a mesma se encontrava muito distante de JungKook, o mesmo se perguntava como havia chegado ali, porém passou a pensar que os murmúrios vindos da voz eram algum tipo de feitiço que o levará até aquele lugar estranho. Tentou se comunicar novamente com a voz, porém não recebeu resposta alguma, resolveu seguir em direção a luz, caminhando em passos apressados até a mesma.


Quanto mais se aproximava da luz, mais sentia uma presença obscura e ameaçadora se aproximar cada vez mais, seu poder de localização era capaz de fazê-lo sentir quando uma ameaça estava por perto, porém a energia negativa que aumentava conforme o moreno se aproximava o fazia se assustar, temendo que seu medo fosse real e acabasse encontrando o pior tipo de anjo existente, o completo oposto de si. Sabia que Seokjin era um homem sábio e confiável, porém temia que o róseo estivesse errado em dizer que deveria ajudar aquela voz, e se fosse algum tipo de maluco que pretende destruir tudo e todos? Já não bastasse a misteriosa ameaça que pretendia destruir todos, a qual Jeon e os outros anjos deveriam encontrar e destruir, o sumiço dos outros anjos, ainda teria de encarar outra criatura maligna? JungKook não conseguiria fazer isso.


O moreno estava tão imerso em seus pensamentos, que mal percebeu quando já estava próximo demais a luz, apenas notou quando sentiu a presença obscura ficar forte demais, o que indicava que estava muito próximo a ela. Esperava encontrar um terrível monstro, porém tudo oque viu foi um enorme lençol claro que parecia estar preso em algo lá no topo, o mesmo cobria algo, ou alguém.


Engoliu em seco e lentamente se aproximou do lençol gigante, quando parou perto do mesmo, percebeu uma leve e estranha movimentação no mesmo, parecia que alguém estava ali e respirava de forma descompassada, também percebeu as diversas manchas de sangue espalhadas pelo pano, tocou levemente uma delas, sentindo uma sensação estranha ao ver seus dedos manchados pelo líquido vermelho. JungKook olhou para cima e abriu suas enormes asas brancas, logo voando para o alto, procurou por algo que estivesse prendendo o grande lençol ali em cima, porém não viu absolutamente nada, apenas escuridão.


- Aigoo! Por que todos gostam de dificultar as coisas para mim? Que chatice!. - O moreno reclamou enquanto bagunçava seus cabelos, suspirou e segurou fortemente no lençol, tentou puxar o mesmo para si, tentando tirá-lo de cima de quem quer que estivesse ali em baixo, porém o lençol parecia estar muito bem preso, pois não queria sair. Bufou setindo um pouco de raiva quando tentara puxar aquilo várias vezes seguidas e não conseguia. - Tudo bem então, vai ter que ser na base da violência mesmo. - Disse entre dentes. O moreno passou a bater suas longas asas com mais rapidez, segurando fortemente o lençol com suas duas mãos, enquanto tentava voar para frente, depois de alguns segundos tentando sair do lugar, JungKook finalmente conseguiu se livrar do lençol, acabando por cair no chão com força, levando o mesmo consigo. - Ah, finalmente! Sai de cima de mim!. - Gritou alegremente enquanto tirava o lençol que cobria sua cabeça, ao retirá-lo de si, fez uma expressão raivosa ao ver oque se encontrava a sua frente. - Finalmente descobri quem é a pessoa que tanto me irritou durante todos estes anos... Você. - Olhou o rapaz de cima a baixo, o mesmo riu de forma rouca e cansada, JungKook odiava aquela risada debochada do rapaz.


O mesmo tinha seus cabelos louros bagunçados, sua pele amorenada continha diversas cicatrizes, manchada por seu sangue já seco, porém ainda havia sangue fresco escorrendo por sua pele coberta por cicatrizes e outros machucados mais sérios, seus braços estavam atrás de si, tendo suas mãos presas por correntes que também prendiam seus pés, as mesmas eram de prata, porém estavam manchadas pelo sangue do louro, escorrendo e manchando o chão negro de rubro. O louro encarava JungKook com um leve sorriso no rosto, seus lábios possuíam alguns cortes, seus olhos azuis encaravam Jeon de cima a baixo.


O moreno se levantou e olhou melhor para o louro ajoelhado e acorrentado, o mesmo acompanhava seus movimentos com seu olhar misterioso, sem tirar seu sorriso ladino do rosto. Caminhou até ficar atrás de si, porém mantendo certa distância entre eles, se sentia desconfortável ficando tão perto de uma presença forte e obscura como aquela, o tronco do rapaz se encontrava exposto, já que suas roupas estavam rasgadas e sujas, dando ao moreno uma boa visão de suas costas quando ficou atrás do outro, porém se assustou ao ver as duas enormes e profundas cicatrizes nas omoplatas do garoto, estavam uma do lado da outra, JungKook sabia oque aquilo significava; o louro havia perdido suas asas.


- Você está completa e seriamente ferido. - Caminhou em passos lentos até o louro, ajoelhou-se perto do mesmo, observando melhor seus machucados e encarando assustado as duas enormes cicatrizes, seu desconforto não era tão grande comparado a sua curiosidade, começava a entender o motivo pelo o qual o rapaz lhe pedia ajuda incessantemente. - Parece até que foi... - Tocou levemente uma de suas cicatrizes, sentindo o quanto a mesma era profunda. Desconhecia a dor de perder as asas, porém somente por encarar aquelas duas cicatrizes podia imaginar a dor imensa a qual o louro passou, o mesmo suspirou.


- Torturado?. - O louro perguntou com a voz extremamente rouca e cortada, causando arrepios em JungKook. O rapaz riu brevemente. - Não só parece, eu realmente fui torturado, e ainda estou sendo. - Suspirou pesadamente, o moreno ficou em silêncio, encarando as costas do outro, estava ajoelhado atrás de si, com certeza aquele garoto havia feito algo muito ruim para receber tal punição. - Vai me soltar?. - Ouviu o louro perguntar em forma de sussurro, levantou o olhar e percebeu que o rapaz o encarava seriamente por cima do ombro.


- Eu deveria fazer isso?. - Perguntou de forma retórica, o louro franziu o cenho, confuso. - Quer dizer, eu nem te conheço, nem sei o seu nome... E para você estar sendo torturado e ter perdido suas asas, você deve ter cometido um erro imenso e imperdoável, deveria confiar em você?. - O moreno encarou o garoto de forma desconfiada, sentia que não deveria se deixar levar pelas palavras do outro, pois já tinha uma boa noção de que tipo de anjo o louro era.


- Meu nome é Taehyung. - Sorriu levemente, de forma debochada. - E acho que você não tem muita escolha. - O rapaz disse de forma que soou como uma ameaça para Jeon, que semi cerrou seus olhos enquanto encarava o louro nos olhos.


- Oque você quer dizer com isso?.


- Quero dizer que anjos como você não possuem o poder de viajar entre os planos, e caso não tenha notado, estamos em um plano feito especialmente para me ferir. - O louro olhou em volta, tendo sua ação clonada pelo moreno, que observava tudo confuso. - Você está conversando com a minha alma agora, o meu corpo está preso em outro lugar e o seu deve estar, neste momento, no mesmo lugar em que o meu. - Voltou a encarar JungKook, o mesmo encarou o louro com os olhos arregalados.


- Então é sua alma quem está sendo torturada?. - O louro assentiu.


- E como você não tem o poder de viajar entre os planos, você não pode voltar para o mundo humano, pois aqui somente nossas almas são bem vindas, e se você não me ajudar... Ficará preso aqui, enquanto seu corpo está lá fora, inconsciente, assim como o meu. - Sorriu de forma desafiadora, JungKook encarava o louro como se não acreditasse em suas palavras, estava incrédulo. - E então, anjinho... Quer ficar preso aqui para sempre, ou prefere voltar para o mundo humano? - Perguntou com aquele mesmo tom de deboche que JungKook odiava ouvir. O moreno se pôs a pensar, seria um grande erro libertar aquele garoto, porém não poderia ter sua alma presa naquele lugar e muito menos ficar preso com aquele louro irritante, precisava sair dalí, mas teria que libertar o garoto, não tinha escolha, deveria ajudá-lo.


Respirou fundo e sem dizer nada, o moreno segurou as correntes que prendiam Taehyung, o mesmo sorriu ao ver que seria finalmente libertado. JungKook segurou fortemente as correntes, sentindo certa ardência ao tocá-las, deveriam estar enfeitiçadas para que o louro não conseguisse escapar, mesmo sentindo-se incomodado pela a ardência, JungKook usou toda a sua força para quebrar a corrente ao meio, foram necessários alguns minutos de espera e algumas palavras de incentivos de Taehyung para que o moreno finalmente conseguisse quebrar a corrente. Sentia suas mãos machucadas devido as queimaduras que as correntes fizeram em si, porém notou as queimaduras ainda mais fortes nos pulsos do garoto, seus pulsos estavam em um tom muito escuro, deveria ter sentido uma dor horrível enquanto estava preso àquelas correntes. Não demorou muito ao tentar quebrar a última corrente que prendia os pés do outro, logo o mesmo estava livre.


O louro tentou se levantar com muitíssimo esforço, porém foi em vão, acabou por continuar ajoelhado no chão como estava, respirando de forma lenta, com um sorriso no rosto, estava livre, finalmente, mas ainda precisava sair daquele plano, e precisaria de um pouco mais de energia para isso.


- Tudo bem, já libertei você, agora me tire daqui. - O moreno disse enquanto se levantava, sentia suas mãos ainda arderem levemente, mas sabia que logo seus machucados desapareceriam.


- Infelizmente, eu não posso fazer isso. - Taehyung disse com falsa tristeza na voz, o moreno encarou o outro com raiva estampada em suas orbes azuis.


- OQUE?!. - Gritou incrédulo.


- Falar com você tantas vezes e trazê-lo aqui fez com que as poucas energias que eu tinha sumissem, preciso de mais força para nos levar de volta ao mundo humano. - Abaixou levemente a cabeça, tentando esconder o sorriso em seu rosto, a raiva que o moreno sentia fazia Taehyung se sentir um pouco mais forte, mas precisava de mais energia.


JungKook suspirou irritado, caminhou em passos apressados até o louro que mantinha a cabeça abaixada. - E como você vai recuperar as suas energias? Eu não sei como posso te... - Antes mesmo que Jeon pudesse terminar sua frase, o louro se virou rapidamente e segurou fortemente uma das mãos do outro, encarando o moreno de forma intensa, o mesmo se assustou com o ato repentino. Taehyung apenas sorriu ladino e apertou ainda mais a mão do moreno, o mesmo sentia a pele fria e os cortes do outro, o pouco sangue que escorria de sua palma manchava a mão limpa do moreno. O mesmo segurou um grito de dor e medo quando sentiu suas energias serem sugadas pelo outro, que apenas encarava JungKook com seu sorriso no rosto, zombando de si.


Taehyung não demorou muito com aquilo, não pretendia sugar todas as energias de JungKook, apenas o necessário para que pudesse tirá-los dali, logo soltou a mão do moreno, vendo o mesmo cair de joelhos no chão, respirando rapidamente, mesmo que tenha pego apenas um pouco da energia de JungKook, ainda sim fazia com que o mesmo se sentisse cansado.


O louro finalmente conseguiu se levantar, encarou o anjo ajoelhado a sua frente por alguns segundos, até segurar em seus braços e puxá-lo brutalmente para que ficasse em pé, encarou o anjo nos olhos, que se encontravam entre abertos, percebendo a luminosidade e inocência em seus olhos azuis, sorriu brevemente. Ele era bonito, não poderia negar, e também era poderoso, com certeza conseguiria recuperar boa parte de seus poderes somente com aquele anjo, pois somente por sugar um pouco de sua energia já se sentia ótimo.


- Certo, agora me sinto bem melhor. - Disse enquanto sorria abertamente para o moreno. Taehyung parecia querer provocá-lo, debochando de si, e ainda tivera coragem de sugar suas energias sem sequer lhe pedir permissão. JungKook encarou o outro com certa raiva em seu olhar, o louro apenas riu, zombando ainda mais de si, estava adorando irritar o anjo. - Segure a minha mão, vamos sair daqui. - Pediu um pouco mais sério, erguendo sua mão para o anjo. Mesmo estando um pouco inseguro, JungKook segurou uma das mãos de Taehyung, recebendo um forte aperto na mesma, sentir o sangue do louro em suas mãos era um tanto desconfortável, quase que uma agonia, não gostava da sensação.


Viu Taehyung fechar os olhos e murmurar palavras estranhas novamente, o moreno não conseguia compreender oque o outro dizia, desconhecia aquele idioma, era estranho. Logo percebeu que uma certa fumaça escura surgia de trás do louro e começava a cobrir o mesmo, tornando difícil poder vê-lo, logo a fumaça se aproximou de JungKook e cobriu o mesmo lentamente, o moreno fechou os olhos, porém quando os abriu percebeu estar em uma espécie de castelo, se destruindo aos poucos, parecia ter milhares de anos.


Olhou em volta, as paredes e o teto alto estavam quase que completamente destruídos, fazendo com que a luz da Lua iluminasse todo o local, as imensas cortinas vermelhas com detalhes negros se encontravam rasgadas e sujas, porém se moviam levemente por conta da brisa suave da noite, destroços estavam espalhados pelo chão, oque dificultava um pouco para o moreno que tentava caminhar pelo salão destruído. Os móveis antigos e bonitos estavam espalhados por todo o lugar, quebrados e sujos, insetos se espalhavam pelo salão. JungKook olhou para um pequeno ratinho de pelagem escura que saíra de um dos inúmeros buracos das paredes, fez uma breve careta, aquele lugar estava totalmente acabado.


Subiu as pequenas escadas que davam a uma parte alta do salão, a qual possuía um trono destruído e sujo, parecia ser feito de ouro puro, porém era um tanto quanto difícil de se dizer, afinal o mesmo estava quase preto de tão sujo. JungKook tentou se aproximar do trono, porém paralisou no lugar ao sentir a mesma presença obscura de antes, olhou em volta, procurando por Taehyung, estava perto, porém não sabia aonde estava.


Olhou para um canto escuro do salão, atrás de uma enorme cortina vermelha que tocava o chão, estava oque parecia ser uma caixa negra, o moreno se aproximou, sentindo a presença de Taehyung fortalecer ainda mais, puxou a cortina com força, vendo uma antiga e grande caixa escura e suja, parecia ser feita de prata, com diversos desenhos muito detalhadamente bem feitos e palavras escritas em outro idioma, Jeon reconheceu as letras, estavam em latim.


O moreno se assustou ao ouvir um som alto ecoar pelo salão, ao mesmo tempo em que a parte que fechava a velha caixa de prata parecia se mover, como se estivesse tentando ser removida por quem estava ali dentro, porém havia um cadeado que rodeava toda a caixa. Jeon estava prestes a quebrá-la, porém soltou um grito de dor quando sentiu seus dedos queimarem fortemente ao tocar no cadeado preso as correntes, suspirou, não poderia tocar naquilo, precisaria usar seus poderes de levitação.


Suspirou novamente ao ver a parte que fechava a caixa se mover novamente, porém com um pouco mais de força, concentrou sua mente e moveu suas mãos levemente, vendo o cadeado seguir seus movimentos, flutuando no ar enquanto se esforçava para quebrá-lo sem sequer tocá-lo, não precisou esperar tanto para ver, não só o cadeado, como também as correntes serem quebradas em pedaços, se espalhando pelo chão. Sorriu orgulhoso de si mesmo, segurou a parte que fechava a caixa e a puxou com força, logo retirando-a de cima da caixa, o moreno viu uma mão coberta por cortes e manchada por sangue segurar a borda da caixa de prata, logo tendo a visão de Taehyung tentando sair de dentro da mesma, com os mesmos ferimentos de antes.


JungKook correu até si e segurou em seus braços, puxando o louro para fora do objeto de prata, o mesmo segurava as longas mangas da camiseta de JungKook, buscando algum apoio enquanto era puxado para fora daquela caixa, o moreno deixou Taehyung ajoelhado no chão, o mesmo respirava lentamente, encarando o chão, sentia-se fraco naquele lugar, porém agora a sensação parecia ter duplicado, precisaria de um pouco de descanso se quisesse se manter firme.


- Taehyung? - O louro levantou o olhar e encarou a expressão confusa e um tanto preocupada de Jeon. - Consegue andar? - Perguntou enquanto se ajoelhava em frente ao outro, o mesmo assentiu lentamente com a cabeça. O moreno passou alguns minutos ajoelhado em frente ao outro, encarando-o seriamente e sendo encarado de volta, porém de forma cansativa, esperando o louro se recuperar pelo menos um pouco. - Agora eu não posso mais te ajudar, já fiz demais por você, não quero arrumar problemas, sinto muito. - O moreno disse enquanto encarava Taehyung nos olhos, o mesmo fez uma expressão de surpresa diante as palavras de JungKook.


- Vai me largar aqui sem mais nem menos? - Franziu o cenho levemente, o anjo não estava pretendendo deixá-lo ali sozinho, certo? Não poderia fazer isso, definitivamente não poderia deixar alguém que acabara de libertar assim, principalmente quando esse alguém se encontrava totalmente fraco e ferido.


- Não, eu... - O moreno pensava se deveria dizer ou não oque queria, não gostava de magoar as pessoas, porém precisava dizer a verdade, não era bom em mentir, nenhum anjo era. - Eu... Sei que você é um Anjo Negro* e sinceramente, eu não confio nenhum pouco em Anjos Negros, ninguém confiava, apenas os que são tolos o suficiente para cair em seus feitiços. - JungKook disse ainda encarando o louro nos olhos, suas palavras saíram de forma sincera e baixa.


Taehyung riu brevemente, obviamente JungKook havia notado que era um Anjo Negro, ele podia sentir sua energia negativa, era uma das únicas criaturas que poderiam identificar a si como um Anjo Negro, e a única que difícil e impossivelmente cairia em seus feitiços e acreditaria em suas palavras mentirosas, mais ainda sim se sentia ofendido quando lhe diziam que era alguém que não deveria se confiar, mesmo que sua natureza seja ser alguém mentiroso e manipulador.


- Se sabia disso, então por que me salvou? - Perguntou com seu sorriso ladino no rosto.


- Não aguentava mais ouvir você me irritando sempre. - Respondeu em um tom óbvio, Taehyung riu novamente.


- E eu vou irritar mais e mais, se você não me levar contigo.


- Está louco?! De jeito nenhum vou deixar alguém como você perto dos meus amigos, você vai destruir a vida de todos eles. - Jeon praticamente gritava, enquanto se levantava e caminhava pelo salão, Taehyung se levantou, encarando o moreno com um sorriso no rosto. - Conheço bem os seus poderes e truques, sei que tudo isso não passa de uma grande mentira e que no final, você vai destruir esta cidade, e o meu trabalho é proteger este lugar... - O moreno se aproximava do louro, parando a poucos centímetros de si, olhando em seus olhos azuis de forma ameaçadora, enquanto Taehyung apenas sorria para si. - Não vou permitir que seres como você destruam tudo isso, e se você tentar fazer alguma coisa, eu vou descobrir e você vai se arrepender. - Declarou por fim e deu as costas ao outro, caminhando em direção a saída, estava prestes a abrir suas asas para fugir dali, porém paralisou ao ouvir o louro dizer:


- Não vai conseguir destruir o James, por mais que você seja poderoso, ele é bem mais, acredite... Eu sei. - JungKook lentamente se virou e encarou Taehyung, o mesmo tinha uma expressão séria no rosto, quando o moreno estava prestes a lhe questionar sobre James, o louro disse: - Sim, eu sei quem é a ameaça que você e os outros anjos vieram enfrentar, sei quem ele é e oque pretende fazer, e também conheço suas forças. - O louro dizia em um tom sério. - Eu poderia facilmente lhe dizer tudo oque sei, pois sei bem mais do que você sobre oque James está planejando fazer. - JungKook se aproximou em passos rápidos, pronto para iniciar um interrogatório para tirar do louro todas as respostas que precisava, Taehyung sorriu e levou seus braços para trás das costas, dando rápidos passos para trás conforme o anjo se aproximava de si.


JungKook bufou, entediado. - Pare de agir como uma criança e me conte logo oque sabe! - Se aproximou de Taehyung ainda mais, quase fazendo com que o louro batesse suas costas com a parede atrás de si.


- Se quiser que eu ajude você, primeiro terá que me ajudar. - O louro cruzou seus braços, deixando um deles apoiado no outro, enquanto movia uma mexa de seus fios louros em volta de seu indicador, sorrindo travesso para JungKook.


- Eu já ajudei você! - JungKook disse em um tom de voz confuso, Taehyung riu novamente, o moreno bufou, por que ele tinha que ser tão irritante?.


- Não, não, não. Você ajudou a si mesmo. - Tocou levemente o nariz do moreno com seu indicador, o mesmo fez uma breve careta. - Me libertou apenas para se livrar de mim, pensou em si mesmo quando me ajudou, isso é completamente diferente. - Taehyung dizia com seu sorriso ladino no rosto. JungKook tentava encontrar uma reposta, porém suspirou quando percebeu que Taehyung estava certo, ele apenas queria se livrar daquela voz. - Este é o meu acordo; se você me levar contigo para viver com você e seus amigos, e me permitir me juntar ao seu grupo como um de vocês, talvez eu possa lhe dar algumas informações sobre oque James está planejando... - O moreno encarou abismado a face de Taehyung, percebendo o sorriso quase sádico em seu rosto, viu o louro erguer sua mão para si. - E então... Oque me diz Jeon JungKook, temos um acordo? - Aquele pedido era um absurdo para o anjo, não conseguiria viver ao lado daquele anjo horrível, mas precisava descobrir oque a ameaça, que agora descobrira chamar-se James, estava pretendendo fazer.


- Sim, nós temos. - Jeon disse derrotado, Taehyung sorriu mais ainda quando o moreno segurou em sua mão, firmando o acordo corretamente. O anjo sentiu algo estranho passar por seu corpo e afastou rapidamente sua mão da outra, parecia estar firmando um contrato com um demônio, aquilo era assustador. - Mas escute aqui, se você ousar tentar causar algum problema, eu juro que darei um jeito em você, entendeu? - O moreno segurou fortemente no pescoço do outro, fazendo com que a cabeça de Taehyung fosse jogada para trás, o mesmo ainda mantinha seu sorriso nos lábios, parecia não levar a sério as palavras de JungKook, e realmente não levava.


- É claro. - Disse enquanto ria baixo, JungKook apertou seu pescoço mais ainda, não gostava das constantes provocações de Taehyung, aquilo o tirava do sério.


- É bom que você não tente fazer nada, Taehyung! Não estou de brincadeira. - O anjo disse seriamente.


- Eu também não. - Diminuiu um pouco seu sorriso.


- Ótimo. - Soltou seu pescoço, vendo Taehyung tocá-lo levemente, sentindo a marca dos dedos longos do moreno em seu pescoço. - Espero mesmo que não tente fazer nada. - Disse antes de dar as costas ao outro, ouvindo o som de sua risada.


Taehyung sorria de forma sádica, e enquanto encarava o moreno que se afastava lentamente, em forma de sussurro, disse:


- Você tem a minha palavra.


Notas Finais


*Anjos Negros: São seres que deixaram de serem puros por terem cometido grandes pecados. Eles são vistos com maus olhos, misteriosos e de caráter duvidoso, exalam uma aura obscura. O Anjo Negro tem a capacidade de viajar entre os planos, podendo ir ao mundo astral e regressar ao físico. São muito sedutores e atraem facilmente suas presas, sendo quase impossível resistir a eles, somente uma pessoa com muitos pensamentos puros seria capaz de resistir. São capazes de estimular a inveja e ciúmes com poucas palavras, e até levar uma pessoa a completa loucura por causa disso.

O resto vocês irão descobrir com o tempo, mas agora vocês já sabem os motivos pelos quais o Kookie não gosta nenhum um pouco do Tae.

Esse tal lugar em que o JungKook encontrou o Tae, eu me inspirei no mesmo cenário de Blood Sweat & Tears para fazê-lo, da mesma cena em que o Tae aparece ajoelhado, com as cicatrizes expostas e sendo coberto por um lençol imenso. Só avisando caso não tenham sacado a referência.


Leiam a minha OneShot inspirada em Go Go, não tem couple, mas é especial pois foi feita para o aniversário do Minnie: https://spiritfanfics.com/historia/go-go-10642136

Também tenho uma outra OneShot do gênero Fluffy, ela tem couple, e é do meu outro otp, Taegi: https://spiritfanfics.com/historia/i-love-u-my-sweet-10781757


Espero que tenham gostado, comentem por favor, obrigado e até breve ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...