História Witch Hunt - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Emma Swan, Regina Mills (Rainha Malvada), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Green, Happy Endings, Outlawqueen, Wicked
Visualizações 38
Palavras 1.250
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Suspense
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sinopse do 7° capítulo: Após a ameaça da bruxa, Emma Swan vai atrás de uma solução para um possível problema que viria a caminho, mas isso não será da forma que ela esperava.

Capítulo 6 - The Dark Savior


Fanfic / Fanfiction Witch Hunt - Capítulo 6 - The Dark Savior

WITCH HUNT - CAPÍTULO 6 - THE DARK SAVIOR

(P.O.V. – Emma Swan – Antes da 2ª maldição da Wicked Witch).

— “Eu estava te procurando, você tem alguma arma para prendermos a Wicked Witch sem matar a Zelena?”.

— “E porque você não quer matar a Zelena? Ela matou Baelfire.”.

— “Ela mudou, Gold. Quem matou o Neal foi a Wicked Witch. Eu preciso de algo para matar a bruxa, você tem? Eu pago qualquer preço.”.

De repente, Belle saiu dos fundos:

— “Não vai precisar pagar nada, Rumple não cobra nada se for para o bem de todos.”.

— “Embora eu não goste disso, não irei cobrar, eu sou um homem diferente agora, Mrs. Swan.”.

— “Ótimo, você tem o que eu preciso?”.

— “Sim. Não. Eu tenho o que você precisa, mas não está comigo, ou está. Você precisará ir para outro reino.”.

— “Sem joguinhos, Gold, seja objetivo. Para onde eu tenho que ir?”.

— “Você terá que ir para um reino que você já conhece. O Wish Realm, criado pela Evil Queen, você terá que conversar comigo nesse reino e então conseguirá exatamente o que precisa.”.

— “Mas como eu vou abrir o portal? Não tem mais feijões.”.

— “Dr. Jekyll conseguiu consertar a varinha do feiticeiro.” Naquele momento, Gold fez um feitiço fazendo com que a varinha aparecesse em minhas mãos.

Logo depois, eu saí da loja e fiz o feitiço, uma porta apareceu lá, ao abrir, o portal estava lá, apenas me esperando.

Quando entrei, estava de dia no Wish Realm e o Gold do outro mundo estava me esperando.

— “Eu sei por que você está aqui, Ms. Swan.”.

— “Ótimo, então você sabe o que eu quero, me dê.”.

— “Como você sabe, toda magia tem um preço.”.

— “Gold disse que eu não precisava te pagar, só me entregue e pronto.”.

— “Não.”.

— “Por favor, Gold. É uma emergência.”.

— “Não, não, não, não, não.”.

— “É a última vez que eu estou pedindo, me dê, por favor!”.

— “Hum, me deixe pensar... Não.”.

— “Se você não me entregar eu vou te matar, anda logo, entrega!”.

— “Você não vai me matar, está blefando.”.

— “Eu cumpro as minhas promessas.”.

— “Então vá em frente, arranque meu coração, Salvadora.”.

Eu estava com tanta raiva, meu sangue subiu em minha cabeça e eu ataquei Gold, arrancando seu coração.

— “Fez cócegas. Esmague.”.

— “Se você não me der é exatamente isso que eu vou fazer!”.

— “Então esmague. Esmague. Esmague!”.

Aquela voz irritante e o sorriso perverso conseguiram me dominar, eu esmaguei seu coração e então ele caiu. Eu senti meu coração escurecer, minha pele e meus cabelos estavam mudando, e de repente eu desapareci, estava dentro de uma sala escura, as trevas estavam me rodeando e tomando conta de mim, até que eu saí do cofre do Dark One, minha jaqueta vermelha havia se transformando em um grande vestido com capuz feito de penas negras.

Eu entrei em desespero naquele momento. Se alguém me visse vestida daquele jeito eu poderia ser caçada ou pior, assassinada.

Peguei a varinha do feiticeiro e ao tentar abrir o portal ela falhou e não abriu, até que ouvi sons vindos da floresta, me teletransportei para aonde matei Gold, pois lá tinha a mesma porta da qual entrei para sair de Storybrooke.

Quando cheguei lá, o corpo de Gold havia desaparecido, mas isso não importava. Abri a porta e quando olhei para trás, vários cavaleiros estavam me procurando, fiz um feitiço de camuflagem e voltei para as minhas roupas normais, quando eu chegasse a Storybrooke ninguém poderia ver que eu me tornei a Dark One, de novo.

Entrei no portal e quando voltei para Storybrooke, ainda estava de madrugada, todos ainda dormiam tranquilamente e a bruxa não havia feito nada.

Entrei na loja de Gold e o mesmo estava lá, fiando palha:

— “Parece que conseguiu o que queria.” Ele disse.

— “Como assim? Eu não consegui pegar nada para deter a Wicked Witch.”

— “Oh, mas é claro que conseguiu Mrs. Swan!”.

— “Não me diga que...” Eu fui interrompida:

— “Sim. A única forma de deter a bruxa é com as trevas e a luz, e bom Mrs. Swan, você tem os dois agora. Você pode achar que a Salvadora dentro de você morreu, mas ela ainda está aí, bem no fundo e você terá que acha-la, mas também terá que lidar com a Dark Swan” Depois de dizer isso, ele fez um feitiço fazendo com que aquele vestido de penas negras voltasse.

— “Você fica bem de preto, muito melhor que aquela jaqueta horrorosa.”.

— “Você planejou tudo isso! Como eu me deixei cair na sua?”.

— “Você pediu uma arma para matar a bruxa, e eu te dei, boa sorte Mrs. Swan.”.

Depois disso, eu fiz com que minhas roupas normais aparecessem de novo, eu não queria preocupar ninguém.

Eu não sabia onde a bruxa se escondia, mas eu tinha certeza que se ela fosse fazer algo seria pela manhã, tentar procura-la pela cidade de madrugada seria inútil, eu precisava aguardar.

Dark Ones não sentem sono, por isso passei a madrugada inteira praticando magia negra e de luz, eu precisava entender como minha magia funcionava, principalmente agora que eu realmente precisava de ambas.

Caso eu não conseguisse deter a bruxa, eu iria me lembrar dela, pois eu fiz uma poção da memória e guardei-a num cofre.

Num piscar de olhos, eu estava no centro de Storybrooke, a bruxa estava lá com dois corações na mão, e então, ao piscar novamente, eu estava na floresta.

O sol brilhava em nossos rostos enquanto Regina esmagava o coração da sua irmã.

Eu iria atacar a bruxa, mas seria perca de tempo, a maldição já havia sido lançada.

Aquela névoa roxa densa aumentando a cada segundo, as pessoas desesperadas na cidade e o rosto da bruxa que finalmente tinha vencido.

De repente eu senti aquela fumaça densa entrar em minhas narinas acompanhando um sono profundo, era um pesadelo.

Quando eu acordei, eu vi uma grande janela, do lado de fora de havia uma grande estrutura de pedra com algo verde no topo.

Eu estava em um quarto grande, era semelhante à minha casa em Storybrooke.

Quando eu estava prestes a sair da minha casa, uma força mais poderosa que eu me obrigava a me teletransportar para uma sala grande, com escadas e uma cristaleira com vários objetos mágicos.

Cansada de resistir, eu me teletransportei, quando cheguei lá, a bruxa estava com a minha adaga nas mãos, ela fez uma expressão de choque, sorriu e então disse:

— “Você está acordada. Como?”.

— “Eu me transformei na Dark One pouco antes de você lançar a maldição, para poder proteger minha família” Respondi.

Eu tentei ataca-la para pegar a adaga, mas foi em vão:

— “Obrigada, linda. Você só facilitou meu trabalho, como você irá quebrar a maldição? Você está em minhas mãos, e não será tão fácil de escapar.” Depois ainda, a bruxa colocou um feitiço de proteção na adaga.

— “Não há possibilidade alguma de você continuar sendo a Salvadora, não enquanto é a própria possuidora das trevas. Agora você vai ser meu pet e fará exatamente tudo o que eu quiser.” Ela continuou.

— “Agora você pode dar uma volta pela cidade e fingir que nada aconteceu.” E então eu saí pela porta da frente, uma mulher esbarrou em mim e então entrou na casa da bruxa.

Eu ouvi berros saindo de lá, até que a porta se abriu, e a mesma mulher saiu furiosa.

Eu não imaginava quem era, até que vi uma semelhança no seu jeito de andar, era Zelena, e ela estava acordada, quebrar a maldição se tornou mais fácil agora.


Notas Finais


Sinopse do 7° capítulo: Um dia tenebroso para a prefeita chega em Greenwitch City, o Halloween. Roni tem um grande ideia para agitar a cidade, mas a prefeita não concorda com isso, o que causará um grande problema para ela no final.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...