História You are my problem - Stalia - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Aiden, Alan Deaton, Allison Argent, Breaden, Chris Argent, Cora Hale, Derek Hale, Erica Reyes, Ethan, Hayden Romero, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski, Personagens Originais, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Theo Raeken
Tags Laiden, Layden, Lobisomem, Scalia, Scira, Stalia, Teen Wolf
Visualizações 49
Palavras 3.060
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente, espero muito, muito, muito, que vocês gostem desse capítulo, faz muito tempo que eu tô planejando ele, e me desculpem essa capa, é que eu fiz meio que na pressa
Fiquem com o capítulo

Capítulo 19 - Sombras do passado


Fanfic / Fanfiction You are my problem - Stalia - Capítulo 19 - Sombras do passado

Quero esconder a verdade 

Quero abrigar você 

Mas com a fera dentro 

Não há onde nos escondermos 

Não importa aquilo que criamos 

Ainda somos feitos de ganância [...]

Quando você sentir o meu calor 

Olhe nos meu olhos 

É onde meus demônios se escondem 

É onde meus demônios se escondem 

Não se aproxime muito 

É escuro aqui dentro  

(Demons - Imagine Dragons)

POV.~ Malia


   [ Sábado - 09:43 ]


  Pela primeira vez no ano acordo sem reclamar, não estava sorrindo, mas  apenas levantei sem dizer nada, lenta como sempre fui até o banheiro e tomei o banho mais demorado possível, marquei de a Lydia vir até aqui as dez, entoa eu tinha bastante tempo, ainda sem muita animação abri o armário a procura de uma roupa, e no final, a mais adequada para a ocasião foi a minha blusa preta de flanela, uma calça também preta, uma jaqueta de couro e uma bota cano alto, como minhas habilidades me limitam, tentei fazer uma trança espinha de peixe, fazer, eu fiz, mais muito mal feita, peguei uma bolsa qualquer e fui esperar a Lydia na sala, mas tive a infelicidade de encontrar meu pai deitado no sofá


  - vai pra onde com essas flores?- ele disse apontando pra o buquê que eu tinha nas mãos

  Malia- vou pra puta que pariu, seu escroto!


 Depois de um insulto desses fui pra cozinha esperar a Lydia lá, aproveitei pra comer logo, afinal, sou eu


                 POV.~ Stiles


 No loft tava um tédio, tirando pro Isaac que não parava de me encher o saco por causa da Malia, é sério, tá tão na cara assim que eu tô a fim dela? Quando ela beijou o Theo minha cara de ciúmes ficou tão explícita? 


 Bem, no momento eu estava indo em direção ao meu quarto com um pote de sorvete pra assistir filmes pra combinar com a minha bad, que foi? Acha que só as meninas podem fazer isso? Até, que eu paro na frente do quarto do endemoniado, que no momento estava lendo umas coisas estranhas no celular enquanto tentava arrumar uma gravata no pescoço

  

  Theo- e pra baixo, e pra cima, e pega o grande pra... Não, pega o pequeno, gira, que desgraça é essa? É pra enfiar esse negócio cu? Porque é só o que falta

  Stiles- que merda que cê tá fazendo?- falei entrando no quarto 

  Theo- tentando dar um nó numa gravata, não dá pra perceber? Mas esse site não está ajudando nem um pouco

  Stiles- não é mais inteligente você pesquisar um vídeo no YouTube?- falei enquanto colocava uma colherada generosa na minha boca

  Theo- cara! Cê é um gênio

  Stiles- não! Só uso o cérebro- falei num tom debochado- mas então, vai pra onde tão arrumado?

  Theo- não é da sua conta, pergunta pra Malia- agora mesmo que deu curiosidade

  Stiles- DESEMBUCHA CACETE!

  Theo- é que hoje, faz dois anos que a mãe da Malia e uma amiga nossa morreram, então, eu vou pro cemitério pra dar uma força pra Malia, e aproveitar porque ano passado eu...

  Stiles- foda-se você- o interrompi antes que falasse mais alguma coisa- então que dizer que a Malia vai estar nesse cemitério hoje?

  Theo- vai, e não! É um momento triste, não é pra você se aproveitar dela, principalmente porque tenho certeza que ela vai dizer não


 Essa foi a última coisa que ouvi ele dizer antes de sair correndo do quarto, coloquei a minha roupa mais fúnebre, que no caso foi uma calça jeans, uma jaqueta e uma camisa que estava jogada pelo quarto, mas por algum decreto do destino, abri a minha bocona (boca linda por sinal) pro Scott, e na hora de ir pro cemitério apareceu toda a macacada pra ir junto, esse pack parece que foi grudado com chiclete, a pessoa não pode nem ir pra banquinha da esquina que eles vão junto, mas no final foi todo mundo mesmo, usamos os dois carros, mais pelo menos todo mundo foi



                   POV.~ Malia

 

 Meu avô tinha acabado de ligar pra avisar que já tinha chegado, e eu estava no caminho, como o cemitério ficava um pouco longe, eu e a Lydia iríamos demorar um pouco mais para chegar 


  Lydia- perai, repete o que você disse pra mim

  Malia- pela décima vez? Caramba já faz dois dias que isso aconteceu, dá pra esquecer?

  Lydia- é lógico que não, como você pôde ser tão trouxa? O Stiles tava alí, na sua frente, praticamente te implorando mais um beijo, vocês poderiam ter transado alí mesmo, e você simplesmente estampa na cara do garoto um não em rosa neon?

  Malia- bem... Da forma que você fala fica bem mais dramático, você faz parecer que eu matei Miley Cyrus

  Lydia- e pra piorar depois você diz pro Theo a hora que a gente iria pro cemitério pra se ele quiser nos encontrar por lá, você é muito trouxa!

  Malia- eu já sei disso, e você precisa prestar atenção na pista porque a gente já tá chegando

 

 Na verdade disse isso só pra ela calar a boca, e por uma sorte incomum eu acertei, em menos de dois minutos nós já estávamos na frente do cemitério olhando pra aquele portão gigantesco e amedrontador, até sermos atrapalhadas por uma montanha de gritos que vinha na nossa direção, vulgo o pack, que provavelmente estavam brigando, colo sempre, eles estavam em dois carros, mas eu conhecia os dois, então já revirei os olhos logo de cara, afinal, o que eles estavam fazendo aqui?


  Erika- é sério, porque vocês enterraram a sua mãe nesse fim de mundo? Levamos uma hora pra chegar até aqui

  Malia- e porque vocês chegaram até aqui?

  Stiles- porque eles me imploraram pra eu deixar eles irem

  Malia- pois não devia ter deixado- fui na direção dele e deixei ele me abraçar 

  Stiles- meus pêsames

  Malia- sabe... Já faz dois anos, acho que eu superei, né?

  Stiles- sim, você é forte o suficiente pra isso- me separei do abraço e fui até o lado Theo que estava parado olhando aquela cena, por sinal, ele tava horroroso

  Malia- tira essa gravata, tá horrível- é sério, ele tava usando uma gravata preta cintilante e ainda tinha umas estrelinhas brancas como estampa

  Theo- como assim? Eu tive que assistir umas cinco vídeo aulas para aprender a dar um nó nesse negócio

  Malia- foda-se! Meu avô está lá dentro, e ele odeia gente mal vestida, por sinal minha mãe nem gostava tanto de você pra toda essa produção, estamos indo pra um cemitério, não se arrumam assim nem pra uma entrevista de emprego- disse enquanto jogava a gravata numa poça de lama alí perto

  Theo- não! Cuidado com ela

  Malia- e joga fora esse termo também- peguei o terno dele e joguei no teto do carro, depois corri na direção do portão que estava sendo aberto


 Assim que abriram o portão parei de sentir as minhas pernas, apenas deixei que elas fossem aonde elas queriam ir, passei por bilhares de lápides diferentes, nem me dava ao trabalhos de ler o nome que tinha nelas, porque eu já sabia exatamente onde a dela ficava, e quando eu finalmente cheguei segurei a lágrima que ameaçava escorrer e mantido a minha pose de menina de pedra, criei mais uma camada do meu muro invisível, mais ao sentir aquelas mãos quentes no meu ombro todos esses esforços se foram como se fossem feitos de ar, apenas me virei a me permiti chorar, nem me senti tão mal, afinal, desde que conheci o Stiles eu já chorei umas setenta vezes, virou até rotina, demorei um pouco pra enxugar as lágrimas mas pelo menos elas secaram, coloquei algumas flores lá, fiz algumas orações e me virei, nem percebi que a Breaden e o meu avô tinham nos encontrado nesse meio tempo, de todo jeito, não iria mudar muita coisa, mas eu notei que o Theo não estava lá, não que eu me importava se ele morresse e eu encontrasse apenas a cabeça dele, mas pelo menos deu uma varrida no local a procura dele, e o achei na frente de outra lápide que por sinal, eu também conhecia muito bem, talvez porque eu já tenha tentado destrui-lo umas duas vezes, fui em direção a ele, não sei porque, talvez por instinto


  Malia- o que foi? Se arrependeu por não ter vindo no enterro dela?- falei com o maior desdém possível

  Theo- acho que sim, as vezes até me sinto culpado pela morte dela, afinal, ela estava indo atrás de mim

  Malia- a única culpada por isso é ela mesma


 Ele se levantou e olhou diretamente nos meus olhos, não aguentei isso e olhei pra lápide nos meus pés onde tinha escrito “Natasha Argent - filha, irmã e amiga amada”, me seguro pra não dar uma risada, agora a Natasha poderia se qualquer coisa pra mim, mas nunca, NUNCA, minha amiga


  Theo- e porque você tá falando isso?- voltei a minha atenção pra ele, simplesmente pra depois olhar pra cabeleira preta que estava gritando a uns três metros de distância de onde a gente tava

  Allison- E PODERIAM APROVEITAR E ME DIZER O QUE ESTÃO FAZENDO AQUI?

  Malia- estamos apenas olhando a lápide da sua querida irmãzinha enterrada 

  Allison- então, já que estão tão legais hoje, eu posso também ir visitar a sua mãezinha, A ASSASSINA DA MINHA IRMÃ!- meu sangue ferveu, pulei em cima dela é só não arranquei alguns fios de cabelo porque o Stiles me segurou e me puxou pra bem longe dela, senão nesse momento ela já estaria a uns dez metros debaixo da terra 

  Malia- sua maldita! Abre essa boca de novo e vê se não morre! Esse filha da puta acabou com a minha vida e vem você dizendo que ela era a inocente da história toda! Pelo amor de Deus! Todo mundo sabe que ela era uma prostituta, ficava com todos os garotos da escola só pra saber dos podres dos outros! Andava com as mais novas só pra posar de madre Teresa! Até você ela esnobava

  Allison- vaza daqui sua descontrolada! Se você não consegue superar sua vidinha de merda a culpa não é minha! Mas sai daqui!


 Ela não precisaria nem falar duas vezes, aquela estava sendo a pior conversa da minha vida



                Flashback on


 Malia estava no quarto, não vou dizer que fazendo alguma coisa, mas ela estava no quarto tentando achar algumas fotos perdidas da Natasha que ainda poderiam estar por lá, ela não estava mais com raiva dela por causa da traição com o Theo, afinal, o mesmo já tinha ido para a outra cidade por causa da bolsa de estudos que ganhou, e Malia não ficou nem um pouco triste com isso, mas ela ainda se sentia magoada por a que se dizia sua amiga não ter dito nada para ela, elas eram quase como irmãs, e por causa de uma mentira toda a amizade de anos se desfez como se fosse blocos de montar, depois de fazer isso por mais algum tempo ela foi atender celular que tocava descontroladamente, e sentiu apenas mais raiva ao ver no visor a foto e o nome de sua ex-amiga


  Natasha- qual o milagre de ainda não ter quebrado a tela do celular?

  Malia- poderia parar de me enrolar e dizer logo porque ligou?

  Natasha- se você quer assim... Eu só liguei pra deixar claro que o Theo é meu, não seu! 

  Malia- você me ligou só pra dizer isso? Por favor! Eu poderia passar dez vidas sem nem saber quem é o Theo, aquilo tá mais pra um lixo humano!

  Natasha- minta o quanto você quiser, você poder enganar até a si mesma, mas lembre-se que eu ainda sou sua melhor amiga

  Malia- você era, agora pode parar de me encher o saco?

  Natasha- só se você jurar não ter mais nenhuma relação com o Theo, eu sei que você ainda pensa nele! Ele me contou das suas mensagens e ameaças! Deixa ele em paz sua vadiazinha! 

  Malia- que mensagem? Que ameaça? Do que você tá falando sua louca? Se o Theo fica te falando um monte de baboseira a culpa não é minha, agora me esquece!


 No outro lado da linha Natasha se encontrava furiosa, Theo afirmara com todas palavras que Malia estava mandando milhares de mensagens o ameaçando a voltar com ela, coisa que não combinou muito bem com os ciúmes da jovem, no momento que ouviu isso ela disse pra ele que iria direto pra onde ele estava, por isso que ela ligava para Malia enquanto dirigia pela estrada, ela encostou o carro no acostamento, estava muito alterada para conseguir fazer ao menos dirigir


  Natasha- se quiser saber, isso não vai sair barato! Malia Tate! Você vai me pagar por ficar se metendo na minha vida amorosa!

  Malia- deixa de ser ciumenta! Acha que qualquer coisa vai tirar o Theo de você! Mas no final, quem vai fazer vai ser essa sua obsessão por ele! Você sufoca qualquer um que estiver a sua volta!

  Natasha- e você... Mata, qualquer um, que estiver a sua volta


 Dentro do carro um sorriso malicioso surgiu nos lábios de Natasha ao ver o carro da mãe da Malia voltando para Beacon Hills, e no mesmo momento ela arrancou com o carro dando meia volta nele e indo atrás do outro carro preto


  Natasha- tá ouvindo esse barulho Malia? Isso é porque nesse exato momento sua estimada mãezinha está na minha frente, dirigindo o mais rápido possível para que eu não bata nela com o meu carro! Mas você sabe que ela não vai escapar, e ela vai se machucar feio, e vai ser por sua culpa! Esse vai ser seu pagamento Malia!

  Malia- o que você vai fazer sua louca? Vai matar vocês duas, para, PARA! Por favor! Isso é mentira do Theo!


 Natasha já não escutava nada, apenas ia mais rápido com o carro, chegando a ficar do lado dele, conseguindo olhar com desdém pros olhos desesperados daquela que foi quase como uma segunda mãe pra ela, num movimento descuidado ela moveu o carro para lado batendo no outro carro, mas não cumprindo seu objetivo que era apenas fazer a outra mulher pelo menos desmaiar, ela na verdade fez com que os dois carros capotassem, e ficassem rolando fora da estrada, enquanto isso, Malia gritava desesperada com aquela cara de “que merda que tá acontecendo?” até ouvi um grito desesperado de sua mãe pelo telefone, e essa foi a causa da morte de Natasha Argent e Susan Tate


             Flashback off


  Eu me debatia nos braços do Stiles até ele me soltar depois de me levar pra qualquer lugar vem longe da Allison


  Stiles- quer parar de surtar?

  Malia- não! Eu odeio qualquer pessoa daquela família, eles ferraram com a minha vida, e depois vem me dizer que a minha mãe foi a culpada do acidente!

  Stiles- e como você tem tanta certeza de que é você que está certa?

  Malia- porque eu fui a causa da morte da minha mãe, não da morte da Natasha, mas a da minha mãe, é culpa minha, tudo culpa das péssimas amizades que eu já fiz um dia

  Theo- do que você está falando?- aquele fantasma chega no meio da conversa

  Malia- os gritos... O barulho do aço... As risadas insanas... Ela ainda não tinha desligado o celular no momento

  Theo- poderia explicar melhor o que tá dizendo?

  Malia- o celular Theo! A Natasha estava falando com alguém no meio do acidente! E adivinha quem estava no outro lado da linha? Eu! Eu! Eu! Eu que escutei os pedidos de socorro! Eu que ouvi a Natasha ameaçando matar a minha mãe! Ela sim, é a assassina! E a culpa é minha! 

  Theo- eu porque não disse isso a polícia?

  Malia- seu idiota! E lógico que eu disse, mas ninguém acreditou só porque eu não tinha nenhuma prova disso, e o caso foi dito como acidente, ACIDENTE! Ela morrer foi um castigo muito leve pro que ela fazia 


 Meti o foda-se pro resto do mundo e sai dali batendo o pé, meu destino ainda era incerto, mas era melhor do que discutir como minha mãe morreu



           Flashback on (da Allison)


 Já fazia dois meses desde um dos acidentes mais polêmicos de Beacon Hills, onde Malia afirmava que tinha sido Natasha que causou o acidente, e felizmente tinha morrido no processo, então já dá pra ver a Allison não estava se dando muito bem com ela, por isso sorriu de uma forma maliciosa ao ver o celular de Malia em cima de uma das mesas da sala de biologia, chegou mais perto dele e desbloqueou a tela do mesmo, começou a procurar alguma coisa que ela não fazia ideia do que era, até chegar a parte de arquivos, e ver uma gravação feita dois meses antes, exatamente no dia da morte da sua irmã, se interessou e escutou ela inteira e descobriu o que realmente aconteceu naquela trágica noite, não deixaria que aquilo estivesse em outras mãos em nenhuma circunstância, por isso apagou aquilo em questão de segundos, até a ruivinha intrometida adentrar a sala sem nenhuma cerimônia e retirar o celular da mão da garota de uma forma brusca


  Lydia- o que você tá fazendo no celular da Malia? - ela olha pro visor a procura de alguma respostas- você não....

  Allison- não viu a gravação da minha irmã? Eu vi sim, e acabei de apagar

  Lydia- pra que? Pra proteger a sua irmã, que por sinal tá morta? Mas isso só piorou as coisas pra você, todo mundo vai saber o que você fez!

  Allison- não vão, não, você sabia que mesmo a Natasha fazendo aquela posse de irmã superior, ela ainda me contava muita coisa? Incluindo os segredos de vocês? E o que mais me chamava atenção era um entre o Theo, e outra amiga dele, você sabe qual delas?

  Lydia- é sério isso? Agora você vai me ameaçar pra que eu não conte o que você fez?

  Allison- sim, e sabe o mais impressionante é que você vai fazer o que eu mandei, não vai Lydia?


 A ruiva na hora engoliu em seco e devagar foi colocando o celular em cima da mesa e desapareceu pelo corredor, mas não antes de falar uma última coisa


  Lydia- nem adiantou ela morrer, se ficou outra pra substituir 


 E ao ouvir essa frase outro sorriso quase que automático surgiu na face de Allison


Notas Finais


Então? O que acharam?
E se quiserem um spoiler do próximo, vai dar treta!
Bjs💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...