História You Belong With me! - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias The 100
Personagens Anya, Bellamy Blake, Clarke Griffin, Costia, Dra. Abigail "Abby" Griffin, Echo, Emori, Indra, Jasper Jordan, John Murphy, Lexa, Lincoln, Marcus Kane, Maya Vie, Octavia Blake, Personagens Originais, Raven Reyes, Roan
Tags Alexandra Woods, Clarke Griffin, Clexa, Griffin-woods, Lexa
Visualizações 123
Palavras 1.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Orange, Poesias, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei! Amores aproveitem o capítulo.

Capítulo 19 - O museu de cera


POV.LEXA

Ah, Sabe uma coisa que eu detesto muito? Viajem de excursão escolar! É horrível. Sempre vamos para um lugar muito longe e ficamos dois dias fora, mas desta vez seria diferente. Um pulinho no país vizinho seria ótimo, quem teve está ideia foi a pessoa mais desprezível do mundo. Excursão sempre trazem problemas.

Se eu sou uma pessoa problemática? Sim, acho que podem pensar assim.

Eu simplesmente poderia partir de qualquer momento da minha vida curta e pouco feliz para provar, mas as coisas começaram a ir realmente mal no último mês. Quando nossa turma fez uma excursão a Manhattan. Vinte e sete adolescentes e dois professores em um ônibus de turismo, com pequenas paradas para descanso até pegar  a estrada novamente e seguir rumo ao museu de arte. Para observarmos valharias romanas.

Parece uma sessão de tortura. A maior parte das excursões da nossa escola eram assim. Mas desta vez seria diferente, segundo Clarke, essa excursão mudaria nossas vidas.

-Não sei como isso vai nos ajudar. -Falei, enquanto me acomodava em um dos bancos pouco confortáveis do ônibus. Clarke sentou-se ao meu lado.

-Nao vai, estamos indo visitar o museu de cera. Então basicamente isso não vai nos ajudar em nada. -Ela jogou a mochila no chão.

-Crianças, atenção! Essa vai ser uma visita rápida, apenas três horas. Então não vamos tolerar nenhum tipo de brincadeira ou perguntas idiotas, isso é com você Jimmy. -Jimmy Holt, era a pessoa que tinha um membro da família famoso. O sobrenome não lembra do de ninguém? Deixa eu dar uma dica... Sabe aquela série de vampiros? Mas não a do diário, a outra! Isso mesmo, a série os Originais. Aquela atriz que interpreta a Rebekah... Exato! Ele é primo terceiro da atriz Claire Holt. 

-Gostaria de que você não tivesse me convencido a vir. Excursão sempre acaba ruim.

-Porque será, heim?

-Oras, eu nao tenho culpa.

-Serio?

-Entenda Amor, coisas ruins acontecem em excursão escolares e nada é minha culpa. Não foi minha culpa, quando fomos visitar aquele campo de batalha, e eu tive aquele "acidente" com o canhão da revolução Americana. Eu não estava mirando no ônibus da escola. 

-E antes disso? Quando fomos visitar o Sea World. E você de alguma forma totalmente misteriosa, acionou uma alavanca e deu um banho na turma. -Clarke abriu um pacote de salgadinhos e começou a degusta-los.

-Isso foi no primeiro ano, ninguém mais lembra desse ocorrido.

-Tá, então você quer um mais recente... Que tal, quando nossas famílias viajaram para Orlando, quando fomos na Disney e até a roda gigante do Peter Pan. Que você quebrou um botão de controle e ficamos presa lá no alto, levou duas horas para tirarem a gente de lá.

-Isso não tem nada a ver com viagens escolares. E você também já aprontou. Lembra daquela vez que...

-Foi você Lexa!

-E aquela outra que...

-Você também.

-Que saber eu vou calar a boca.

-É, acho bom.

Ao longo do caminho para o Canadá, tive que aguentar o olhar do Blake. Me fitando, como se quisesse me matar. E eu tentava a todo custo não fazer contato visual, mas era impossível.

-Acho que seu amigo quer me matar. -Falei. Clarke o olhou, fazendo ele tirar os olhos de mim.

-Isso é normal, quase todo mundo que te conhece quer matar você. 

-Bem reconfortante, Clarke, obrigada. 

Depois de finalmente chegar. O professor de arte moderna nos guiou pelo museu.

Ele foi na frente com sua bengala, e se me perguntarem ele parece muito o Doutor House, toma até aqueles comprimidos de vez em quando. Nos conduziu pelas imensas salas, passando por várias estátuas de cera, de vários famosos e pessoas importantes.

Eu ficava alucinada só de pensar que algumas pessoas insignificantes tinham ganhando uma belezinha dessas.

Ele nos reuniu em volta de uma estátua, uma das mais famosas eu creio. O presidente dos estados unidos, titio Obama. Começou a falar um pouco sobre a história do Sr. Melhor presidente. E continuou a nós conduzir, parando na frente da estátua do Mike Jagger. Ele explicou como os Rolling Stones foram uma das maiores bandas do mundo e ajudou a mudar a indústria da música. Eu tentava ouvir o que ele falava, afinal Era o Mike Jagger. O assunto era bem interessante, mas as pessoas ao meu redor falavam muito alto. E cada vez eu pedia para se calarem, a outra professora que nos acompanhava , a Sra.Hansen, me olhava de cara feia.

A Sra.Hansen era aquela professora de artesanato da Carolina do norte que sempre usava um casaco de crochê marrom, e que apesar de ter quase sessenta anos de idade. Parecia muito má, o suficiente para subir na caranga de uma moto de um desconhecido e Foda-se a vida. Ela era aquela que cuidava da detenção. Tinha chegado a nossa escola no meio do ano retrasado, quando a nossa última professora de artesanato teve um colapso nervoso.

Desde o primeiro dia, a Sra.Hansen adorou a Clarke e concluiu que eu tinha sido enviada do próprio capeta. Ela adorava me mandar para detenção, só para me fazer limpar os apagadores. 

Ao seu lado tinha a Professora de História, Srta. Jill. 

A Srta. Jill, era o que nós gostamos de chamar de Solteirona. Ele tem quase quarenta e nunca teve um namorado. Os pais dela sem bem religiosos, literalmente. Acho que eles são, como chamam? Amish! É um grupo religioso cristão anabatistas. Uma vez, só de brincadeira. Eu e alguns alunos armamos um encontro para ela com o treinador de luta. Ela ficou com muita raiva e fez o treinador chorar. No dia seguinte nos fez copiar na metade do nosso caderno, "Não devo arrumar encontro para a professora". Passei uma semana com o braço dolorido.

-Caramba é o Hugh Jackman! -Clarke era louca por ele. Adorava o papel dele como Wolverine. E me fez ir com ela no cinema para assistir o filme, os miseráveis. Eu chorei duas vezes, é um filme muito bom. -Meu Deus, é a Britney Spears. - Ela correu até lá. Era uma das cantoras favoritas dela. Eu também gostava, até aquele ataque de doidera que ela ela teve.

E o que falar da melhor bruxa que existe? Ah, Emma Watson era uma Crush que eu e a Clarke compartilhávamos. Ela é incrível, eu vi todos os filmes de Harry Potter e os diantes. E não podemos esquecer dele, o Rei do Pop! Era a melhor replica do Michael Jackson que existe. O Príncipe William e a Esposa Kate Middleton,  estavam logo a frente. E o que falar sobre a estátua da Whitney Houston? 

Eu poderia viver aqui para sempre.

-Isso é incrível, é como se eles tivessem bem na nossa frente. -Dei um selinho em Clarke. Se ela já estava assim com apenas estátuas. Imagina como ela ficaria depois de conhecer oficialmente?! Eu adoraria ver esta reação.



Notas Finais


💙💙💙💙💙💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...