História You know, you love me - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescência, Colegial, Romance
Visualizações 3
Palavras 667
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Colegial, Comédia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um!

Capítulo 9 - Fortes emoções


Se tinha algo que a Karol tinha proeza, era de convencer as pessoas, e ela sempre conseguia, mas com algumas exceções – quem era essas exceções? Eu e Emily; quanto mais eu descubro sobre ela, mais percebo que somos parecidas em alguns pontos.

-Você sabia que vai entrar um aluno novo na nossa sala? – falou Karol ao chegar na sala

-Oi pra você também – respondo

-Oi! Você sabia que vai entrar um aluno novo na nossa sala?

-Não, como você descobriu? – perguntei curiosa

-Eu escutei lá na secretaria – Karol sendo Karol – e vi ele de costas na sala da diretora – disse se sentando na carteira a minha frente

- O que a gente conversou sobre ficar bisbilhotando a vida alheia? – perguntei cruzando os braços

-Eu não bisbilhotei! A porta estava meio aberta – se defendeu

- Ta bom – disse sabendo que ela bisbilhotou mesmo

-Eu acho que daqui a pouco ele sobe -  disse Karol (a nossa sala fica no segundo andar)

- Espero que seja alguém diferente do povo dessa sala – respondi

Fiquei jogando “papo fora” com Karol, sobre como seria esse aluno novo e qual seria seu nome, até que algo inusitado aconteceu:

-Oi Karol, oi Mari! – disse Emily

Sim. Emily.

-Oi “Emi” – respondeu Karol

-Oi – respondi

-Posso falar com você Mari? – disse se dirigindo a mim

Entrei em choque, o que ela poderia querer comigo?... MEU DEUS! Será que o Otávio abriu a boca? Caralho. Fu-de-o.

-Claro – respondi explodindo de nervos

Ela me levou para fora da sala. É hoje que eu apanho.

-O que foi? – perguntei com medo da resposta

-Uma amiga minha me disse que viu você e o Alex de mãos dadas na festa de sábado

Caralho. Ca-ra-lho.

Jesus, me ajuda.

-Não, não! – disse desesperada – não foi isso que aconteceu!

- Então o que aconteceu? – perguntou em um tom ameaçador

-Foi por causa da Verônica! – respondi nervosa

-Como é?! O que aquela vaca tem a ver com isso? – perguntou mais brava

- Ela tinha chegado na festa e veio falar diretamente comigo e com o Alex, aí ela perguntou pela Karol e foi atrás dela e disse que voltaria, nisso, o Alex me puxou pelo pulso – frisei a palavra pulso – para fora da casa e eu não tinha entendido essa atitude, até que ele me explicou que ele não queria estar lá quando a Verônica voltasse – expliquei de uma vez só

-Tá bom, e porque ele te puxou? – perguntou ainda desconfiada

-Porque a Karol me deixou sozimha e o Alex percebeu e me ofereceu sua companhia até você chegar – expliquei

- Ok, entendi – disse finalmente sem desconfiança – eu vou dar um jeito naquela cadela no sio – disse brava e vingativa – desculpe pela intimidação, mas pela forma que me contaram, parecia que o que tinha acontecido era outra coisa bem diferente – disse se explicando

-Tudo bem, é compreensível – falei

-Sim – finalmente ela se acalmou

-Mas acho que você deveria ter falado com o Alex – por que caralhos eu falei isso?!

-Sim, mas nesses momentos eu acabo não sabendo em quem confiar – graças a Deus ela interpretou bem

- Confiança é algo importante – CALA A BOCA MARINA!

-Infelizmente sim – disse como se lembra-se de algo

Aí tem história.

Depois dessa “mini” conversa com a Emily, eu voltei para a minha sala, onde eu encontrei a Karol com cara de preocupada.

-O que aconteceu? – veio falar comigo – Eu teria ido lá, mas não sabia se eu iria ajudar ou atrapalhar – respondeu se sentindo culpada

Expliquei o que eu conversei com a Emily; a história da festa a Karol já sabia .

-Ela parecia ter se lembrado de algo quando eu disse que confiança é algo importante – declarei

-Bem...hum... – se excitou Karol

-O que? Você sabe de algo?

-Bem... não conta pra ninguém, ta bom?

-Pra quem eu vou contar? Pra você? – disse com humor

-Então... no começo do namoro deles, do Alex com a Emily – acenei com a cabeça no intuito de faze-la continuar – ela traiu o Alex três vezes com o Otávio – disse rápido

PO-RRA. 


Notas Finais


Até~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...