História You make me begin - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Taekook, Vkook
Visualizações 26
Palavras 484
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Fluffy, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - 14.


Antes que meu pai me buscasse para passar o final de semana em sua casa, encontrei Taehyung na praça.

Não havíamos combinado.

Eu havia ido lá para pensar no que acontecera — nossas respirações ofegantes por causa dos beijos, suas mãos quentes em meu rosto e pescoço, nossos narizes sujos da mesma cor. Não havíamos conversado sobre aquilo. No dia seguinte ao beijo, mesmo Taehyung tendo pedido para que eu não sumisse, foi como se nada houvesse acontecido. Agimos como apenas amigos perto dos meninos. Fiquei imaginando se ainda éramos só amigos e eu estava confundindo tudo.

Era para eu ter apenas sentado na praça e ficado lá por algum tempo, pensando, antes de ter que voltar e esperar meu pai, porém, eu vi alguém deitado na grama, em cima de uma toalha grande — aquelas de piquenique. Apesar de estar cobrindo os olhos do sol com o braço, eu o reconheceria em qualquer lugar e de qualquer forma, então me aproximei e encostei meu tênis no seu.

Taehyung demorou um pouco para tirar o braço dos olhos e, quando o fez, eu quis agarrá-lo ali mesmo, na grama, e beijá-lo até nossos pulmões suplicarem por ar.

— Oi — falei.

— Jeongguk — ele sorriu e se moveu para o lado, abrindo espaço para mim.

— Tudo bem? — sentei-me perto de sua cintura.

— Sim. E com você?

Balancei a cabeça.
— Achei que seu pai já tivesse te buscado — ele me disse.

— Ainda não — olhei sua mão esquerda deitada perto de mim. Encostei em seus dedos de leve e um raio percorreu meu corpo inteiro, fazendo-o formigar.

Taehyung sorriu.

— Você pode se deitar, se quiser.

Deite-me, mas não o olhei, porque meu coração batia muito rápido e tive medo que ele percebesse.

— O que foi? — ele perguntou.

— Nada.

— Hum.

Ficamos em silêncio. Ele estava olhando as nuvens e eu o observei discretamente.

— Hyung... — sussurrei e ganhei sua atenção. — Hum... nada.

— Fala.

— Não é nada. Olhe o céu de novo.

— Fala logo — ele deu uma risada suave que fez cócegas em alguma coisa no meu cérebro.

— Não — sacudi a cabeça.

— Você quer falar sobre o que aconteceu essa semana? Entre mim e você?

Assenti.

— Somos só amigos? — perguntei, tão baixo que quase achei que não tinha feito a pergunta, mas Taehyung chegou o rosto mais perto e sussurrou:
— Só se você quiser — sorriu e voltou para trás.

Ficamos nos encarando.

— Taehyung.

— O quê?

— E o que você quer?

— Eu quero você.

— E-eu?

— Sim. Jeon Jeongguk. Você.

— O que isso significa?

— O que você quiser que signifique.

Não consegui responder porque fiquei hipnotizado por seus olhos, como sempre ficava.

— Taetae — acabei dizendo, por fim.

— Oi, Kook.

— Eu quero sair com você.

— Hum?

— Vamos ver um filme. Vamos comer algo gostoso. Deixe eu te beijar de novo.

Ele riu.

— Ok.

Eu sorri, sem conseguir tirar meus olhos de cada centímetro perfeito de seu rosto.

Taehyung era tão bonito que chegava a apertar meu coração.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...