História Zootopia - Irmãos Wilde - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Zootopia - Essa Cidade é o Bicho
Personagens Benjamin Garramansa, Bogo, Bonnie Hopps, Finnick, Jack Savage, Judy Hopps, Nick Wilde, Personagens Originais, Sr. Lontrosa, Stu Hopps
Tags Demian Wilde, Jack Savage, Judy Hoops, Luke Svage, Luna Wilde, Nick Wilde, Zootopia
Visualizações 53
Palavras 2.850
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ola, + um cap aq pra ces, apreciem

Capítulo 17 - Dia de Discussão


Luna P.o.v.

Acabei acordando caindo da cama, sinceramente eu não tô no clima pra ir a aula hoje, to com muito sono e uma dor de cabeça horrível, acho que não quero mais beber na minha vida, {(RP: mas ce só tomou meia garrafa... '-')} lado positivo é que hoje é sexta.

Eu tive que sair de perto do amor da minha vida (minha cama, me levantei, fui até o banheiro do quarto e fiz minha higiene naturalmente, depois me arrumei devagar já que eu não estava com pressa e sai do quarto com a mochila nas costas, andei até a cozinha, quando cheguei cumprimentei todos.

- Bom dia, Pai, mãe, Demi, Gwen. - cumprimentei naturalmente, fui pegar uma cenoura quando parei pra repensar no que eu disse - Pai... mãe... Demian... Gw... GWEN?! - olhei e vi a gata sentada ao lado do Demi.

- B-bom dia, Luna. - retribuiu o cumprimento sorrindo.

- O-o que você ta fazendo aqui? - perguntei surpresa.

- Ela dormiu aqui, filha. - respondeu a minha mãe sorrindo - Nossa, fazia tempo desde a vez que eu vi a filha mais velha do Thommas e da Emily, como cresceu, e ficou uma graça. - comentou a minha mãe sorrindo alegre.

- Obrigada... - disse a gata sorrindo timida, quando ouvem um celular tocar, a mãe atende.

- Alô... sim... estarei ai. -disse ela seria e desligou - Desculpa, mas eu já tenho que ir. - disse ela.

- Não quer que eu te de uma carona? -perguntou o meu pai.

- Não precisa, eu vou sozinha. - disse minha mãe e deu um beijo na testa dele, depois abanou pra gente - Se cuidem, eu amo vocês. - disse e ela saiu da cozinha.

Pude notar que meu pai não parecia muito feliz, não é pra menos, eles quase nunca se vêm, nos dias de semana eles andam ocupados demais no DPZ e quando voltam eles estão cansados demais pra conversar.

- Bem, acho que eu também já vou... - disse o meu pai sorrindo, fraco, mas sorrindo - Se cuidem. - disse ele e saiu também.

Ficamos só nós três lá, depois de termos comido a gata disse se pronunciou.

- Bem, eu tenho que ir pra casa. - disse ela sorrindo.

- Você não vai a aula hoje? - perguntou o Demian curioso.

- Não, eu vou sim, só vou chegar um pouco atrasada. - disse ela se levantando.

- Vou com você até a entrada. - disse a raposa se levantando também e os dois sairam da cozinha... ai tem coisa.

Os segui e os vi pela janela, já no lado de fora, que bom que eu tenho boa audição porque agora é a hora certa pra usar.

- Seus pais estão bem, o Sr. Wilde parecia triste? - perguntou a Gwen preocupada.

- Sim, meu pai ele talvez esteja ainda tentando se conformar com a ausência da minha mãe no trabalho. - disse o Demian.

- Espero que fique bem. - falou a gata.

- E você? Cuidado na rua, ta legal? - perguntou o Demian sorrindo, a gata cora.

- E-eu não sou filhote, eu sei me cuidar... - disse ela emburrada e corada, ele ri.

- Gwen. - chamou a atenção dela e... ELE BEIJOU ELA?!

CARALHO, O QUE EU PERDI?! MEU IRMÃO E A GWEN AGORA ESTÃO SE BEIJANDO! PUTA QUE PARIU, EU SABIA QUE UM DIA ISSO IA ACONTECER, AAAAAAAH QUE FELICIDADE! DEMIAN X GWEN É REAL! CHUPA ELISA!

Pude ver eles se separando, e o Demian se pronuncia.

- Acho que eu me viciei nisso. - disse ele sorrindo, ela ri timida.

- Isso é bom? - perguntou.

- Sem duvida. - respondeu e beijou a testa dela.

Vi ela sair andando pela rua (pelo menos até o fim do ponto de visão que eu tinha da janela) e o Demian a acompanhando com os olhos, depois de um tempo ele voltou, quando chegou me encontrou na frente da porta sorrindo de canto.

- Que foi?

- Vocês estão namorando, não é? - perguntei sorrindo maliciosa.

- E até já transamos. - disse ele revirando os olhos e coçando a nuca.

- Nossa, admitir isso sem mais nem menos, não podia ter tentado esconder não? - perguntei com um pouco de decepção.

- Pra que se você vai descobrir alguma hora. - disse ele sorrindo - Vamos se não a gente chega atrasado. - disse ele pegando sua mochila.

Fomos pra escola naturalmente, quando chegamos o nosso grupo estava lá nos esperando na frente da escola.

- Aaaaah... que dor de cabeça... - murmurava a Norah impaciente.

- Eu disse que você deveria ter tomado um remedio. - falou o Matt.

- "Norah, bebe um pouco disso" você disse, "Não vai ficar bêbada não" você disse, "Eu não quero sexo hoje" você, SERÁ QUE NÃO DÁ PRA ME DIZER O QUE VOCÊ QUER LOGO DE UMA VEZ AO INVÉS DE ME FUDER POR COMPLETO! - gritou ela irritada pra ele, o mesmo se encolheu um pouco.

- De certa forma eu realment-

- Cala a boca! - disse ela e ele se calou.

- Parece que você acordou de mau jeito na cama hoje, Norah. - brinquei e a mesma suspira.

- Por assim dizer. - disse a guaxinim olhando fria pro cão.

- E a Gwen, cadê ela? - perguntou o Luke.

- Ela vem mais tarde. - respondeu o Demian.

- Vamos entrar logo. - disse a guaxinim irritada.

Entramos nos corredores da escola e como sempre nos separamos, cada um indo pra sua sala. Quando eu e a Norah chagamos na nossa sala nos sentamos nos nossos lugares e prestamos atenção na aula.

Depois de dois períodos eu pedi pra ir tomar água, quando sai segui pelo corredor até o bebedouro, mas enquanto eu tomava a água ouço uma voz.

- Eai. - me virei assustada e vi o Erick.

- Droga, Erick, não me assusta desse jeito. - falei suspirando aliviada, ele revirou os olhos.

- Você já esta sóbria eu espero. - presumiu a pantera.

- Obviamente. - brinquei.

- Ótimo, tem algo que você precisa saber. - disse ele serio.


Demian P.o.v.

Eu havia saido pra beber água quando vi o Erick e a Luna conversando, eu conheço as expressões faciais da minha irmã de cor e a que ela demonstava parecia seriedade e surpresa... eu iria lá ver o que tava acontecendo quando fui puxado pro banheiro feminino sem muita surpresa, era a Elisa.

- Oi, Demi, eu tava querendo falar com você, querido, você sumiu ontem a noite, tava tão ansiosa pra fazer umas coisas com você naquela noite, perdeu uma noite de sexo, querido. - disse ela sorrindo maliciosa passando o dedo no meu peito.

- Só você quem pensa... - murmurei sorrindo de canto.

- O que? - ela não ouviu.

- Escuta, vamos ter que parar com esses encontros. - fui direto.

- O que? Por que? - perguntou surpresa.

- Eu to namorando e eu gosto dela, é o que você precisa saber. - falei sério.

- Mas qu- ela parou de falar e cerrou os dentes - É a Gwendolyn, não é? - perguntou ela irritada.

- Se for ou não for não interessa, a partir de hoje eu quero que você pare com isso tudo que você tenta fazer comigo. - falei impaciente.

- Mas, Demi, eu amo voc-

- Ela também me ama-

- Mas você sente o mesmo? - perguntou ela séria, eu... Não sabia o que dizer...

- Só me esquece, certo? - falei e sai do banheiro.

O que aconteceu comigo... eu... eu to desse jeito por que? Eu... eu não sabia o que dizer naquela hora... Será que eu não... sei o que sinto pela Gwen... mas... o que eu sinto por ela?


Gwen P.o.v.

Eu estava entrando na escola, desde hoje mais cedo eu não tiro um sorriso até a minha mãe soltou um grito de alegria quando me viu chegando em casa sorrindo. Eu estava andando pelos corredores quando ouço meu nome ser chamado, me virei e vi a lince irritada.

- SUA CRETINA! VOCÊ É TÃO... TÃO... - ela vinha até mim com furia nos olhos.

- O q-

- EU DISSE PRA FICAR LONGE DELE, EU DISSE QUE NÃO ADIANTA INSISTIR NESSE SEU SENTIMENTO FALSO, MAS VOCÊ AINDA SIM TENTA. - gritava irritada, eu não me mexi até ela terminar.

- Hm... Você não pode ter ele. - falei seria.

- O QUE?!

- Você esta em estado de raiva, por que esta desse jeito se me disse que de qualquer jeito vai ter o Demi, mesmo eu fique com ele primeiro? - perguntei a olhando seria.

- Porqu-

- O motivo é que por mais pequena que fosse eu tinha uma chance de mudar o que você havia previsto. - falei seria.

- ISSO É MEN-

- E agora esta assim, frustrada por saber que essa pequena chance deu muito certo. - falei - Eu pesso desculpas por ter feito isso, mas eu realmente amo o Demi e não iria desistir dele, espero que escontre alguem o qual você possa sentir o mesmo. - falei e me virei.

Ela ia tentar me pegar pelo pescoço, mas eu me virei, segurei ela pela roupa, virei meu corpo e puxei ela e a derrubei de costas no chão.

- Desculpa... mas tive que fazer isso, eu me responsabilizo com qualquer machucado. - falei timida, meus pais me ensinaram umas coisas pra me defender ou defender meus irmãos.

Eu voltei a andar pelo corredor e vi as amigas dela vindo ajuda-la, que bom, não pode deixar lixo no chão do corredor.


Narrador P.o.v.

Erick havia contado tudo que ouviu do plano da Elisa, sobre o intimidar a Gwen e de manter a mesma longe desse assunto fazendo uma delas namorar o Luke fazendo-a ficar em depressão.

- Então... ela não quer ficar com o Luke?! - perguntou a gata irritada.

- Bem de certa forma, ela queria ficar com ele, mas acho que era só um interesse sexual. - supôs a pantera.

- Já chega. - disse a coelha, pegou uma garrafa de água e começou a encher.

- O que você-

- Cala a boca e me segue. - falou a coelha coelha andando - Erick, você não acha que ta quente hoje? - perguntou ela, ele achou estranho a pergunta.

-Er... acho que não. - respondeu.

- Eu também não, mas a Vanessa sim. - disse e entrou na sala do Demian e do Luke, olhou ao redor e quando encontrou a Vanessa foi até ela.

- Lu-

- Cala a merda da boca e se refresca um pouco. - falou a coelha fria e apertou a garrafa bem na cabeça da coelha a molhando toda e surpreendendo a todos.

- LUNA! -exclamou o Luke irritado.

- Luna! - exclamou o Demian também, segurou a risada sem ninguém notar.

- Puta merda... - sussurrou o Erick.

- Qual seu problema? - perguntou a Vanessa irritada.

- Achou isso um problema, vai ver então. - disse ela estalando os dedos, nessa hora o Demian a segurou - Me solta, não me segura, não me segura, vou quebrar a cara dela. - disse a Luna irritada.

O Luke foi ver se a namorada estava bem e depois olhou pra Luna com raiva e rispidez.

- Luna, que merda foi essa? - perguntou o coelho irritado.

- Nada demais, só acho que esta calor hoje, eu só tava hidratando... isso. - disse ela com desgosto.

- Por que esta tratando ela assim? - perguntou o Luke irritado.

- Simples, porque ela ta mentindo pra você. - disse ela seria, viu a Vanessa arregalar os olhos.

- Do que?

- Ela mentiu pra você, ela esta com você porque quer ajudar a Elisa no plano dela de me afastar dos relacionamento do Demian e da Gwen. - disse a coelha séria.

- Meu o que...? - perguntou o Demian confuso.

- Do que você esta falando? - perguntou o Luke ainda confuso.

- Ela não é uma mentirosa, ela também só te quer por interesse sexu-

- CHEGA, LUNA! - gritou o coelho aquilo assustou a Luna, o coelhos e virou pra namorada - Vanessa, isso é verdade? - Perguntou serio.

A coelha olhou pro namorado e depois pra Luna que esperava a verdade e depois olhou de novo pro Luke.

- Não, isso não é verdade, ela ta mentindo. - respondeu seria.

- O QUE? - perguntou a Luna surpresa.

- Então já é o suficiente pra mim. - disse o Luke serio.

- Como assim é o suficiente, ela ta mentindo.

- Não importa mais esse assunto. Prof. Lontrosa, por ela ter entrado na sala sem permissão e ter feito o que fez é mais do que um motivo considerável pra uma detenção, estou certo? - perguntou o coelho pra lontra.

- S-sim, eu acho, mas não precisamos ir tão-

- Luna, tenho que pedir que vá para a diretoria. - disse o Luke serio.

- QUÊ?

- Agora! - mendou ele irritado.

Houve um tempo onde ninguém falou nada, a Luna então se pronunciou.

- Ta legal, eu vou. Não sei no que eu tinha na cabeça, sabe, eu vim aqui pensando que podia te ajudar e sou tratada desse jeito. - disse ela seria.

- Me ajudar? Como molhar minha namorada é me ajudar?- perguntou o coelho - Sabe, se você tivesse vindo aqui, conversar calmamente eu teria tentado te ouvir, mesmo sabendo que não era verdade eu tentaria se você tivesse sido-

- Sido como? Sido gentil? Alegre? Queria que eu chegasse aqui dando saltos de felicidade e contasse que essa puta ta mentindo pra você? Eu sei que é assim que você queria, eu sei que é assim que todos querem que eu seja, querem que eu seja a coelha sorridente e animada, mas não dá mais... Você acabou comigo no dia que disse que estava namorando com aquilo - disse apontando pra Vanessa - Sabe... Você já havia me magoado... nos conhecemos desde infancia... eu sempre senti que sentia algo por você... algo diferente... mas quando naquele dia... no dia em que eu consegui confirmar tudo o que eu supôs sentir... Você me fala que tem namorada. Eu senti como se algo que acreditei ser real era uma farsa... foram 15 anos fora... e agora você nem confia no que eu digo... - disse a coelha triste - Você me rachou naquele dia... e me despedaçou hoje, satisfeito? - perguntou ela chorando.

A coelha se recompôs e depois mandou um ultimo olhar pro coelho e pra namorada.

- Quer saber, que você sofra com a verdade - disse ela seria, se virou e andou até a porta.

- Luna.. - chamou o Demian.

- Eu to bem, Demi. - disse ela sorrindo fraca pra ele - A gente se fala depois. - disse a coelha e voltou a andar.

O Erick pessou a pata na cabeça da Luna tentando anima-la, ela o olhou.

- Obrigada, Erick. - agradeço sorrindo fraco e saiu da sala.

A pantera viu ela virar o corredor e suspirou, olhou pro Luke com raiva, o mesmo o olhava serio.

- Sinceramente, eu não sei o que ela viu em você. - disse o Erick serio cruzando os braços.

- Eu tambem não sei o que ela viu em você. - disse irritado.

- O que você não demonstrou hoje, confiança. - respondeu o Erick indo até sua mesa e a aula prosseguiu.


Demian P.o.v.

- Nossa... isso tudo aconteceu hoje? - perguntou a Gwen surpresa.

- Sim, cara foi bem tenso, nunca vi a Luna com aquele rosto. - falei serio.

- E ela, como tá?

- Ela levou uma ta na detenção agora. - respondi.

- Será que ela vai ficar bem? - perguntou a gata.

- Eu não sei... mas vou tentar apoiar ela. - falei sério, ela me dá um beijo na bochecha, eu corei com isso - Por que fez isso? - perguntei sorrindo sem jeito.

- Sabe... eu gosto desse seu jeito gentil. - disse ela sorrindo tímida.

- O que tem de novo? - perguntei sorrindo.

- Sei lá, você é um pouco... "fodasse". - respondeu e eu ri.

- Cara, eu não sou assim. - falei sorrindo.

- É sim. - falou ela rindo corada.

- Cara eu sou uma raposa prestativa, espontâneo, inocente e sorridente, resumindo: eu sou um anjo. - brinquei sorrindo convencido.

- Claro. - disse ela sorrindo e revirando os olhos.

- E você? Não quer saber o que eu acho que você é? - perguntei sorrindo e a olhando nos olhos.

- Quero. - respondeu sorrindo.

- Bem, eu não sei exatamente. - respondi e vi ela ficar um pouco surpresa - Mas sei que é o jeito perfeito pra mim. - falei sorrindo e ela cora e sorri.

- Obrigada. - respondeu ela alegre.

- Eu quem agradeço. - disse e a beijei.

Depois de um tempo ali parados nos beijando decidimos ir embora, alem do mais estavamos na frente da escola um tempão.

Enquanto andávamos acabei me lembrando do que a Elisa havia dito no banheiro, será que eu não sei realmente o que eu sinto por ela... Será que eu não gosto dela... Será que é só queda, mas nada de mais... mas dai se for realmente isso o que eu acabei de falar pra ela era mentira... Então eu estou mentindo pra ela... eu-

- Demian? - ouvi ela me chamar, vi aquelas belas orbes azuis me olhando preocupada, corei um pouco.

- O que?

- E-eu posso? - pediu ela corada estendendo a pata, entendi na hora, deixei um sorriso escapar.

- Sim, pode. - aceitei sorrindo e peguei sua pata e voltamos a andar só que dessa vez de patas dadas.

Realmente eu talvez não saiba o que eu sinto pela Gwen, mas eu estou perto e enquanto ela estiver por perto eu vou chegar lá.





Continua........... 


Notas Finais


Espero q tenham gostado, até a proxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...